1029 – Luedji Luna (BA/SP) esgota ingressos para lançar Um Corpo No Mundo, no Sesc Belenzinho*

*Com o blogue Todos os Negros do Mundo

A cantora e compositora Luedji Luna (já tinha ouvido falar dela?) passou por São Paulo na noite de sexta-feira, 2 de março, para uma apresentação única que esgotou a carga de ingresso posta à venda pela unidade Belenzinho do Sesc. O Barulho d’água Música bem que tentou, mas não conseguiu se colocar entre os felizardos da plateia para conferir a apresentação desta baiana radicada em Sampa durante a qual ela lançou seu primeiro disco, Um Corpo No Mundo (2017). Trabalho predominantemente autoral que a tornou ganhadora do Prêmio Caymmi de Música (categoria  Show/Revelação), o álbum reúne onze faixas, entre inéditas e já conhecidas pelos fãs. As composições abordam tanto a herança negra ancestral, quanto temas mais universais, como a urgência do tempo presente, perfil que a própria Luedji classifica  como “sem fronteiras”.

Continue Lendo “1029 – Luedji Luna (BA/SP) esgota ingressos para lançar Um Corpo No Mundo, no Sesc Belenzinho*”

1028 – América 4 lança em Vila Velha (ES) álbum comemorativo aos 30 anos de estrada

O Grupo América 4 está com novo álbum concluído e convida admiradores e amigos para o lançamento que marcará 30 anos de trajetória independente em defesa de culturas de povos latino-americanos como os guaranis, os aymaras e os mapuches. O concerto de estreia, com entrada franca, está marcado para a sexta-feira, 9 de março, a partir das 20 horas, no Teatro de Vila Velha, uma das mais importantes cidades do Espírito Santo, distante cerca de 180 km da Capital, Vitória, para quem escolhe viajar pela BR 101.  O América 4 tem embriões tanto no Estado capixaba, quanto no vizinho Minas Gerais, onde viviam na década de 1980 os músicos já de larga experiência e trajetórias artísticas oriundos do Brasil , da Bolívia, da Argentina, do Peru, do Uruguai, de Honduras e da Venezuela, entre eles Jorge Tobi Gil, com o qual o Barulho d’água Música mantém estreito contato. É em Vila Velha que está estabelecido o trabalho de resistência musical que encanta o público combinando as sonoridades de instrumentos típicos — alguns artesanais — como  zampoña, toyo, quenacho, charango, casaca, bombo legüero, tambores de Congo e tambores de Maracatu, entre outros, que dão ao América 4 uma identidade própria no cenário da cultura latino-americana. Continue Lendo “1028 – América 4 lança em Vila Velha (ES) álbum comemorativo aos 30 anos de estrada”

1027 – Barulho d’água Música vai ao DF em busca de prêmio inédito; vote até 03/03 e colabore para nossa vitória!

O Barulho d’água Música é finalista do 4º Prêmio Profissionais da Música (PPM), que será entregue aos vencedores de 53 categorias das modalidades Criação, Produção e Convergência em Brasília, na noite de 20 ou na do feriado de Tiradentes, 21 de abril, data também do aniversário da Capital da República. Agora, até às 23h59 de 3 de março, os organizadores do PPM manterão aberta a segunda fase de votação, que permite a participação popular, bastando para tanto fazer um rápido e fácil cadastro em ppm.art.br. A publicação, ponderam, não está em ordem de colocação — ou seja, apenas os coordenadores do PPM 2018 detêm a informação da classificação; em algumas categorias haverá o número mínimo de três finalistas, em outras, quatro, em várias, cinco e, em algumas, até dez em razão dos empates devido ao excesso de inscritos em contraponto com o total de eleitores que participaram da primeira etapa de votação, que teve peso 0,5 e era aberta apenas aos profissionais que se cadastraram e vincularam inscrições

Continue Lendo “1027 – Barulho d’água Música vai ao DF em busca de prêmio inédito; vote até 03/03 e colabore para nossa vitória!”

