1366 – Está saindo do forno a lenha “De Joanópolis a Barbacena”, disco camisa 10 de Francis Rosa (SP)*

#MúsicaBrasileira #MúsicaCaipira #MúsicaDeViola #ViolaCaipira #CulturaPopular #Joanópolis #Barbacena  #Monte Verde #Camanducaia #São Francisco Xavier #São Bento do Sapucaí #Monteiro Lobato #Gonçalves #Delfim Moreira #Baependi #Ibertioga #SerraDaMantiqueira

Cantor e compositor, o violeiro percorreu 10 cidades aos pés da Serra da Mantiqueira e traduziu para as cordas caipiras os costumes dos povos com os quais interagiu

* Com Jefferson Bellodi

Sou caipira e moro no mato(…)/Toco viola nas tardezinhas (…)/Alguns me chamam de esquisito/saio da roça e já fico aflito/moro do lado de uma lagoa/pesco nas tardes que fico a toa/sou tão feliz aqui e não minto:/gosto de couve com ovo frito…

Sou, faixa 1 do álbum De Joanópolis a Barbacena

As tradicionais audições matinais que aos sábados animam o cafofo do Barulho d’água Música aqui em São Roque (SP) começaram neste dia 20 de março com De Joanópolis a Barbacena, que o violeiro, cantor e compositor Francis Rosa está tirando agorinha, mesmo, do forno do fogão a lenha, com lançamento físico programado para amanhã, 21 de março. Décimo álbum da trajetória de Rosa, De Joanópolis a Barbacena reúne onze canções inéditas e traz Francis Rosa (viola caipira/voz), Reginaldo Oliveira e Carlito Rodrigues (baixo), Rafael Schimidt (violão nylon), Daniel Blando(sanfona), Matheus Pedroso Ruíz (bateria), Rafael Beck (arranjo de cordas), Rafael Henrique (cello) e Rogério Romera (violino e viola clássica).

Continuar lendo

Zé Geraldo anuncia em Osasco (SP) gravação de novo disco e conta que fará homenagem a Tim Maia

zegeraldoarte

Zé Geraldo saiu de casa muito cedo, em Rodeiro, cidade da Zona da Mata de Minas Gerais e tornou-se um dos mais cultuados cantores e compositores da música brasileira; aos 70 anos ele esbanja alegria, disposição e criatividade para seguir cantando e tocando canções que têm um pé no rock, outro no mato (Fotos: Marcelino Lima)

O cantor e compositor Zé Geraldo anunciou durante show na noite de sábado, 21, no Sesc de Osasco, cidade da Região Oeste da Grande São Paulo, que já está gravando um novo álbum, com previsão de lançamento ainda neste ano. No disco, o mineiro de Rodeiro homenageará o amigo com o qual contou ter morado na década dos anos 1960, o saudoso ícone da soul music Tim Maia. Zé Geraldo deu a notícia para o público antes de interpretar,  junto com sua banda, O Dia de Santo Reis, canção escolhida para o “mais um, mais um” e agitar ainda mais a plateia: desde o começo da apresentação, o público o acompanhava cantando música por música e dançando sem parar.

Continuar lendo