1180 – Ana Costa, Dorina e Lu Oliveira lançam álbum em homenagem a Socorro Lira (PB)

Show único de Na Lira da Canção-Entre Versos de Socorro Lira será seguido de sessão de autógrafos na Sala Paulo Moura do Centro da Música Carioca Artur da Távola, na Tijuca 

A audição aos sábados aqui no boteco do Barulho d’água Música, na cidade de São Roque, Interior de São Paulo, começou neste dia 27/4 com Na Lira da Canção-Entre Versos de Socorro Lira, gentilmente nos cedido pelo produtor cultural da Ritmiza Produções Maury Cattermol, ao qual agradecemos. O disco já se encontra disponível em várias plataformas digitais, mas para quem é ou estará na cidade do Rio de Janeiro e arredores na noite de 4 de maio, sábado que vem, fica a dica: o Centro da Música Carioca Artur da Távola, na Tijuca, promoverá na Sala Paulo Moura, a partir das 20 horas, um show de lançamento do álbum, protagonizado pelas cantoras cariocas Ana Costa, Dorina e Lu Oliveira.

Após a apresentação musical, as três cantoras destacadas para o projeto participarão de sessões de autógrafos. O espetáculo idealizado por Cattermol terá direção musical do violonista e arranjador Luiz Flavio Tournillon Alcofra e direção artística da cantora Mariana Baltar.

Continue Lendo “1180 – Ana Costa, Dorina e Lu Oliveira lançam álbum em homenagem a Socorro Lira (PB)”

Anúncios

1174 Socorro Lira lança “Cantos à Beira-mar”, 12º álbum da carreira, inspirado em primeira romancista brasileira

 Apresentação no Auditório do Ibirapuera terá participação da escritora Maria Valéria Rezende, da acordeonista Cimara Fróis e da cantora Fabiana Cozza. Maria Firmina dos Reis (MA) é contemporânea de Castro Alves, mas destacou-se antes dele por escrever obra abolicionista*

A cantora, compositora  e poetisa de Brejo do Cruz (PB) Socorro Lira lançará Cantos à Beira-mar, 12º álbum da carreira, que reúne dez composições autorais a partir de poemas da escritora e poeta, professora e abolicionista negra maranhense Maria Firmina dos Reis. O nome do álbum da paraibana radicada na cidade de São Paulo é uma referência ao título do livro de poesia Cantos à Beira-mar, de Maria Firmina, lançado em 1871 pela autora que é considerada a primeira romancista brasileira, antecedendo em dez anos Castro Alves, baiano que escreveu Navio Negreiro (1869) com o romance antiescravagista Úrsula (1859), cuja temática é abolicionista.

A apresentação de estreia de Cantos à Beira-mar está prevista para começar às 19 horas do domingo, 14 de abril, no Auditório Oscar Niemeyer do Complexo do Ibirapuera, em São Paulo (ver guia Serviços).

Continue Lendo “1174 Socorro Lira lança “Cantos à Beira-mar”, 12º álbum da carreira, inspirado em primeira romancista brasileira”

1162 – Ricardo Vignini lança “Viola de Lata”, na Sala Itaú Cultural, em São Paulo

Terceiro disco solo do violeiro paulistano tem doze faixas, dez instrumentais, e conta com a participação de Socorro Lira e, no show, com Tuco Marcondes*
*Com Graciela Binaghi

As tradicionais audições aos sábados pela manhã aqui na redação do Barulho d’água Música neste dia 2/3, já em pleno reinado de Momo, começaram com Viola de Lata, terceiro álbum solo do virtuosíssimo violeiro paulistano Ricardo Vignini. O disco é um mescla de influências de música caipira, nordestina, folk, rock e blues, totalmente dedicado às violas dinâmicas ressonadoras (daí o nome do disco).

