991 – Atração do Projeto Dandô Dércio Marques, Sol Bueno (MG) canta no IJC, com abertura de Mari Ananias

A cantora e compositora Sol Bueno protagonizará em São Paulo neste domingo, 13 de agosto, mais uma rodada do premiado Dandô Circuito de Música Dércio Marques, prevista para começar às 17 horas, no Instituto Juca de Cultura (IJC). Mari Ananias abrirá a apresentação durante a qual a mineira de Pitangui cantará músicas integrantes de Poeira Dançante, seu disco de estreia, lançado no final de maio em Belo Horizonte (MG) e no qual, de forma apurada, ela revela sutilezas e memórias do universo da cultura popular, vivências, sentimentos e um olhar acurado para a terra. À medida que ouve as 13 faixas, a plateia embarca em poético passeio ao Cerrado — passando pela bacia do rio São Francisco e por cenários mágicos do sertão Roseano — e conhece parte das sonoridades que ocorrem naquelas paisagens.  Egressa de família de músicos e cantadores, Sol Bueno resgata com voz suave e timbre marcante a força dos ancestrais, ilustrando a cada nova canção os múltiplos retratos interiores dos Brasis que Minas Gerais carrega.

Continue Lendo “991 – Atração do Projeto Dandô Dércio Marques, Sol Bueno (MG) canta no IJC, com abertura de Mari Ananias”

Anúncios

954 – Sol Bueno é atração do Cine Teatro Brasil para lançamento do álbum autoral Poeira Dançante

A cantora e compositora Sol Bueno (Pitangui/MG) trará a público em 30 de maio o recém-gravado Poeira Dançante durante apresentação programada para o  Cine Theatro Brasil Vallourec, situado em Belo Horizonte (MG). Sol Bueno ocupará o palco a partir das 21 horas para retratar de forma apurada em 13 músicas deste primeiro trabalho autoral sutilezas e memórias do universo da cultura popular, vivências, sentimentos e um olhar acurado dela para a terra; simultaneamente, a plateia experimentará um poético passeio ao Cerrado, à Bacia do São Francisco, a muitos cenários do Sertão Roseano  e às sonoridades marcantes que ocorrem nestas paisagens. Vinda de uma família de músicos e cantadores populares, Sol Bueno resgata com voz suave a força dos ancestrais e ilustra os múltiplos retratos interiores dos Brasis que Minas Gerais carrega. O show de lançamento contará com Gladson Braga (percussão), Letícia Leal (violas), Ricardo Rodrigues (violões) e Rodrigo Salvador (rabecas), mais as participações especiais de Sérgio Pererê, Meninas de Sinhá, Tambores de Luta, Erick Castanho, Marcelo Taynara, Ana F. e Lud Benquerer.

Continue Lendo “954 – Sol Bueno é atração do Cine Teatro Brasil para lançamento do álbum autoral Poeira Dançante”

910 – Músicos da Argentina, do Brasil e do Chile protagonizam show de encerramento do III Encontro Nacional do Circuito Dandô

Katya Teixeira, João Arruda, Rodrigo Zanc e o Duo Flor de Maracujá (SP)*; Sol Bueno, Erick Castanho, Marcelo Taynara, André Salomão, Nádia Campos, Ana F., Ricardo Rodrigues, Adriano Bianchini, Letícia Leal, João Mendes Rio (MG); Giancarlo Borba, Cardo Peixoto, Cristiano Nunes, Mara Muniz, Roberto Pohlmann (RS); Isabela Rovo, Victor Batista, Cabocla Inez, Pedro Vaz, Milla, Franklin Borges, Rosa Barros (GO); Oswaldo Rios (PR); e Maryta de Humauaca, Marina Luppi, Anália Garcetti (Argentina) e Cecilia Concha-Laborde (Chile) vão subir ao palco do Teatro Experimental de Uberaba (MG) neste sábado, 18, a partir das 20 horas, para protagonizarem o espetáculo de encerramento do III Encontro Nacional do Dandô Circuito de Música Dércio Marques e I Encontro Latino Americano. Os dois eventos simultâneos estão transcorrendo desde a quarta-feira, 15, na Casa do Folclore, situada na mesma cidade do Triângulo Mineiro, onde os músicos, acolhidos pelo anfitrião, o empresário Gilberto Rezende, planejam a temporada do quinto ano consecutivo do projeto concebido por Katya Teixeira.

