Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!


Deixe um comentário

980 – Em noite de homenagem a Ney Matogrosso, “Raiz Forte” rende troféu do 28º PMB a Ana Paula da Silva (SC)

A cantora Ana Paula da Silva (Joinville/SC) é uma das vencedoras do 28º Prêmio da Música Brasileira (PMB) e recebeu o troféu de Melhor Cantora da categoria Regional com o álbum Reza Forte na noite de quarta-feira, 19, em cerimônia promovida no Theatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ). Nesta edição o tradicional evento homenageou Ney Matogrosso e entre outros também premiou nomes consagrados do cenário nacional tais quais Alceu Valença, Ivete Sangalo, Maria Bethânia, Elza Soares, Tom Zé, Zeca Pagodinho, a dupla Zé Mulato & Cassiano e o grupo MPB 4, além de gente e trabalhos muito bons que despontam no meio regional e independente, tais quais Alberto Salgado, Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz, Saulo Duarte e a Unidade, Baiana System e Alessandra Maestrini.

Continuar lendo


Deixe um comentário

974 – Cole no Sesc Pompeia (SP) e conheça Rebento, novo álbum instrumental do violeiro Ricardo Vignini!

Um dos violeiros mais atuantes do país, Ricardo Vignini, é o convidado do projeto Plataforma para a apresentação da quinta-feira, 20, no palco do teatro da unidade Pompeia do Sesc de Sampa. A partir das 21 horas, o cantor e compositor lançará o mais novo álbum da carreira solo, Rebento, que reúne 13 músicas instrumentais, das quais 10 de autoria própria. Para o show de lançamento, o violeiro chamará para a roda André Rass (percussão), Ricardo Carneiro (violão e guitarra), Sergio Duarte (gaita), Ari Borger (piano) e Bruno Serroni (violoncelo).

Continuar lendo


Deixe um comentário

937 – Ana Paula da Silva (SC) apresenta “Miudinho” em São José dos Campos e em São Paulo

Ana Paula da Silva, compositora e cantora catarinense de Joinville, finalista em duas categorias do Prêmio Profissionais da Música (PPM), estará em São Paulo para três apresentações entre 21 e 23 de abril, quando brindará o público de São José dos Campos e da Capital. Tanto no município do Vale do Paraíba, quanto em Sampa, Ana Paula da Silva estará acompanhada pelo pianista Fábio Leandro, protagonizando o show Miudinho.

Intérprete e produtora de sua obra e de outros projetos culturais, Ana Paula da Silva já completou 20 anos de carreira, período no qual lançou e produziu seis álbuns, um songbook e realizou shows e turnês no Brasil e no exterior. Em seus álbuns conta com a presença de músicos como Robertinho Silva, Beto Lopes, Arnou de Melo, Davi Sartori, Toucinho, Mário Sève, Toninho Ferragutti, Wolfgang Muthspiel, Karl Hodina, Bertl Mayer, Martin Reiter, Cláudio Jorge, e Chico Saraiva entre outros. Ela também compartilhou shows e turnês com Leny Andrade, Elza Soares e Toninho Horta e atuou como integrante do Joe Zawinul Syndicate, Martin Reiter Group e com Alegre Corrêa Group.

Continuar lendo


Deixe um comentário

915- USP lança revista/dossiê com onze artigos sobre MPB, com coordenação do violeiro Ivan Vilela

A Superintendência de Comunicação Social da USP (Universidade de São Paulo) lançou neste mês de fevereiro a edição 111 da Revista USP, cujas 180 páginas oferecem aos leitores, aos estudantes, aos acadêmicos, aos artistas e ao público afins um dossiê sobre a MPB. Os textos da publicação, organizados pelo violeiro Ivan Vilela, professor da Escola de Comunicações e Artes (ECA), são assinados por ele e mais dez professores e pesquisadores da Universidade que também gravaram vídeos para o Jornal da USP nos quais expõem ideias e abordam desdobramentos sociais e técnicos da música popular brasileira, tão apreciada ao redor do mundo, mas pouco estudada nas universidades. “O conhecimento da música brasileira pode nos trazer um outro olhar sobre nós mesmos, sobre a nossa história, sobre nossa formação cultural”, afirma Ivan Vilela, autor de Canonizações e esquecimentos na música popular brasileira. “No entanto, nossas escolas de música são, na grande maioria, escolas de música clássica europeia”, lamenta-se o coordenador.

