1601 – Valdir Verona (RS) regrava em dois epês, com novos arranjos, composições de seus dois primeiros álbuns da carreira

#MPB #MúsicaInstrumental #MúsicaGaúcha #ViolãoBrasileiro #Viola10Cordas  #Viola9Cordas  #ViolaInstrumental #CaxiasdoSul #CulturaPopular

O cantor e compositor Valdir Verona, violeiro dos mais tarimbados do país, residente em Caxias do Sul (RS), brindou amigos e fãs no apagar das luzes de 2022 com o lançamento de novos epês nas plataformas digitais. Primeiras Composições – gravações originais, traz temas instrumentais extraídos de Acordes ao Vento (1995) e Tons da Terra (2000), discos com as primeiras obras compostas por Verona, na década de 1990 e começo de 2000.  Primeiras Composições – regravações apresenta músicas instrumentais e canções rearranjadas e regravadas, agora de álbuns posteriores a 2009 (Ad Libitum – Ária Trio; Uma Viola ao Sul, 2010; Na Estrada, 2013; e O Violeiro e o Poeta, 2017).

Em mais de três décadas de trajetória, Valdir Verona se consolidou no cenário nacional como músico capaz de resgatar a força e a beleza da viola nos pampas, atuando simultaneamente como pesquisador, produtor musical e professor dos mais requisitados do instrumento, gravando canções ou músicas instrumentais tanto em dez, como em nove cordas, mas sem jamais deixar de valorizar ritmos nativos. Afora trabalhos em parceria com Rafael de Boni (Duo Viola e Acordeon) e, mais recentemente, com o grupo Violas ao Sul, entre outros projetos que vão desde recitais, shows, composições, arranjos, gravações, edições de partituras e tablaturas.

Continuar lendo

1094 – Rio Abaixo e Viola de 9 Cordas: lançamentos de Valdir Verona (RS) chegam ao Barulho d’água

A obra do músico de Caxias do Sul é uma das mais ricas do país e reinsere a viola caipira na cultura gaúcha por meio de shows, livros técnicos e discos nos quais toca ritmos nativos como Rancheira, Chamamé, Milonga, Xote e Toada

 

Marcelino Lima

O Barulho d’água Música recebeu recentemente duas novas contribuições para o acervo de álbuns e livros que vimos montando, paralelamente ao trabalho de divulgação da boa música de diversos gêneros e ritmos que é produzida no país. Desta vez a gentileza veio de Caxias do Sul, uma das mais importantes cidades do Rio Grande do Sul, onde vive e produz extensa e valiosa obra o violeiro Valdir Verona. São dois novos discos instrumentais,  Rio Abaixo e Viola de 9 Cordas.

Continuar lendo

690 – Um abraço dos mais fraternos para Valdir Verona (RS), aniversariante de hoje

vv

O abraço de hoje do Barulho d’água Música chegará a uma das regiões mais bonitas do Brasil, onde está encravada Caxias do Sul (RS), morada do violeiro Valdir Verona, músico com mais de 25 anos de estrada, participações em diversos álbuns e DVDs de música e poesia e que na noite de 14 de outubro, ao lado do parceiro Rafael De Boni, lançou o primeiro DVD do Duo de Viola, na Sala de Cinema do Centro Municipal de Cultura Doutor Henrique Ordovás Filho. O trabalho, gentilmente doado por Verona ao acervo do blogue, conta com a participação de Yamandu Costa.  

Continuar lendo

Gaúchos Valdir Verona e Rafael de Boni emplacam álbum em lista de cinco trabalhos que revitalizam música nacional

1237140_334609136684760_340305486_n

O violeiro e violonista Valdir Verona, ao lado do acordeonista Rafael de Boni, gravaram um dos cinco melhores discos de 2014 na opinião do crítico musical Regis Tadeu (Foto: Divulgação)

O Barulho d’água Música acompanhou em Uberaba (MG) na noite de sábado, 7, o show de encerramento do I Encontro Nacional do Circuito de Música Dércio Marques, projeto da cantora e compositora Katya Teixeira, de São Paulo, recentemente agraciado com o Prêmio Brasil CriativoCatorze músicos de vários estados subiram ao palco do Teatro do Sesi da cidade no Triângulo Mineiro. Um deles é Valdir Verona, da serrana Caxias do Sul. Ao lado de conterrâneos entre os quais estão Agostinho Gomes (Dominus Luthier) e Giancarlo Borba (Terra de Areia), Verona representa muito bem os gaúchos no Dandô, levando entre outras valiosas contribuições os ritmos e as tradições presentes nas músicas do sul aos quatro cantos do país.

Continuar lendo