Centro Cultural Casarão terá Flautins Matuá e Sexteto Clariô (SC) em nova rodada do Dandô-Dércio Marques

dando clario

O grupo Flautins Matuá será anfitrião de uma nova rodada do Dandô Circuito de Música Dércio Marques programada para esta quinta-feira, 18, a partir das 20 horas, quando receberá o catarinense Sexteto Clariô, no Espaço Cultural Casarão, situado no distrito de Barão Geraldo (Campinas/SP). O Flautins Matuá atua desde 2002, formado da vontade de seus integrantes em aprender a tocar pífano e de pesquisar as brincadeiras tradicionais brasileiras. Ex-alunos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Fernando Tocha (pífano e flauta transversal); João Arruda (viola); Marina Reiter (percussão); Franco Galvão (zabumba) e Bruno Dutra (pífanos) desde então já percorreram cidades do país e excursionaram mundo a fora, passando por países como Itália e França.

Já o Sexteto Clariô destaca-se pelo tratamento atualizado em seus arranjos e instrumentação, empregando instrumentos associados à cultura popular brasileira (viola brasileira, rabeca e pífano)  e à música urbana e de concerto (violino, violoncelo, viola de arco, saxofone e flauta transversal). O repertório reúne temas ligados ao Brasil rural e aos ritmos ibéricos, com o intuito de divulgar as vertentes da música brasileira em que as fronteiras entre o popular e o erudito se divergem e se renovam na base das tradições. A escolha do repertório deste espetáculo buscou reunir influências de autores com práticas composicionais diversas, como, por exemplo, César Guerra Peixe, Tião Carreiro, Almir Sater, Elomar Figueira Mello e músicas autorais. Formam o sexteto de Florianópolis Caio de Souza (viola caipira), Marcelo Portela (violão 7 cordas, cavaquinho e rabeca), Jorge Linemburg (violino e rabeca), Tácio Vieira (violoncelo), Fábio Mello (flauta transversal, pífano e sax soprano) e Guilherme Tebet (percussão).

Continue Lendo “Centro Cultural Casarão terá Flautins Matuá e Sexteto Clariô (SC) em nova rodada do Dandô-Dércio Marques”

Anúncios

Barão Geraldo recebe Nelson da Rabeca e Dona Benedita para apresentação com os Flautins Matuá

10982572_918267371527159_4148304966201486552_o
Nelson da Rabeca e a esposa, Dona Benedita: ele aprendeu a tocar sozinho o instrumento, ela o acompanha cantando durante as apresentações do casal

Nelson dos Santos, alagoano de Joaquim Gomes popularizado como Nelson da Rabeca, mais a esposa, Dona Benedita, são convidados do grupo Flautins Matuá para uma apresentação arretada que promete sacudir as estruturas do Espaço Cultural Casarão do Barão, situado no distrito Barão Geraldo, em Campinas (SP). O fuá está marcado para 31 de março, a partir das 20 horas.

O rabequista e compositor brasileiro é oriundo de família que sempre se dedicou a trabalhos na agricultura, principalmente à lavoura da cana-de-açúcar, da qual largou apenas ao descobrir seus dotes artísticos. Sem jamais ter frequentado bancos escolares, sem saber ler, e ainda sem precedentes musicais na família, senhor Nelson aprendeu a tocar rabeca sozinho, aos 54 anos, após ver um violino pela televisão. Apaixonado pelo instrumento, decidiu, então, fazer o seu próprio. Benedita da Silva o acompanha como vocalista e com o marido tem dez filhos, todos músicos.

site-Grupo-de-Pífanos-Flautins-Matuá-foto-de-Rafael-Jorge-1-640x360
Um grupo de alunos da Unicamp juntou-se e formou o Flautins Matuá, em 2002 (Foto: Rafael Jorge)

O grupo Flautins Matuá surgiu em 2002, em Campinas, pela vontade de seus integrantes em aprender a tocar pífano e de pesquisar as brincadeiras tradicionais brasileiras. Eram alunos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) que desde então já percorreram cidades do país e excursionaram mundo a fora, passando por países como Itália e França. É formado por Fernando Tocha (pífano e flauta transversal); João Arruda (viola); Marina Reiter (percussão); Franco Galvão (zabumba) e Bruno Dutra (pífanos).

O Espaço Cultural Casarão fica na Rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, sem número, no bairro Terras do Barão, em Barão Geraldo.

