1346- Grupo Cor das Cordas (SP) relança pela Kuarup seu trabalho de estreia

#MúsicaInstrumental #MPB #ViolãoBrasileiro

Disco Cor Das Cordas passeia por canções autorais e clássicos da MPB com a participação especial do músico Edmundo Carneiro

O grupo Cor das Cordas está relançando Cor das Cordas, título homônimo do álbum de estreia do trio de violonistas Edinho Godoy, Luca Bulgarini e Milton Daud, lançado originalmente em 2010 e agora reeditado com exclusividade para as plataformas digitais pela Produtora e Gravadora Kuarup. O trabalho apresenta uma refinada releitura de grandes clássicos da música brasileira, incluindo obras de compositores como Edu Lobo, Milton Nascimento e Djavan, além de composições do próprio trio. Os arranjos foram elaborados especialmente para a formação de três violões, com grande variação de ritmo, harmonia e melodia, o que possibilitou um inusitado resultado de criatividade, sofisticação, sensibilidade e bom gosto.

Continue Lendo “1346- Grupo Cor das Cordas (SP) relança pela Kuarup seu trabalho de estreia”

1331- Riendas Libres apresenta Peteco Carabajal em apresentação virtual única

*Com Luis Pires Varinha e Rosana Valdez 

O consagrado músico argentino Peteco Carabajal vai fazer apresentação em sala virtual na noite desta quinta-feira, 19,  concerto para a qual a entrada já pode ser reservada em https://hausticket.com/detalle/PETECO-CARABAJAL/; os que fizerem reserva antecipada concorrerão ao sorteio de uma guitarra (violão) da marca Peteco. O espetáculo se chama Peteco por Peteco e será transmitido em conexão online pelo linque https://www.facebook.com/arshowlive/, da Argentina Show Live, a partir das 21 horas naquele país.

Continue Lendo “1331- Riendas Libres apresenta Peteco Carabajal em apresentação virtual única”

1252 – Ouça clássicos brasileiros, de Violeta Parra e dos Beatles em disco de Ulisses Rocha com cello, baixo elétrico, trompete e viola caipira

Destacado violonista e compositor carioca que integrou o D’Alma é um dos mais influentes da atual geração brasileira, admirado por um estilo inconfundível que transita entre os mundos da música brasileira,da música erudita e do jazz 

O Quinteto, álbum instrumental de Ulisses Rocha, lançado em 2017, abriu as audições matinais que promovemos todos os sábados aqui no boteco do Barulho d’água Música, em São Roque (SP), neste dia 26 de outubro. Gravado com 10 faixas que são releituras de clássicos universais de músicos de diversos estilos — de João do Valle e Luiz Vieira a John Lennon e Paul McCartney, passando por Violeta Parra, Heitor Villa Lobos, Luizinho e Teddy Vieira e chegando a Milton Nascimento — O Quinteto reúne, além de Ulisses Rocha: Raïff Dantas Barreto (cello), Vitor Loureiro (baixo elétrico), Walmir de Almeida Gil (trompete) e Ivan Vilela (viola caipira), oferecendo um mini-concerto que poderá ser apreciado tanto no portal eletrônico do autor, quanto em várias plataformas digitais nas quais estão disponíveis, ainda, várias outras joias da discografia de Ulisses Rocha, trabalho que totaliza 16 discos e inclui os produzido ainda como integrante do extinto grupo D’Alma, fora as participações em álbuns de amigos e parceiros de estrada.

Continue Lendo “1252 – Ouça clássicos brasileiros, de Violeta Parra e dos Beatles em disco de Ulisses Rocha com cello, baixo elétrico, trompete e viola caipira”

1211 – Wallace Oliveira Trio abre turnê paulista com concerto gratuito na Casa de Cultura Ipiranga*

Proposta dos músicos  é apresentar a versatilidade da guitarra portuguesa, acompanhada por violão e percussões, com repertório que vai do rock à milonga, da world music ao baião em uma narrativa musical que une o tradicional ao contemporâneo, parte do repertório do álbum lançado em 2018 com concorridas apresentações além-mar

