1506 – Juntos em Sesc paulistano, Zeca Collares (MG) e Renato Teixeira (SP) recordam sucessos das carreiras

#MPB #ViolaCaipira #GrãoMogol #MinasGerais #Ubatuba #Santos #SãoPauloSP #GravadoraKuarup #CulturaPopular

Os cantores e compositores Renato Teixeira e Zeca Collares voltarão a se apresentar, juntos, nos dias 26 e 27 de fevereiro, agora no palco da unidade Bom Retiro do SESC paulistano — ambos já estiveram lado a lado no SESC de Bauru (SP), no final de semana anterior, e em julho de 2019, antes, portanto, da pandemia de Covid-19, quando o projeto em parceria decolou. Os protagonistas estarão coadjuvados por Natan Marques (violão) e Cião (baixo) cantando e tocando sucessos dos repertórios próprios a partir das 20 horas do sábado e das 18 do domingo, com ingresso limitado a quatro por pessoa, em um único CPF, em ambas as rodadas.

Continuar lendo

Zeca Collares lança Estação, álbum de rezas, folias e violas, no Sesc Campinas (SP)

zeca artesw

O compositor, cantor, e cineasta Zeca Collares, mineiro de Grão Mogol, estará em Campinas na manhã de domingo, 21, para animar mais uma rodada do projeto Folias de Junho/Viola&Café, programação que remete às memórias afetivas dos diversos festejos juninos com danças, música, crenças, aromas e sabores. Atualmente residente em Sorocaba (SP), Zeca Collares apresentará na Área de Convivência seu mais novo trabalho com composições inéditas assinadas por ele, em parceria com o compositor Valter Silva, somada ao cello e contrabaixo de Luiz Anthony, ao violão de Zé Marcos e a percussão de Cléber Almeida. O álbum, Estação, traz o universo regional das rezas, das folias e das violas, além de inovações nas propostas melódicas e harmônicas. 

Continuar lendo

Marcos Azevedo, violonista de São Paulo, é o aniversariante do dia

marcos azevedwo

Quinze entre dez violeiros quando precisam de um top para acompanhá-los em uma apresentação marcada para qualquer parte do país não pensam nenhuma vez: já localizam o telefone ou pelo zap zap vão logo fazendo contato com ele, o músico perfeito para fazer base de violão. O músico ideal, de acordo com eles, existe, chama-se Marcos Azevedo e hoje, 2o de junho, está recebendo e atendendo aos inúmeros chamados por razão ainda mais nobre já que está comemorando aniversário. O Barulho d’água Música reforça a corrente de congratulações e em coro com todos eles também envia seu abraço ao Marcão, em nome dos muito amigos e seguidores!

Marcos Azevedo toca baixo com a mesma desenvoltura que demonstra ao violão e durante o recente projeto Viola dos 5 Cantos, com curadoria de Zeca Collares e acolhido pelo Sesc de Vila Mariana (SP), fez grande participação no show do violeiro de cocho Daniel de Paula, atração da noite de sexta-feira, 12 de junho, completando o trio de ases que tinha, ainda, Di Brandão. Dois dias antes, ao lado de André Rass (percussão) abrilhantou a mostra do Sudeste à esquerda de Júlio Santin. Levi Ramiro dificilmente divide sozinho os aplausos que recebe pois quase sempre Marcão Azevedo está junto ao mestre, como ocorreu na quinta-feira, 18, no Sesc Santo André. 

DaMa

Marcos Azevedo tocou com Daniel de Paula (MT) no projeto Viola dos 5 Cantos, no Sesc Vila Mariana, e, na antevéspera com Júlio Santin (SP) (Foto: Marcelino Lima)

mundo arte cor

Daniel de Paula: epifânico e abrejeirado

daniel de paula arte

O Sesc Vila Mariana, em São Paulo, acolheu o projeto Viola dos 5 Cantos, com curadoria de Zeca Collares, mineiro de Grão Mogol atualmente residente em Sorocaba (SP), que pretende por meio desta iniciativa belíssima mostrar as particularidades e as semelhanças das várias afinações e modos de tocar a viola nas diferentes regiões do país. O primeiro convidado, Julio Santin, de Irapuru (SP), mostrou em 10 de junho, por meio de cururus, cateretês, pagodes, guarânia e até chamamés, falou um pouco sobre cada estilo e as sonoridades que a viola caipira tem no Estado de São Paulo. Santin estava acompanhado por Marcos Azevedo (violão) e Andre Rass (percussão).