SC 2

klango violeiro

Reggae une Adoniran a Bob Marley em Campinas (SP)

rasta_odyssey_reggae_jah_zion_abstract_hd-wallpaper-1614726
O tempo em Barão Geraldo poderá estar carrancudo e a noite fria em 26/03, mas no interior da Casa São Jorge até São Pedro deverá estar se entregando a magia e a paz destas luzes
 

A previsão do tempo, que nem sempre se confirma, antecipa tempestade para a noite de quinta-feira, 26, em Barão Geraldo, distrito de Campinas (SP). A temperatura, por volta das 19 horas, deverá estar na casa dos 20 graus C. Mas estas intempéries, com certeza, não segurarão em casa a galera da cidade e municípios próximos que curte a sonoridade jamaicana e suas ramificações e está na febre por mais uma Positive Vibrations. Pois é chegada a hora, amigos e seguidores: a quarta edição da festa começará a rolar, exatamente no dia e no momento em que os céus ameaçam desabar — ou até já estejam desabando –, entretanto com tamanha energia e paz que provavelmente até São Pedro colará na Casa São Jorge trajando túnica colorida e com as longas cabeleiras trançadas em rastafári.    

A positividade é a pegada dessa verdadeira celebração à alegria. Como nas ocasiões anteriores será possível dançar ouvindo muito reggae, dub, ragga, nayambing, ska, e dancehall, entre outros ritmos da Jamaica apresentados pela Adube, que fará homenagem ao mestre Bob Marley, e do Malacabeza, mais a a discotecagem em vinil dos residentes Xegado e Rodrigo Dzion.

 A Adube sempre vai fundo na pesquisa do raggae jamaicano. Neste ano tocará com arranjos próprios inspirados nas versões originais um repertório que abrange músicas de todas as fases da carreira do Rei do Reggae Bob Marley. Reúne Fernando Tocha (vocal e flauta), Graciela Soares (backing vocal), Nina Neder (backing vocal), Giorgio Francisco (guitarra), Viviane Pinheiro (piano), Iago Tojal (baixo), Fernando Junqueira (bateria).

maxresdefault
O repertório da banda Adube, com arranjos próprios, visita todas as fases da carreira do Rei do Reggae Bob Marley

A banda Malacabeza forma um time de craques bem distribuído nas cordas, teclas, bateria, metais, e vocais e não deixa ninguém parado quando manda seu ska, estilo contagiante da década dos anos 1960. O repertório em sua maioria é de músicas próprias, mas os integrantes também costumam embalar as plateias com versões criativas de clássicos, com destaque para o samba de Adoniran Barbosa Ói Nóis Aqui Traveis, consagrado pelos Demônios da Garoa.

A discotecagem de Xegado é exclusivamente feita em disco de vinil. Ele tem pesquisa musical em grooves e apresentará as influências que a música jamaicana incorporou nas terras brasileiras. Rodrigo Dzion representa o coletivo de discotecagem jamaicana Campinas Posse, fazendo seleção em vinil de sons raros que perpassam diversas fases da música do país banhado pelo Caribe. É organizador do Reggae na Quebrada, que agrega DJs e MCs que fluem na linguagem dessa cultura.

O trabalho fotográfico da quarta Positive Vibrations será uma contribuição do competente irmão Rafael Cruz. O ingresso comprado antecipadamente custará R$ 10,00; na portaria, será vendido por 15 contos. A Casa São Jorge fica na avenida Santa Isabel, 655, Barão Geraldo.

SC 2trocaodisco-musicos-de-rua-800x390

Continue Lendo “Reggae une Adoniran a Bob Marley em Campinas (SP)”

Fernando Tocha, integrante dos Flautins Matuá, faz aniversário

Tocha

Fernando Tocha, integrante do Grupo de Pífanos Flautins Matuá, de Campinas, é o aniversariante de hoje, 02/10, e recebe os parabéns do Barulho d’água Música. Tocha toca flauta transversal e pífano, mas também se entende muito bem com instrumentos de percussão, função que entre os Flautins cabe a Marina Reiter. Os demais colegas são João Arruda (viola); Franco Galvão (zabumba) e Bruno Dutra (pífanos).

grupo já tem 12 anos de estrada e nasceu da vontade de seus membros aprenderem a tocar pífano e de pesquisar as brincadeiras tradicionais brasileiras, à época alunos da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Desde então muitos encontros se deram pelo mundo a fora, incluindo turnês por países da Europa como França e Itália. Em 2010, os Flautins Matuá lançaram o disco “Fuá na cidade, apresentado com a circulação do espetáculo e com o festival de artes “IV Arraiá Matuá”,  sucesso de público e crítica. Promove oficinas e encontros, além de shows como o  “Forró Pifado”,  no qual dividem o palco com outras bandas para fazer um tradicional forró pé-de serra, chamando o público para dançar, com a marca do pífano, em um repertório de levadas de xote, baião, rastapé, coco, cavalo marinho e ciranda, entre outros ritmos.

Para saber mais informações há a página eletrônica http://www.flautinsmatua.com.br

Déo Miranda é o aniversariante de hoje

déo miranda

O cantor e produtor cultural Déo Miranda está fazendo aniversário hoje, dia 01/10. Déo é um dos organizadores do Festival de Arte Popular do Alto Tietê, que neste ano teve sua segunda edição promovida em abril, na Praça Oswaldo Cruz, e recebeu entre outras atrações os cantores Katya Teixeira e João Arruda, além do flautim Fernando Tocha. Parabéns, Déo, vida longa para você e sucesso sempre!