1016 – Ajude com o seu voto o Barulho d’água a avançar à segunda etapa de votação do Prêmio Profissionais da Música, em Brasília (DF)

A organização do  Prêmio Profissionais da Música (PPM) abriu no sábado, 20 de janeiro, o processo de votação para indicar quem avançará às etapas seguintes entre os 921 inscritos aptos a concorrer na primeira fase de votação da quarta edição em 54 categorias das modalidades Criação, Produção e Convergência. Pela primeira vez, em quase quatro anos de atividades, o Barulho d’água Música está no páreo como candidato em Convergência/Canais de Divulgação. Caso chegue à final, visitará Brasília (DF) em abril de 2018, cidade na qual os vencedores deste ano serão anunciados. De formato inédito e concebido pelo músico e produtor brasiliense Gustavo Ribeiro de Vasconcellos, o PPM foi idealizado para expor e reconhecer a contribuição de diversos profissionais envolvidos em criação, produção e circulação de obras e produções musicais e audiovisuais. A proposta é colaborar para o desenvolvimento de oportunidades e novos negócios do setor da música, a partir da convergência com outros segmentos. “Assim podemos expandir fronteiras ao promover intercâmbios e disseminar legados ao compartilhar experiências e emoções”, observou Gustavo.

Continue Lendo “1016 – Ajude com o seu voto o Barulho d’água a avançar à segunda etapa de votação do Prêmio Profissionais da Música, em Brasília (DF)”

1005 – Barulho d’água Música está inscrito e concorrerá a troféu do 4º Prêmio Profissionais da Música, em 2018

O Barulho d’água Música está inscrito para concorrer a um dos troféus da modalidade Convergência/Canais de Divulgação do 4º Prêmio Profissionais da Música (PPM), que serão entregues em abril de 2018, em Brasília (DF). De formato inédito e concebido pelo músico e produtor brasiliense Gustavo Ribeiro de Vasconcellos, o PPM foi idealizado para expor e reconhecer a contribuição de diversos profissionais envolvidos em criação, produção e circulação de obras e produções musicais e audiovisuais. A proposta, explicou Gustavo Ribeiro, é colaborar para o desenvolvimento de oportunidades e novos negócios do setor da música, a partir da convergência com outros segmentos. “Assim podemos expandir fronteiras ao promover intercâmbios e disseminar legados ao compartilhar experiências e emoções”, observou Gustavo ao lançar, em setembro, a campanha de divulgação. 

Continue Lendo “1005 – Barulho d’água Música está inscrito e concorrerá a troféu do 4º Prêmio Profissionais da Música, em 2018”

1004 – Jair Marcatti recebe Sidnei de Oliveira para mais um bate-papo da série Retratos do Brasil – Prosa e Música, na BMA

Jair Marcatti (Foto: Daniel Kersys)

Dedos de prosa, boa conversa e muita música. Essa é a receita do Projeto Retratos do Brasil – Prosa e Música que será promovido na Biblioteca Mario de Andrade (BMA/São Paulo) uma vez por mês, às quintas-feiras, entre agosto e dezembro, sempre começando às 19 horas. O idealizador Jair Marcatti, historiador e professor do curso de Relações Internacionais da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM),  pretende mostrar nos cinco encontros o Brasil que a música de cada convidado reflete; um país mais para dentro, mais regional, dos rincões, escondido, mas muito vivo. A cada nova rodada, Marcatti conversa com músicos que, em comum, apresentam olhar aprofundado sobre o Brasil, somado ao trabalho de pesquisa e de resgate das nossas mais entranhadas tradições, com a vantagem dos bate-papos serem pontuados no calor da prosa, ao vivo, pelo som dos instrumentos.

Continue Lendo “1004 – Jair Marcatti recebe Sidnei de Oliveira para mais um bate-papo da série Retratos do Brasil – Prosa e Música, na BMA”

951 – Carol Ladeira (RJ) lança Mar de Vento em apresentação no Sesc de Campinas (SP)

A cantora Carol Ladeira receberá amigos e admiradores na tarde de sábado, 20, no teatro da unidade da cidade de Campinas do Sesc do estado de  São Paulo para lançamento do segundo álbum da carreira, Mar de Vento, quando promete “soltar a voz  com a crueza ou a delicadeza que o momento exige”, além de extravasar a vontade de falar “sobre nosso tempo com tudo o que ele tem hoje de primavera e de valente esperança”. A apresentação marcada para começar às 16h30 também levará ao palco Edu Guimarães (sanfona e piano), Gustavo de Medeiros (violão de 7, bandolim e guitarra) e Gabriel Peregrino (percussão), parceiros de estrada de Carol Ladeira. Ela destaca neste novo trabalho a presença fundamental de Chico Santana (percussão) durante a gravação, ao vivo, aproveitando no calor do ambiente sutilezas e forças que despontam nas composições, na instrumentação e nas interpretações. Mar de Vento sucederá Quitanda com criações inéditas de Douglas Germano, Chico Santana, Déa Trancoso, Gustavo de Medeiros, Gustavo Infante, Diogo Nazareth, Guto Leite, Eduardo Klébis, Rafael Yasuda, Carlinho Campos, mais canções pouco conhecidas de Paulo César Pinheiro, Vicente Barreto e Nilson Chaves, com arranjos criados coletivamente, fruto da sintonia de quem toca junto há alguns anos.  Continue Lendo “951 – Carol Ladeira (RJ) lança Mar de Vento em apresentação no Sesc de Campinas (SP)”