Continue Lendo “910 – Músicos da Argentina, do Brasil e do Chile protagonizam show de encerramento do III Encontro Nacional do Circuito Dandô”

853 – Katya Teixeira (SP) recebe amigos e fãs em teatro lotado e lança Cantariar comemorando 21 anos de trajetória

A cantora, instrumentista e compositora Katya Teixeira (SP) recepcionou no palco e na plateia do teatro do Sesc Belenzinho, em São Pailo, na noite de sábado, 9 de abril, familiares, amigos, fãs e parceiros de estrada para festejar o lançamento de Cantariar, álbum com o qual marca 21 anos de carreira. O espetáculo merece adjetivos como deslumbrante e memorável, mas ambos, além de correr o risco de parecerem reducionistas, soariam com pouca fidelidade ao que foi visto e ouvido. Acompanhada por Cássia Maria (percussão), Ney Couteiro (violão) e Thomas Rohrer (rabeca), Katya Teixeira apresentou o repertório ao seu melhor estilo, costurando a apresentação com histórias sobre sua trajetória artística pelo Brasil afora e alguns países latino-americanas, narradas com bom humor mais acentuado do que o de costume, e interpretando com propriedade e deleite as canções que no disco, cuja distribuição agora cabe a Tratore, teve remasterização de Júlio Santin (SP).

Continue Lendo “853 – Katya Teixeira (SP) recebe amigos e fãs em teatro lotado e lança Cantariar comemorando 21 anos de trajetória”

814- Músicos de quatro estados estão em Uberaba (MG) para planejar nova temporada do Circuito Dandô ; no dia 20 todos sobem ao palco do TEU

Olhem ai, povos: foi divulgado o time de músicos que participará da apresentação de confraternização e encerramento do 2º Encontro Nacional do Dandô – Circuito de Música Dércio Marques,  que está sendo promovido desde ontem, 17, em Uberaba (MG), em uma nova realização da Katxerê Produções Artísticas, de São Paulo, e do Hotel Casa do Folclore, além da sempre inestimável colaboração do anfitrião Gilberto Rezende, incentivador da cultura popular, residente naquela cidade do Triângulo Mineiro. A partir das 20 horas do sábado, 20, subirão ao palco do Teatro Experimental de Uberaba Kátya Teixeira e João Arruda (SP); Valdir Verona, Cristiano Nunes e Giancarlo Borba (RS); Erick Castanho, André Salomão, Marcelo Taynara, Sol Bueno, Ricardo Rodrigues e Alexandre Bianchini (MG); e Victor Batista, Pedro Vaz, Isabella Rovo, Rosa Barros, Cabocla Inez (GO). Vai ser melhor do que carne seca com araticum!

Continue Lendo “814- Músicos de quatro estados estão em Uberaba (MG) para planejar nova temporada do Circuito Dandô ; no dia 20 todos sobem ao palco do TEU”

794 – I Mostra Dandô de 2016 leva caravana de músicos a três cidades gaúchas e ao Uruguai

dando sul

Alô povos e seguidores do Dandô Circuito de Música Dércio Marques! O projeto distinguido pelo Prêmio Brasil Criativo que leva a vários estados do Brasil música de qualidade e já chegou ao exterior iniciará neste dia 24 de janeiro o terceiro ano de atividades consecutivas. Três cidades gaúchas, começando por Torres, compõem o roteiro dos primeiros giros da nova temporada, que entre 26 e 29 passará também pelo vizinho Uruguai, o quarto país sul-americano depois do Chile, da Bolívia e da Argentina a receber as caravanas da Mostra Dando Latino América. O time escalado desta vez terá a idealizadora do Dandô, Katya Teixeira (São Paulo/SP), Erick Castanho (Uberlândia/MG), Giancarlo Borba (Terra de Areia/RS), e Valdir Verona (Caxias do Sul/RS), mais o trombonista Roberto Sousa (Pelotas/RS).