Com Eliane Verbena, da Verbena Comunicação

Após turnês de sucesso em Portugal, o Wallace Oliveira Trio traz a versatilidade da guitarra portuguesa, instrumento tradicional do fado, para espaços da cidade de São Paulo, em quatro concertos gratuitos neste mês e em agosto, e ao 19º Festival de Inverno de Paranapiacaba (FIP), em Santo André (SP). Formado por Wallace Oliveira (guitarra portuguesa), Sérgio Borges (violão de sete cordas) e Adriano Busko (percussão), o trio tocana Casa de Cultura Ipiranga, neste domingo, 21 de julho, às 16 horas. Duas apresentações no FIP estão previstas para uma semana depois, no dia 28 de julho: a partir das 15 horas, no Palco Mercado, e, depois acompanhada pela fadista luso-brasileira Ciça Marinho, no Palco Rua Direita, às 18 horas. Wallace, Borges e Busko regressarão à Capital para novas rodadas em 16 , 21 e 23 de agosto (ver a guia Serviços)

Continue Lendo “1211 – Wallace Oliveira Trio abre turnê paulista com concerto gratuito na Casa de Cultura Ipiranga*”

1182 – Grupo Instrumental Cor das Cordas lança novo álbum, da Kuarup, em Sampa

Disco que passeia por canções autorais e clássicos da MPB tem as participações especiais de Zé Luiz Mazziotti, Edmundo Carneiro e André Kurchal

O grupo Cor das Cordas lançaem 10 de maio, em São Paulo, Outras Cores, título do segundo projeto do trio instrumental formado pelos músicos Edinho Godoy, Luca Bulgarini e Milton Daud pela gravadora Kuarup. A estreia do disco de dez faixas instrumentais, gentilmente nos enviado pela Kuarup, à qual agradecemos, mais uma vez, em nome de Rodolfo Zanke, está programada para o Centro Brasileiro Britânico, a partir das 20 horas (ver a guia Serviços).

Continue Lendo “1182 – Grupo Instrumental Cor das Cordas lança novo álbum, da Kuarup, em Sampa”

1149 – Yamandu Costa e Thadeu Romano aliviam saudades do mestre Dominguinhos em show único no Sesc Pinheiros (SP)*

Repertório  vai passear por músicas dos discos que o violonista gaúcho gravou com o sanfoneiro de Pernambuco, mesclado a sucessos de Tom Jobim, Sivuca, Abel Ferreira, Chico Buarque, Luiz Gonzaga…
*Com Lu Lopes (Rubra Rosa Projetos Culturais)

Yamandu Costa e Thadeu Romano vão apresentar Salve Dominguinhos, trazendo de volta aos palcos composições de Yamandu + Dominguinhos e Lado B (discos que ambos gravaram juntos, em 2007 e em 2010) com uma única apresentação marcada para a noite de sexta-feira, 1º de fevereiro, na unidade Pinheiros do Sesc da cidade de São Paulo (ver guia Serviços). Em 2018 completamos cinco anos sem o sanfoneiro pernambucano que nos deixou em 23/7/2013. Mais do que as saudades, ele nos deixou um legado imenso de obras para música. Seu Domingos, apesar de ter partido aos 72 anos, encantou jovens músicos de várias gerações e, por essa razão, sempre viveu cercado pela novidade da juventude.

Continue Lendo “1149 – Yamandu Costa e Thadeu Romano aliviam saudades do mestre Dominguinhos em show único no Sesc Pinheiros (SP)*”

1014 – Piracicaba (SP) é contemplada com a estreia do ConSertão, novo projeto de Cláudio Lacerda, com Neymar Dias e Lula Barbosa*

* Com  NTZ Comunicação e Marketing

Um novo projeto do cantador e compositor Cláudio Lacerda, o ConSertão, começará a percorrer várias cidades do Interior de São Paulo na sexta-feira, 19 de janeiro, quando estreará em Piracicaba, a partir das 18 horas. Da forma como está concebido o ConSertão promoverá apresentações gratuitas ao ar livre embaladas por um bem selecionado repertório em homenagem a compositores renomados da música caipira. A abertura está programada para transcorrer no campus da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP), com entrada solidária equivalente à doação de 1 quilograma (1 kg) de alimento não perecível. Cláudio Lacerda estará acompanhado pelos músicos Neymar Dias e Lula Barbosa e a Orquestra Sinfônica de Piracicaba.

Continue Lendo “1014 – Piracicaba (SP) é contemplada com a estreia do ConSertão, novo projeto de Cláudio Lacerda, com Neymar Dias e Lula Barbosa*”

947 – Lulinha Alencar e Mestrinho tocam e lançam álbum para Dominguinhos em Sampa

A unidade Pompeia do Sesc da cidade de São Paulo receberá no sábado, 6 de maio, Lulinha Alencar e Mestrinho para lançamento do álbum que ambos gravaram em homenagem a Dominguinhos. ToCantE  reúne em dez faixas criações tanto do cantor e compositor pernambucano que morreu em 2013, como dos próprios Alencar e Mestrinho nas quais estes reverenciam outros mestres que os influenciaram: Chiquinho do Acordeon, Jackson do Pandeiro e Pixinguinha. Richard Galliano, renomado sanfoneiro francês, também subirá ao palco como convidado especial da apresentação, prevista para começar às 21 horas.