Continue Lendo “1162 – Ricardo Vignini lança “Viola de Lata”, na Sala Itaú Cultural, em São Paulo”

972 – Com “Cores do Atlântico”, Socorro Lira concorre a mais um Prêmio da Música Brasileira

A cantora, compositora e escritora Socorro Lira é uma das finalistas do 28º Prêmio da Música Brasileira, que será entregue aos vencedores de 2017 em 19 de julho, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A paraibana de Brejo do Cruz radicada em São Paulo concorre ao troféu de Melhor Cantora Regional com a catarinense de Joinville Ana Paula da Silva (Raiz Forte) e a paraense Dona Onete (Banzeiro) com o livro-álbum Cores do Atlântico —  lançado pelo selo Pai Música para Espanha e Portugal em 2010 e com edição brasileira em 2016 pela Latus Editora (UEPB) –, obra que apresenta uma nova perspectiva sobre as cantigas de amigo a partir de uma dupla dimensão, a teórica e a musical. No primeiro caso, Cores do Atlântico oferece inédita argumentação sobre a origem de uma tradição oral, sustentada por mulheres, conforme tese defendida pela holandesa radicada na França Ria Lemaire. Do ponto de vista musical, consegue-se moderna abordagem da melodia das cantigas por meio da integração de sonoridades galegas, portuguesas, africanas com ritmos brasileiros como ciranda, samba, batuque, baião, congo, aboio e toada nordestina, revelando um rico patrimônio comum a três continentes banhados pelo oceano. 

Continue Lendo “972 – Com “Cores do Atlântico”, Socorro Lira concorre a mais um Prêmio da Música Brasileira”

843 – Em turnê pelo Brasil, Aline Frazão canta “Insular” com Ceumar, Socorro Lira e Susana Travassos, no Bixiga

A cantora, compositora, guitarrista e produtora Aline Frazão (Luanda/Angola) percorrerá cinco cidades do Brasil durante abril para divulgação do álbum três de sua carreira, Insular, que apresenta novas parcerias — com a poetisa conterrânea Ana Paula Tavares, , e a rapper portuguesa Capicua–  além de uma versão  para Susana, de Rosita Palma, com a participação especial de Toty Sa’Med. Aline Frazão vem se firmando desde o lançamento do primeiro disco Clave Bentu (2011) como um dos nomes sonantes da nova geração de músicos angolanos. Embora atualmente viva em Lisboa, simultaneamente ao trabalho musical integra o painel de cronistas do jornal Rede Angola, para qual assina uma crônica por semana.

Clave Bantu oferece repertório autoral gravado em Santiago de Compostela e conta com duas parcerias inéditas com os escritores angolanos José Eduardo Agualusa e Ondjaki. Depois deste primeiro trabalho, Aline Frazão trouxe a amigos e fãs Movimento, em 2013. Com este vieram as turnês internacionais que a conduziram a Cabo Verde, Quênia, Etiópia, Tanzânia, Alemanha, Brasil, Portugal, Suíça, Noruega e Áustria. Já Insular a levou a Jura, uma pequena ilha da Escócia, e contou com a produção do britânico Giles Perring, mais a considerada decisiva participação do guitarrista Pedro Geraldes (Linda Martini). Luanda acolheu o primeiro concerto, a 31 de outubro do ano passado.

Críticos têm apontado que o mais recente compacto como “um manifesto de economia poética” feito “da mesma matéria dos grandes discos de Paul Simon e Caetano Veloso, porque respira da mesma universalidade e sabedoria”.  Ao tecer os elogios, eles ainda observam: “É um caso sério esta rapariga de 27 anos, que finta as suas origens e as baralha com iguais doses de profundidade e simplicidade, tarefa a que muitos autores se dedicam, mas poucos conseguem”.

A primeira escala neste retorno ao Brasil de Aline Frazão será em Belo Horizonte (MG), conforme cronograma abaixo. Em São Paulo ela cantará a 13 de abril, na casa Mundo Pensante, situada no tradicional bairro do Bixiga. Irão acompanha-la a portuguesa Susana Travassos, Socorro Lira (Brejo do Cruz/PB) e Ceumar (Itanhandu/MG). 