 As mostras do Dandô Latino América são chamadas para a circulação de shows que cobrem o período de março a dezembro. A  Bolívia recebeu Giancarlo Borba, a Argentina contou com Katya Teixeira, acolhida por Ximena Villaro, e em  de dezembro João Arruda (Campinas/SP) e Nádia Campos foram recepcionados no Chile pelo Duo Sankara, no Chile.

Depois das apresentações no Rio Grande do Sul e no Uruguai, Katya Teixeira e os demais membros que protagonizam o Dandô em diferentes estados nacionais têm encontro marcado entre 17 e 21 de fevereiro, novamente em Uberaba (MG), a exemplo do que ocorreu em no ano passado, onde com apoio imprescindível de Gilberto Rezende e da Fundação Cultural de Uberaba definirão as diretrizes de 2016, no Hotel Casa do Folclore. A cantoria de confraternização e de abertura oficial da jornada deste ano do Dandô estão previstas para 20 de fevereiro, no mesmo espaço que vem abrigando os músicos do circuito desde 2014, o Teatro Experimental de Uberaba (TEU).

Os ingressos sairão por R$30 (inteira) ou R$15 (meia) e para quem comprar antecipado reduzidos para R$ 20 e R$ 10, respectivamente. Em 2015, além do pessoal de apoio e que atuou nos bastidores, o Dandô colocou no palco do Teatro do Sesi de Uberaba Rosa Barros (Formosa/GO), Cacá Sankari (Uberaba/MG), Paulo Matricó (Recife/PE), Oswaldo Rios (Curitiba/PR), João Arruda, Valdir Verona, Katya Teixeira, Giancarlo Borba, Erick Castanho, André Salomão (Barbacena/MG), Marcelo Taynara (Uberlândia), Nádia Campos, Lilian Fulô e Luiz Salgado (Araguari/MG).

Intercâmbio e novas plateias

Por meio do Dandô Circuito de Música Dércio Marques Katya Teixeira e os demais músicos envolvidos fomentam desde 2013 a circulação de música de qualidade inquestionável por todo o país, reunindo artistas de várias cidades de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e passagens por Pernambuco, além do Distrito Federal e assim, além de criar intercâmbios, gerar novas plateias. Quem já se apresentou possui trabalhos reconhecidos e merece melhor projeção no panorama nacional, o que proporcionaria às pessoas acesso a outras linguagens e propostas produzidas fora da “grande mídia”. 

encontro 2015

Um artista sai de cada cidade e passa por todos os pontos do circuito, girando a roda de forma contínua. Cada edição conta sempre com um artista do local recebendo e abrindo o espetáculo para o convidado, em shows de aproximadamente noventa minutos. Ao final, um bate-papo entre artistas e plateia fecha a apresentação.

Primeiras apresentações do Dandô em 2016

24/1 Torres/RS,  21h, Coreto da Praça Central, com apoio da Prefeitura Municipal
26 a 29/1 Uruguai
30/1 Feira do Livro em Rio Grande/RS
31/1 Pedro Osório/RS

II Encontro Dandô*

17 a 21 de fevereiro, Uberaba (MG), Hotel Casa do Folclore

* Restrito aos músicos e pessoal de apoio

Show de confraternização e abertura da jornada 2016 do Dandô

20/02, 20 horas, Teatro Experimental de Uberaba Augusto César Vanucci (Rua Padre Zeferino, 988 – Fabrício), telefone: (34) 3312-5906

11800199_10153415689722088_4094266585024229638_n

O Barulho d’água Música, mais que um blog de divulgação de música de qualidade, é um canal, também, de apoio às causas que ajudem a transformar para melhor o mundo e a convivência entre os seres vivos, possibilitando assim vivermos já a partir de agora da forma mais saudável, justa e pluralista possível. As bandeiras do Greenpeace, neste sentido, são também as nossas! Acompanhe a página da entidade no Facebook clicando aqui  e se engaje, também, em suas ações e atividades! 