Na sexta-feira, 12 de junho, Daniel de Paula, aniversariante, revelou ao público que ainda não conhecia o instrumento a magia e a singularidade da viola de cocho, presença obrigatória em festas religiosas há séculos no Centro-Oeste e diretamente vinculada a festas populares como  siriri e a cururu. É de impressionar a variedade melódica que ele consegue extrair das suas duas acompanhantes — que, para começo de conversa, na maior parte do tempo, toca de olhos fechados, como se estivesse em oração, no auge de uma epifania, ou saracoteando o corpo como se brejeiro fosse, em sutis bailados e movimentos como se a música fluísse por ele, ou dele estivesse se esvaindo em meio a uma celebração litúrgica cuja comunhão ele atinge com siriemas, araras e arancuãs, rios, peixes, poentes e luares, rituais pantaneiros nos quais ele parece estar imerso.

Continuar lendo

Aniversariante de hoje, 12 de junho, Daniel de Paula é atração do projeto Viola dos 5 Cantos, em Sampa

daniel de paula

Nascido em Tangará da Serra, o violeiro de cocho Daniel de Paula, aniversariante de hoje, dará continuidade ao projeto Viola dos 5 Cantos, com Di Brandão, no Sesc Vila Mariana

O músico e compositor Daniel de Paula  (Tangará da Serra/MT), atração de hoje, 12 de junho, do projeto Viola dos 5 Cantos, que está ocorrendo no Sesc da Vila Mariana (SP), vai fazer sua apresentação em clima de festa já que nesta data ele também está comemorando mais um aniversário. Atualmente residente em Cuiabá, capital mato-grossense, Daniel de Paula, ao qual enviamos nossos votos de sucesso e os parabéns, representa no projeto que tem curadoria do colega de estrada Zeca Collares (Grão Mogol/MG) a viola de cocho, cultuada como uma viola única e singular, a que ecoa com mais fidelidade a sonoridade e a cultura dos povos da região pantaneira, instrumento que ele executa com maestria.

Continuar lendo

Vila Mariana recebe Viola dos 5 Cantos, projeto que enfoca a diversidade e a beleza da viola caipira

zeca arte

O mineiro Zeca Collares é o idealizador do projeto que o Sesc abraçou e que mostrará ao público que for à unidade da Vila Mariana as belezas e particularidades da viola caipira nas cinco regiões brasileiras ; além dele vão se apresentar Júlio Santin, Adelmo Arcoverde, Daniel de Paula e o Grupo de Catira Botas de Ouro (Foto: Marcelino Lima)

Quatro dos mais conceituados violeiros do Brasil e o grupo de catira Botas de Ouro (Guarulhos/SP) vão se apresentar no mês de junho no SESC da Vila Mariana (SP) como atrações do Projeto Viola dos 5 Cantos, idealizado por um deles, o mineiro radicado em Sorocaba (SP) Zeca Collares. Autor de obras do gênero antológicas tais como Feito em Rendas, Primavera Mineira, Pés descalços e o mais recente Estação, Collares afirma que todo povo se faz caracterizar pela sua cultura autêntica e toda autenticidade se distingue nas raízes. “O exemplo disso é a nossa música popular que pode se orgulhar (e muito) por também ser gerada no bojo de uma viola caipira/brasileira”, aponta.

Continuar lendo

Nativismo mato-grossense é destaque do novo álbum de viola de cocho de Daniel de Paula

 

O músico e compositor Daniel de Paula lançou no começo deste mês com shows no Mato Grosso e no vizinho Mato Grosso do Sul Viola e Sentimento, trabalho que sucede Lufada em viola de cocho. Nas apresentações do novo álbum, o cuiabano tocou com Marcos Azevedo e Di Brandão (violão) e Júlio Santin (viola caipira), em participações especiais. 

Continuar lendo