Continuar lendo


Deixe um comentário

840 – Público em Medellin esgota bilheteria para conhecer e prestigiar Susana Travassos, com Ricardo Araújo e Michi Ruzitschka

O Barulho d’água Música procura sempre produzir a maioria das matérias que publica, embora ainda as receba enviadas por assessorias de vários artistas e de produtores culturais com as quais também alimenta o blogue, buscando preservar desta forma sua autonomia. Hoje, entretanto, pediremos licença ao Jornal do Algarve, sediado em Portugal, para reproduzir na íntegra e preservando o texto original matéria que o veículo publicou em sua edição eletrônica de 30 de março divulgando o sucesso obtido pela cantora Susana Travassos em passagem por Medellin (Colômbia). Temos seguido Susana Travassos devido a sua estreita ligação com cantores e compositores brasileiros que costumeiramente a traz a cantar em cidades como São Paulo. Nestas ocasiões, ela não apenas apresenta entre nós a beleza presente em canções tradicionais do além mar, bem como renova os laços culturais históricos que unem e aproximam os dois países, evidenciando muito mais que eventuais diferenças no campo da música, fraternas semelhanças.

Entende o blogue, assim,  que também deve repercutir por aqui  o relato do Jornal do Algarve informando que:

Continuar lendo


Deixe um comentário

Zé Modesto, historiador e poeta paulistano, um dos esteios da (rara) boa música, receba nossos parabéns pelo aniversário!

zé modesto

O Barulho d’água Música registra que hoje, 29 de julho, é aniversário do cantor e compositor Zé Modesto,  paulistano formado em História pela Universidade de São Paulo. Zé Modesto é autor dos álbuns, Esteio, Xiló e Aos Pés do Ouvido e, entre outros parceiros, tem os amigos de estrada Renato Braz, Marcelo Pretto, Mario Gil, Juçara Marçal, Carol Ladeira e Ceumar.  Estudioso da canção brasileira, aprecia choros antigos, sambas e serestas que aprendeu a curtir desde menino influenciado pelo clarinete do pai e pelo violão tenor do avô, ao qual dedicou Esteio.
O repertório de Zé Modesto é um dos mais marcantes pela beleza e pela simplicidade embaladas em delicadas poesias e expresso por meio de benditos, ladainhas, capoeiras e folias que remetem ao universo mineiro, principal manancial de sua criação. O aniversariante ainda bebe nas fontes do samba das tonalidades urbanas indissociáveis de sua alma paulistana.

Continuar lendo


Deixe um comentário

Envie seu abraço ao aniversariante Fernando Caselato (SP), violeiro que Egberto Gismonti recomenda

caselato

O Barulho d’água Música registra hoje o aniversário de mais um expoente da atual safra de violeiros paulistas e envia o seu abraço e votos de sucesso lá para a Terra da Pamonha, Piracicaba, onde reside Fernando Caselato. Violeiro e instrumentista ganhador do prêmio revelação nacional da viola instrumental em 2004, Fernando Caselato acumula participações em oficinas, encontros, festivais e concursos nos quais sempre se destaca e participa das gravações dos álbuns que terminam por reunir os melhores trabalhos apresentados durante os eventos, tais como os discos Ao vivo no teatro Alfa em São Paulo e o 2º Circuito Syngenta de Viola Instrumental (este, de 2009, antológico pelo conjunto de revelações que elenca), sem contar inúmeros shows nas demais unidades do SESC e trabalhos como arranjador e compositor de trilhas e programas de rádio e de televisão.

A discografia de Fernando Caselato conta com o sugestivo Pé de Viola (2005), no qual com sua bem temperada viola brasileira toca ritmos típicos das vertentes caipira e regional do Brasil — onde tudo, se bem plantando e cultivado com apuro, rende — como toadas, rasqueados, chamamés, cateretês, batuques, pagodes de viola, arrasta-pé, baião, maracatus e choros, com arranjos ora marcados pela simplicidade, ora de rara sofisticação.

Em 2012, com o Quarteto Tau, assinou Cordas Brasileiras, projeto inédito produzido por Paulo Bellinati que casou a viola brasileira e quatro violões para traçar um panorama da música brasileira desde Ernesto Nazareth, passando por Angelino de Oliveira e Garoto, até encontrar preciosidades do próprio Bellinati e Weber Lopes, mais jovens compositores como Chico Saraiva, Emiliano Castro e Daniel Murray. “Além das músicas e das belas interpretações e arranjos, este grupo apresenta um CD que confirma o que eu mais gosto: alegria, com cara e jeito de música muito bem tocada, sem nenhuma formalidade na escrita” declarou Egberto Gismonti.

Ainda em 2012, agora com as bênçãos de Swami Júnior, chega o cedê autoral Solo das Cores, mostra das recentes composições e arranjos de sua autoria. Para a gravação, Fernando Caselato reuniu além de Swami Júnior, Luiz Guello, Chico Saraiva, Daniel Murray, Alexandre Ribeiro e Julio César.

O blog tem em seu acervo a obra completa de Caselato e a recomenda! Fica aqui, mais uma vez, nossos parabéns!

moinhoe