 

1779827_10152534693162543_8379987754406568880_n

 

723 – Noel Guarany, um dos quatro “Troncos Missioneiros”, ganha memorial em Bossoroca (RS)

Noel-Guarany_Catarse-3
O monumento a Noel Guarany tem 4 m de altura a partir da base e foi confeccionado por Vinicius Ribeiro (Foto acima e no destaque: Billy Valdez/Coletivo Catarse-RS)

O gaúcho Noel Guarany ganhou no sábado, 7, homenagem que (pretendem) supostamente atingirá a altura de sua contribuição não apenas à difusão da peculiar cultura do seu estado natal – sobretudo da região das Missões –, mas também de elementos nativos que ao se fundirem a valores correntes de outros pontos do país ajudam a formar a múltipla identidade nacional e a comprovar que não é apenas no eixo São Paulo-Rio de Janeiro-Minas Gerais, portanto na porção Sudeste de Pindorama, que o Brasil se afirma. Oito meses depois de as obras começarem com apoio de amigos, de familiares e a da entidade cultural Confraria do Icamaquã ficou pronto memorial constituído de monumento de sete metros a partir do chão que, à entrada do município de Bossoroca, guarda as características do músico de descendência italiana Noel Borges do Canto Fabrício, nascido em 26 de dezembro de 1941, época em que Bossoroca ainda era distrito de São Luiz Gonzaga. 

Continue Lendo “723 – Noel Guarany, um dos quatro “Troncos Missioneiros”, ganha memorial em Bossoroca (RS)”

686 – Giancarlo Borba (RS) e Fabrício Conde (MG) são atrações em festivais na Bolívia e na Argentina

gian fabricio

Os músicos Giancarlo Borba (Terra de Areia/RS) e Fabrício Conde (Juiz de Fora/MG) arrumaram as malas para representar o Brasil m festivais que ocorrerão nas vizinhas Bolívia e Argentina. Giancarlo Borba será atração em La Paz e Sucre, duas das mais importantes cidades bolivianas em shows do Festival Internacional da Canção Universitária e também em um Sarau Cultural da Embaixada do Brasil naquele país, no Centro Cultural Brasil Bolívia. Em La Paz, na sexta-feira, 16, a partir das 20h30, o microfone estará reservado ao gaúcho, após homenagem a Carlos López. Claudio Martinez (Chile) e Entre 2 Aguas (Bolívia) darão prosseguimento às cantorias da noite do Prefestival de la Canción Universitaria, em La Paz. 

gian fabricio (2)

O giro de Fabrício Conde o levará para cidades argentinas como Rosario, na qual se encontrará com hermanos convidados para o 9º. Sonamos Latino Americano, que ocorrerá entre 15 e 24 de outubro. Deste Festival Internacional de Música Popular participarão Carota, Ñema y Tajá (Venezuela), Caravana de Colores (Argentina); Aracombó (México, Brasil e Cuba), Andrés Pilar (Argentina) e Cindy Gomes (Colômbia). O mineiro também é aguardado em Santo Tomé, Santa Fe, Villa María, em Córdoba, e Tucumán. De volta ao Brasil, Fabrício Conde tocará em São Paulo no dia 28 em mais uma rodada da Serie Erudita Viola em Concerto, que o Sesc Pinheiros promove com curadoria de Ivan Vilela.