Apresentações de Aline Frazão no Brasil

insular

8 de abril, 20h
Sesc Palladium, Belo Horizonte (MG)
Participações de João Pires e da Nath Rodrigues
Ingressos: R$ 25,00 (inteira) e R$ 12,50 (meia)

10 de abril, 18h
Santander Cultural, Porto Alegre (RS)
Ingressos: R$ 12,00

13 de abril, 20h
Mundo Pensante, São Paulo
Participações: Ceumar, Socorro Lira e Susana Travassos
Rua Treze de Maio, 825, Bela Vista (Bixiga), 11 5082-2657
Ingressos: R$ 15,00

11 de abril, 20h
Teatro Esperança, Jaguarão (RS)
Ingressos: R$ 20,00

15 de abril, 22h
Participação: Natasha Llerena
Bar Semente, Rio de Janeiro (RJ)
Ingressos: R$ 30,00

816 – Socorro Lira (PB) lança “Amazônia – Entre Águas e Desertos” em apresentação única no Sesc Pompeia (SP)

A cantora, compositora e poetisa Socorro Lira (PB) lançará na sexta-fera, 26, o álbum em vídeo digitalizado Amazônia – Entre Águas e Desertos,  a partir das 21 horas, no palco do teatro da unidade Pompeia do Sesc da cidade de São Paulo. O DVD foi gravado no Auditório Ibirapuera quando Socorro Lira apresentava ao público o disco homônimo, em julho de 2014, com direção artística de Elifas Andreato (que assina também a arte gráfica do projeto). Os arranjos e a direção são do pernambucano Jorge Ribbas.

Continue Lendo “816 – Socorro Lira (PB) lança “Amazônia – Entre Águas e Desertos” em apresentação única no Sesc Pompeia (SP)”

679 – Sr. Brasil terá Socorro Lira, Lenine e Céu de Lamparina após Boldrin recitar “Eu e Bebú”

socorro arte

A cantora, compositora e poetisa Socorro Lira (PB) é uma das atrações do programa Sr. Brasil deste domingo, 11, previsto para ir ao ar a partir das 10 horas na TV Cultura. O bloco no qual Socorro Lira aparecerá foi levado ao ar m 2009 por Rolando Boldrin,  que o resgatou para o quadro em que “tira da gaveta” sucessos como Sede de Amor, composição de Carlos Olympio e Antônio Costa que a convidada cantou acompanhada de Cássia Maria e de Valquíria Rosa, ambas como percussionistas, de Thadeu Romano (sanfona) e de Júlio Caldas (violão e viola).

Continue Lendo “679 – Sr. Brasil terá Socorro Lira, Lenine e Céu de Lamparina após Boldrin recitar “Eu e Bebú””

657 – Compositor Zé do Norte é homenageado por Socorro Lira (PB) com show gratuito em São Paulo

socorro lira 22

Cantora, compositora e poetisa, Socorro Lira cantará neste domingo, 27 de setembro, a partir das 13 horas, sem cobrança de ingressos, no Sesc Campo Limpo, em São Paulo. Faça o calor de arrebentar que anda fritando ovo em asfalto ou chova canivetes  sobre a cidade– não por ser de graça, mas porque Socorro Lira é uma das mais versáteis e belas cantoras independentes (de cabeça e de alma!) — valerá a pena para quem mora em Sampa dar um pulinho (ou mesmo pulão até lá, no extremo Sul paulistano!) para prestigiá-la, ainda mais porque a paraibana de Brejo do Cruz, radicada em São Paulo, cantará em homenagem ao conterrâneo Zé do Norte, nascido em Cajazeiras, também na Paraíba.

pc21

O espetáculo em tributo a um dos pioneiros na observação e na divulgação do folclore nacional e recolhedor de Mulher Rendeira reúne cocos, chorinhos, batuques, toadas, canções, caribós e diversos outros ritmos da música popular brasileira. Zé do Norte se chamava Alfredo Ricardo do Nascimento e inspirou Socorro Lira a gravar Lua Bonita – Zé do Norte 100 anos, em 2011, obra que teve a participação de Vanja Orico, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Zé Paulo Medeiros e Sandra Belê. Com este álbum Socorro Lira recebeu o 23º Prêmio da Música Brasileira de melhor cantora (categoria regional).

