1599 – Marco da viola caipira, Maracanãs completa 25 anos e trio original se reúne para concerto audiovisual comemorativo*

#MPB #MúsicaCaipira #MúsicadeViola #ViolaCaipira #ViolaInstrumental #Campinas(SP)

* Com Cláudia Assencio e Rafael Bitencourt, Tempo D Comunicação e Cultura

Vídeo gravado na cidade paulista de Campinas (SP) será lançado no próximo dia 15/12 com os autores Levi Ramiro, Zé Esmerindo e Magrão e participações especiais de Ana Salvagni e Esdras Rodrigues

     Álbum considerado como referência no cenário da viola caipira, Maracanãs chegou a 25 anos de lançamento, marco que será celebrado com um concerto audiovisual protagonizado por Levi Ramiro, Zé Esmerindo e Magrão, tríade responsáveis pela gravação original, realizada em Campinas (SP), em 1997. Trio Maracanãs 25 Anos estreará na quinta-feira, 15/12, a partir das 20 horas, com transmissão gratuita pelo canal https://www.youtube.com/@leviramirovioleiro. Ramiro, Esmerindo e Magrão também trocarão dedinhos de prosa em bate-papo virtual com os espectadores, amigos e seguidores.

     O espetáculo deriva da gravação feita no Centro Cultural Casarão, em Barão Geraldo (Campinas), com direção de Mário de Almeida e produção executiva de Gabriela Góes. A cantora Ana Salvagni, que participou das gravações do álbum original há um quarto de século, e o violinista e rabequeiro Esdras Rodrigues atuarão como convidados especiais; Rodrigues representará José Eduardo Gramani, rabequeiro que fazia parte da primeira formação do disco Maracanãs. O projeto atual recebeu recursos do Programa de Ação Cultural (ProAc) 2021, de fomento à cultura do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Continuar lendo

1083 – CIS Unicamp abre roteiro de exibições em São Paulo de Viola Perpétua, de Mário de Almeida (SP)

Documentário de 72 minutos lança luz sobre as diversas formas de envolvimento com a música de viola, com ênfase nas orquestras que se multiplicam no Interior do estado de São Paulo
Marcelino Lima, com Mário de Almeida e CIS Guanabara

A celebração de valores ligados à cultura caipira por meio de orquestras que têm a viola como forma de expressão musical é o tema do documentário Viola Perpétua, longa metragem do diretor Mário de Almeida, que será exibido em primeira mão na quinta-feira, 19/7, às 19h30, na gare do Centro Cultural de Inclusão Social Guanabara (CIS) da Universidade de Campinas (Unicamp/SP). Com duração de 72 minutos, Viola Perpétua lança luz sobre as diversas formas de envolvimento com a música de viola e sobre as possibilidades e conflitos no que tange a coexistência da cultura caipira no ambiente das orquestras e outros grupos que se utilizam do instrumento. Com depoimentos de pessoas ligadas a essa cultura, o documentário apresenta fragmentos de vida, possibilitando uma aproximação do espectador em um contexto de personagens que refletem sobre as suas próprias raízes. A exibição do filme será seguida de uma conversa entre o público e o diretor, que falará sobre sua primeira experiência em longa metragem. O evento também será marcado pelo lançamento do site que leva o mesmo nome do filme.

Continuar lendo