Giancarlo Borba (RS)

discos gb fc (2)

Nascido na cidade de Herval (RS), Giancarlo Borba passou a maior parte da infância no interior do município, em uma localidade conhecida como Vila Basílio. Ali, levava uma vida simples, morando em uma velha estação de trem. Autodidata,  aprendeu violão e passou a acompanhar grupos de bailes de campanha, alguns realizados onde nem luz elétrica existia! Simultaneamente, em casa, crescia escutando discos de vinil de músicas popular brasileira e regionais gaúchas. Em 1996, iniciou parceria com Osmar Hences, educador popular com grande conhecimento musical e poético: começava a construção de uma nova proposta musical tematizando hábitos simples da vida do gaúcho a pé, que vive à margem da sociedade, do lado de fora das cercas do latifúndio. 

Em busca de aprimoramento musical, Giancarlo Borba ingressou no curso de Licenciatura em Música da Universidade Federal de Pelotas (RS), em 1999, na qual atuou como monitor bolsista da disciplina Oficina de Instrumentos, que visava à construção de instrumentos a partir de materiais alternativos. Também atuou no projeto Arte e Saúde com doentes mentais e Oficina de Lutheria, no curso de construção de violinos. Ainda em 1999, formou o grupo Fuzarca com o qual construía seus próprios instrumentos a partir de sucata; participou de vários projetos, como o 277 da Prefeitura de Pelotas no Teatro Sete de Abril, show que teve bastante êxito e resultou na gravação do programa Palcos da Vida, da TVE-RS, no mesmo Teatro Sete de Abril, alem de vários programas de radio e televisão em Pelotas e região. 

No decorrer dos anos fez várias apresentações com o Fuzarca e também solo de voz e violão, além de participação em festivais. Em 2012, integrou o show e a gravação do DVD Tributo a Basílio, homenagem a Basílio Conceição, em Arroio Grande (RS). Atualmente, atua como arteducador popular e membro da Abra-Rede Brasileira de Arteducadores, ministra vários cursos de criatividade e transformação por meio das artes e oficinas de Eco-instrumentos (instrumentos feitos com sucata) com professores e crianças.

Giancarlo também é pesquisador das Culturas Populares e recentemente lançou o álbum Milongador, com um rico repertório de ritmos regionais do Sul. As canções apresentam roupagem moderna com arranjos de referências na música erudita, no folclore gaúcho, uruguaio, argentino e na música popular brasileira, mescladas com sons de vários objetos e instrumentos alternativos, feitos com diversos materiais. O autor vem mostrando o álbum em várias cidades e programas de rádio e televisão e já soma entre outras indicações o de melhor álbum da categoria MPB do I Prêmio Brasil Sul de Música,  realizado no Teatro Guarany (Pelotas), em 2014, e o de Artista Revelação no Prêmio Açorianos de Música.

12118969_467507413436937_88081109253197613_n

Agenda Giancarlo Borba

15/10, 16h30h,  CCBB, La Paz
16/10, 20h30, Auditório Salvador Romero, La Paz
20/10, 20h30, Teatro El Gran Mariscal, Sucre
21/10, 19h30, Teatro El Gran Mariscal, Sucre

 

 

Fabrício Conde (MG)

discos gb fc

O violeiro Fabrício Conde  é natural de Juiz de Fora (MG), cidade situada na Zona da Mata e recentemente conquistou o primeiro lugar do XIV Prêmio BDMG Instrumental de 2014. Em suas apresentações, o público ouve um repertório de composições autorais de um trabalho que conta com pesquisas sobre a música rural do Chile, Equador, Brasil e Argentina, afrocolombiana e afroperuana, tocadas com viola de cabaça e de cuatro venezuelano. Já conquistou prêmios cobiçados como o primeiro lugar do XIV Prêmio BDMG Instrumental de 2014, tocadas com viola de cabaça e de cuatro venezuelano.