O álbum premiado e demais títulos da discografia de Socorro Lira, além do livro de poesias A Pena Secreta da Asa podem ser encontrados na Livraria Cortez, cujo endereço é Rua Monte Alegre, 1074, Perdizes, defronte ao campus da PUC de São Paulo e cujo telefone para mais informações e contato é (11) 3873-7111.

 

no-racism1

620- Socorro Lira lança em Sampa “A Pena Secreta da Asa”, segundo livro de poemas

DSC09752_Fotor
Socorro Lira autografa exemplar de A pena secreta da asa para o Barulho d’água Música, representado na noite de lançamento do livro por Andreia Regina Beillo (Foto: Marcelino Lima)

A cantora e compositora Socorro Lira lançou A Pena Secreta da Asa, seu segundo livro, de poesias, e concedeu autógrafos a amigos e admiradores na noite de sexta-feira, 21, na Livraria Cortez, um reduto de apoio à cultura popular situada no bairro da zona Oeste paulistana Perdizes, defronte ao campus da PUC-SP. A Pena Secreta da Asa, que sucede Aquarelar (2007) saiu pela UK’A Editorial, em parceria com a Liraprocult, e tem 108 páginas. A obra pode ser encontrada na Cortez, cujo endereço é rua Bartira, 1074, ou em contato com a poetisa em http://www.socorrolira.com.br

Socorro Lira é nascida em Brejo do Cruz (PB), atualmente residente em São Paulo, filha da artesã Benedita Pereira e do comerciante José Cassimiro Neto e adotou o nome Socorro Lira por causa do pai, conhecido por Zé Lira. Desde cedo queria ser cantora e sempre que podia ouvia nomes que a influenciram como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Clara Nunes, Marinês, além de frequentar cantorias de viola.

Vencedora da categoria Melhor Cantora Regional do  23º Prêmio da Música Brasileira, entregue no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, em 2012, do Troféu Catavento de 2013 com a música Pata humana pata, Socorro Lira está completando 15 anos de carreira, período em que já gravou dez álbuns autorais e se apresentou em vários países da América Latina, Europa e África. Em 1998 recebeu o Prêmio Europa da Associazione Senza Frontiere por seu engajamento político e social no Brasil. Formada em Psicologia pela Universidade Estadual da Paraíba, também atua como intérprete, instrumentista e produtora cultural. É autora do Projeto Memória Musical da Paraíba e  trabalha com artistas e grupos de cultura popular em seu estado natal. 

Cuidar

Cuidado com a palavra
ela queima e fere como fogo
corta e arde como larva
mata tanto quanto cura
é selva tanto quanto salva

DSC09755_Fotor

Discografia de Socorro Lira

[2001] Cantigas
[2003] Cantigas De Bem-Querer
[2006] Intersecção – A Linha e o Ponto
[2007] As Liras Pedem Socorro
[2008] No Terreiro da Casa de Mãe Joana
[2010] Cores do Atlântico
[2011] Lua Bonita
[2012] Singelo Tratado Sobre a Delicadeza
[2013] O Samba do Rei do Baião
[2014] Os Sertões do Mundo – EP
[2014] Amazônia – Entre Água e Desertos

Amauri Falabella recebe Katya Teixeira para mais uma apresentação do Dandô Dércio Marques, em Guarulhos (SP)

dandô
Katya Teixeira (Foto: Daniel Kersys) e Amauri Falabella (Foto: Marcelino Lima)

Olhaí povo de Guarulhos (SP) que não via a hora de o Dandô Circuito de Música Dércio Marques voltar à cidade: anote na agenda e espalhe que a espera terminará nesta quinta-feira, 25, quando a partir das 19 horas o anfitrião e morador da cidade, Amauri Falabella, receberá a paulistana Katya Teixeira, cantora e idealizadora do projeto. A dupla vai cantar, tocar e prosear no anfiteatro da Biblioteca Monteiro Lobato, situada na rua João Gonçalves, 439, Centro.  

Continue Lendo “Amauri Falabella recebe Katya Teixeira para mais uma apresentação do Dandô Dércio Marques, em Guarulhos (SP)”