Continue Lendo “947 – Lulinha Alencar e Mestrinho tocam e lançam álbum para Dominguinhos em Sampa”

839 – Três mestres e um pupilo inquieto promovem roda de cantoria em Barão Geraldo, distrito de Campinas (SP)

Mais do que um show, um descontraído encontro entre três mestres cantadores e um jovem artista e pesquisador que, juntos, no palco e no dia a dia, sempre celebram a união entre a sabedoria do mais velho e a inquietude do mais novo. Assim está sendo apresentada a 1ª Roda de Mestres entre poetas e brincantes populares que reunirá nesta sexta-feira, 1º de abril, Sinhá Rosária (80 anos, Campinas/SP), João Bá (82 anos, Crisópolis/Bahia), Tião Mineiro (72 anos, Boa Esperança/Minas Gerais) e João Arruda (29 anos, Campinas/ SP), prevista para começar às 20 horas, no Espaço Cultural Casarão do Barão, situado em Barão Geraldo, e que não terá cobranças de ingresso. 

A cantoria deriva dos trabalhos de direção musical que João Arruda empreendeu para produção dos álbuns autorais Acordar com os Passarinhos, de Tião Mineiro (2012), Cavaleiro Macunaíma, de João Bá (2013) e Eu sou Sinhá, de Sinhá Rosária (2015). Por meio de suas músicas e de suas histórias cada artista da roda nos levará a uma paisagem diferente, revelando universos culturais e existenciais particulares. Sinhá Rosária embalará a plateia por meio do samba de bumbo e do samba de lenço paulista, Tião Mineiro resgatará giros presentes em Folias de Reis e os temas das modas de viola caipira, enquanto João Bá oferecerá a poética encantada dos sertões nordestinos e do Norte de Minas Gerais. Assim, por meio da arte de cada um, os três partilharão sabedorias e conhecimentos ao mesmo tempo que espalham a mais leve alegria anciã.

João Arruda entra em cena munido de violas, violão e instrumentos de percussão. Com sua peculiar  descontração, o jovem músico deixa irrecusável o convite ao embarque para um passeio pelas águas que formam estes três grandes rios, ao passo que  costura o repertório que concentra e revisita várias das mais ricas tradições da cultura popular do Brasil. 

sinhá rosaria medalhaSabedoria que serena, alegria libertadora

Sinhá Rosária é cantora e compositora popular de Campinas, cofundadora do grupo Urucungos, Puítas e Quijengues, criado por Raquel Trindade, filha do poeta Solano Trindade, na Universidade de Campinas. Sinhá preserva e divulga cantos, ritmos e danças do samba de bumbo campineiro, samba de lenço rural paulista, jongo, coco, maracatu, samba de roda, bumba meu boi, baião, lundu entre outros. Celebrando 80 anos de vida, em 2015 lançou Eu sou Sinhá (FICC 2014), sob direção musical do violeiro João Arruda. Os gestos e palavras de Sinhá trazem a humildade rara daqueles que muito sabem. Seu canto convida a serenar, a ouvir o chamado das boas madrugadas, a vestir camisa de folha e calça de cipó, a sambar no terreiro, a pegar na enxada e abrir as portas de qualquer tipo de cativeiro com a força da alegria e da amizade.

 

 

sinha rosariaMestre-griô de sorriso maroto

Tião Mineiro é violeiro, cantor, compositor e mestre-embaixador de Folia de Reis da Companhia de Reis Azes do Brasil, formada há mais de 20 anos em Campinas. Nascido em Boa Esperança (MG), aprendeu com o pai as mais variadas tradições da cultura caipira e, em 2009, foi escolhido pelo Ministério da Cultura como Mestre-griô de Campinas, tornando-se guardião das tradições. Lançou em 2013 Acordar com os passarinhos (FICC 2012), gravado e dirigido por João Arruda, álbum que oferece uma viagem no tempo e no espaço da alegria, do encantamento e do sagrado com músicas que nos fazem silenciar. E é justamente isso que Tião Mineiro, com sorriso maroto e discurso firme, ensina: a força da fé, da amizade, da solidariedade e da alegria.