Fabrício Conde alia em sua obra sensibilidade e virtuosismo, características que também já o levaram para várias apresentações fora do país; teve suas músicas apresentadas pela Rádio BBC e pela revista Songlines, de Londres. Professor de viola caipira, frequentemente recebe convites para ministrar aulas-espetáculo em diversas partes do Brasil e coleciona prêmios como o de Excelência em Viola Caipira do Instituto Brasileiro de Viola Caipira (2010). A discografia reúne o mais recente álbum autoral Fronteira, São de Viola, Viola da Mata, Histórias Contadas Sobre o Tempo, Music From Minas Gerais/Brazil, Fabrício Conde-Viola Brasileira, participação na coletânea do Prêmio Rozini de Excelência em Viola Caipira (2010) e Âncora (DVD). 

Além de músico, o juiz-forano é escritor, autor dos livros Causos, histórias e um pouco mais… e O Caminho das Asas, selecionado para a feira literária de Bologna, Itália. Dirigiu vários espetáculos teatrais e compôs a trilha sonora do filme Dulia.

12096116_1092837830728651_293980352495100252_n (1)Agenda Fabrício Conde

Dia 15 – Paraná, Argentina.
Dia 16 – Santo Tomé, Argentina.
Dia 17 – Santa Fe, Argentina.
Dia 18 – Rosario, Argentina.
Dia 20 – Villa María (Córdoba), Argentina.
Dias 22 e 23 – Tucumán, Argentina
Dias 28 e 29 –  Sesc Pinheiros, São Paulo

 

604- Giancarlo Borba, milongador e arteducador, leva sua poesia gaucha a pé ao Triângulo Mineiro pelo Circuito Dandô-Dércio Marques

O cantor e compositor Giancarlo Borba (Terra de Areia/RS) visitará entre os dias 14 e 16 três cidades do Triângulo Mineiro para promover mais uma rodada do Dandô Circuito de Música Dércio Marques, caravana musical idealizada pela cantora e pesquisadora Katya Teixeira (São Paulo/SP) e que desde 2013 vem percorrendo mais de 30 cidades de vários estados brasileiros. Giancarlo Borba é um dos músicos gaúchos do time do Dandô, e, em seu giro por Minas, passará por Uberaba, Araguari e Uberlândia, com apresentações sempre a partir das 20 horas. O belo repertório levará ao público canções do álbum Milongador, de compositores do Rio Grande do Sul e da América Latina, como Atahualpa Yupanki e Alfredo Zitarrosa. Entre os instrumentos haverá Charango, Violão e o Hang Drum Pampeano.

Continue Lendo “604- Giancarlo Borba, milongador e arteducador, leva sua poesia gaucha a pé ao Triângulo Mineiro pelo Circuito Dandô-Dércio Marques”

Casa Aberta, novo álbum de Wilson Teixeira (SP), previsto para julho, tem participação de Neymar Dias, Toninho Ferraguti e Tuco Marcondes

wilson 500
Wilson Teixeira e os músicos com os quais se apresentou em Americana, há um ano, show que motivou a primeira matéria deste blog e que agora destaca a chegada do novo álbum do violeiro de Avaré (SP), intitulado Casa Aberta, com previsão para lançamento em julho (Foto: Marcelino Lima)

 

O cantor e compositor Wilson Teixeira (Avaré/SP) está em contagem regressiva para lançar seu novo álbum, Casa Aberta, que será o segundo da carreira, já consagrada pelo sucesso de Almanaque Rural. Wilson Teixeira já vem divulgando em suas apresentações algumas das 10 faixas do trabalho que traz a influência do folk contemporâneo mesclado ao estilo único da sua viola, entre as quais Buriti, parceria com Chico Lobo (MG) e Bilo Mariano (SP), com letra inspirada em leituras do Grande Sertão: Veredas,  importante romance de Guimarães Rosa (Cordisburgo/MG).

Continue Lendo “Casa Aberta, novo álbum de Wilson Teixeira (SP), previsto para julho, tem participação de Neymar Dias, Toninho Ferraguti e Tuco Marcondes”