1513 – Renata Arruda (PB) lança disco com clássicos de sambas para comemorar 30 anos de carreira

A cantora e compositora paraibana Renata Arruda estreia na gravadora e produtora Kuarup com o lançamento de novo álbum com sambas clássicos e o inédito Foi Embora, de sua autoria, que segundo a artista, foi a maior dor de cotovelo que ela já compôs. Já com onze discos na carreira, este é o segundo disco do projeto Roda de Samba, lançado em 2013 a partir de repertório que Renata Arruda cantou em João Pessoa, Capital do Estado. O espetáculo deu tão certo que os músicos que a acompanham sugeriram registrar todas as canções apresentadas. Como os shows tinham mais de 25 canções e mais de duas horas de duração, parte do conteúdo entrou no primeiro trabalho e o restante ficou guardado para o lançamento de agora. As músicas foram escolhidas com o único critério: sambas que a cantora gosta de cantar.

Continuar lendo

740 – Savannah Lima (BA) faz soar os tambores e homenageia orixás em “Oferendas”, show que protagonizará no Sesc Campo Limpo (SP)

savnnah

Savannah Lima, nascida em Salvador (BA), cidade considerada como um dos polos e berços da cultura negra no Brasil, cantora apontada como revelação da música afro-brasileira, estrelará show em São Paulo a partir das 20h30 deste sábado, 28. Oferendas começará às 20h30, na unidade Campo Limpo do Sesc. O público prestigiará sem necessitar pagar ingresso um espetáculo singular e vibrará ao som de intensa percussão temperando a mistura de arranjos modernos do black soul e do pop com cânticos sagrados de orixás.

O repertório, de 18 músicas, tanto apresenta composições autorais, quanto interpretações e entre elas há cantos em louvor às divindades africanas e às águas; por meio de Águas Sagradas, que ela escreveu e é a matriz do projeto, por exemplo, Savannah Lima saúda Oxalá e Iemanjá. “O público poderá conferir diversos tons e timbres, além da variedade de sons que existe na Bahia”, informou a cantora. “Oferendas reproduz a leveza da natureza e a emoção do sagrado não só na música, como também na ambientação, proporcionando uma experiência renovadora.”

Samba, black music e black soul  são influências marcantes na carreira de Savannah Lima, há dois anos presente no cenário nacional e já conhecida por apresentações ao lado de expoentes da música nacional como Margareth Menezes, Daniela Mercury, Arlindo Cruz e Carlinhos Brown. Antes de protagonizar este projeto solo, Savannah liderava desde 2009 os vocais da banda feminina Didá — grupo com o qual excursionou por diversas cidades e também chegou à República Dominicana. Em 2012, ao lado de músicos como Amadeu Alves e Rodrigo Sestreem, percorreu o Brasil levando o espetáculo Guerreiro, do Circo Picolino. Em 2014 e 2015, assumiu a capitania do bloco Afoxé Filhas de Gandhy — que, na condição de pioneiro no Brasil, celebrou 35 carnavais. Ainda em 2015, ela iniciou circuitos de música negra e samba de São Paulo, dividindo o palco com nomes como Arlindo Cruz.

Savannah Lima estará acompanhada no Sesc Campo Limpo por Jubiraci Bastos (violão/vocais e direção musical), Jorge Pita (percussão), Reginaldo Moraes (baixo) e Fabio Prior (percussão). O endereço é rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120, e está a menos de 500 metros da estação Campo Limpo do Metrô Linha 5 Lilás. Para mais informações há o telefone 11 5510-2700.

waldorf