931 – Após “uma surra boa”, Vento Viola (MG) encerra dezesseis anos de silêncio e lança “Em Nome do Vento”

O acervo fonográfico do Barulho d’água Música recebeu, recentemente, mais um considerável reforço: o álbum Em Nome do Vento, do grupo sul-mineiro de Itajubá Vento Viola, entregue por um dos seus integrantes, o jornalista do Correio Popular (Campinas/SP) Clayton Roma. O disco é o segundo do quarteto que além de Roma é formado por César Dameire, Lúcio Lorena e Aidê Fernandes, e foi lançado em dezembro de 2016, sucedendo Viola de Todos os Cantos (2000), que conta com a participação do violeiro Levi Ramiro e é considerado entre os amantes da música regional e caipira uma verdadeira relíquia por não dispor mais de cópias. Em Nome do Vento reúne 13 faixas e conta com as participações em três delas de Ronaldo Chaplin (Cheiro de Minas), João Lúcio (Amo Minas) e Adriano Rosa (Pinho e Violeiro). Abaixo, em entrevista ao portal Música à Vista, concedida a Ronaldo Faria, Clayton Roma fala, entre outros assuntos correlatos, sobre a produção do novo álbum destacando que “no primeiro disco a gravadora não interferiu no trabalho, mas corrigiram arranjos e fizeram a direção que acharam do jeito que tinha de fazer. Mas, neste segundo, foi o jeito do Vento Viola. Nós concluímos esse e já estamos com a cabeça no próximo. Afinal, música é o que não falta!”

Continue Lendo “931 – Após “uma surra boa”, Vento Viola (MG) encerra dezesseis anos de silêncio e lança “Em Nome do Vento””

920 – Chico Lobo e Monsenhor Vicente Ferreira lançam “Louvação” em nova rodada do “Canto & Viola”, em Beagá (MG)

O violeiro Chico Lobo e o Monsenhor Vicente Ferreira são os convidados de Luiz Tropia e Tadeu Martins para a rodada de 6 de abril do projeto Canto & Viola. A partir das 20h30, o músico e o padre lançarão Louvação, álbum de poemas e canções que buscam resgatar sentimentos humanos de esperança, amor e fé que os amigos e admiradores conhecerão no Cine Teatro Brasil Vallourèc, situado na região central de Belo Horizonte (MG). Toda sensibilidade poética do religioso, fortalecida por valores como fraternidade e devoção, experimentados principalmente em realidades mais simples, será acompanhada pela rica performance de um dos mais aclamados violeiros caipira da atualidade, símbolo de defesa de um Brasil profundo.

Continue Lendo “920 – Chico Lobo e Monsenhor Vicente Ferreira lançam “Louvação” em nova rodada do “Canto & Viola”, em Beagá (MG)”

860 – Músicos do Trio José prestam homenagem a Sérgio Sampaio (ES), “velho bandido” que cantava como quem bota o bloco na rua

Danilo Moura e Victor Mendes, músicos que formam o Trio José, vão homenagear o cantor e compositor Sérgio Sampaio nesta quinta-feira, 21 de abril. Para quem não vai enforcar o feriadão dedicado a Tiradentes indo à praia a dica é curtir este tributo a um dos gênios da música popular brasileira que há uma semana teria completado 69 anos, mas cuja vida foi tão intensa quanto curta. A cantoria está prevista para começar às 22 horas na casa situada à Rua Clélia, 285, Pompeia, zona Oeste de Sampa. A entrada custará 20 mangos.

Continue Lendo “860 – Músicos do Trio José prestam homenagem a Sérgio Sampaio (ES), “velho bandido” que cantava como quem bota o bloco na rua”