 

 

Dejoão bá medalhasde pequeno, forte e poeta

João Bá é poeta, ator, compositor e cantador. Tem oito álbuns gravados, todos eles de composições autorais, sendo o  mais recente Cavalheiro Macunaíma (PROAC 2012) sob direção musical de João Arruda e Levi Ramiro. Muitas de suas mais de duzentas músicas mereceram elogios e gravações por cantores que são referências no cenário musical brasileiro tais como Hermeto Paschoal, Almir Sater, Diana Pequeno, Dércio Marques, Doroty Marques, Rubinho do Vale e Marlui Miranda. “Quando caiu o meu primeiro dente, o pai disse assim: você já pode trabalhar, menino!”. E foi trabalhando no sertão da Bahia que João Bá aprendeu a observar a natureza e, ainda guri, começou a escrever e compor. Mais tarde, saiu do sertão e percorreu outros cantos do país, sempre de olhos e ouvidos atentos à diversidade cultural e à exuberância da natureza. Pesquisador da cultura popular brasileira, João Bá traz nas suas poesias e nas suas melodias um canto de resistência e de reverência às causas ambientais, um jeito simples de louvar a terra, a vida, o respeito à história e à memória de nossa cultura.

 

arrudinha medalha

Comprometimento e diversidade

Músico, cantor, percussionista, violeiro e produtor fonográfico,  mesmo já tendo legado importantes contribuições artísticas para o país, João Arruda também é rio dos mais caudalosos e pelo qual muita água boa ainda correrá devido ao seu comprometido com a valorização e a recriação de temas e canções da cultura popular brasileira, bem como de outros países. Sua diversificada obra enriquece mais de 15 álbuns nos quais atuou como artista convidado e produtor. Participou de mostras, festivais e programas de rádio e TV além de compor diversas trilhas sonoras para espetáculos, documentários, mostras e filmes. Sua trajetória inclui turnês pelo Brasil e exterior. Com o grupo de Pífanos Flautins Matuá Integrou o projeto Samarro´s Brazil realizando shows na França e Itália. Em trabalho solo, percorreu Argentina, Bélgica, França, Inglaterra e País Basco promovendo o show Entre violas e couros.  É idealizador e curador do projeto musical Arreuní, que promove encontros mensais com diversos artistas brasileiros e convidados estrangeiros. Em 2007  gravou o Celebrasonhos e seu mais novo trabalho solo é Venta Moinho, lançado em 2014.

O Centro Cultural Casarão do Barão fica na rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/nº, defronte ao bairro Vila Holândia, em Barão Geraldo, com entrada na altura do Km 15 da Estrada da Rodhia. Para mais informações há o telefone (19) 3287-6800

anuncio 26a

 

 

829 – Tábua de Pirulito: baixe e aprecie esta e outras iguarias do SaGRAMA, grupo com tempero armorial que há 20 anos encanta Pernambuco

A alegria, a religiosidade e também elementos alegóricos que revestem muitas das tradições populares do Nordeste estão representados na obra do SaGRAMA, grupo também conhecido por Banda Sinfônica do Recife que em 20 anos de estrada já tocou em países como a França e a Bélgica. Idealizado em 1995 pelo professor do Conservatório Pernambucano de Música, compositor e flautista Sérgio Campelo, o SaGRAMA difunde a música popular por meio de linguagem erudita, espalhando influencias do Movimento Armorial e ritmos tradicionais como frevo, baião e caboclinho. 

Com esta bem temperada sonoridade, o SaGRAMA já gravou sete álbuns, predominantemente instrumentais acústicos, um dos quais tem o sugestivo nome Tábua de Pirulito. Para quem não sabe, e portanto carrega o azar de jamais ter   experimentado uma, o título do disco faz referência à deliciosa iguaria em forma de pirulito puxa-puxa à base de mel, açúcar e água, tentação infelizmente já quase esquecida que fez a festa de crianças em ruas interioranas, envolta em embalagens de papel coloridas, vendida espetadas em tabuleiro de madeira cheia de furos e apoiada por um cabo longo que os vendedores carregavam ao ombro). Com esta mesma receita os nove músicos vêm animando vários eventos culturais em Pernambuco, além de compor trilhas sonoras para teatro e cinema, entre as quais a do filme O Auto da Compadecida, de Guel Arraes.

tabua de pirulito

O blogue Quadrada dos Canturis disponibilizou em formato mp3 seis dos sete álbuns do SaGRAMA. Visite o endereço http://quadradadoscanturis.blogspot.com.br/2014/01/sagrama-discografia-para-download.html#more, baixe os arquivos e boa curtição! Ah, e se você escutar o som de uma matraca ecoando pela rua onde mora, aperte a tecla de pausa e corra até o portão…