Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!


Deixe um comentário

982 – Tunai e Wagner Tiso apresentam “Saudades da Elis” na estação ferroviária de Poços de Caldas (MG)

Em mais uma rodada do projeto Composição Ferroviária, moradores de Poços de Caldas e região e turistas que estiverem aproveitando o inverno passeando pelo município sul mineiro poderão curtir, gratuitamente, na manhã de domingo, 30 de julho, apresentação dos músicos Tunai e Wagner Tiso, protagonistas do show Saudades da Elis. Antes de eles subirem ao palco do pátio da estação ferroviária, o público terá a oportunidade de matar saudades de músicas que embalam a memória afetiva de várias gerações, recordadas a partir das 10 horas pelo Choro a Dois. O duo é formado por Gabriel Carbonari (violão) e Jéssica Rosado (bandolim), novos talentos que têm encantado a cidade.

Continuar lendo

Anúncios


Deixe um comentário

942 – Vídeos Intergerações Viola Paulista trazem narrativas e performances de violeiros, poetas e luthiers da região de Atibaia e Limeira (SP)

O Barulho d’água Música recebeu do Instituto Câmara Clara (SP) e do Voamundo Cultural exemplares do DVD resultante do projeto Intergerações Viola Paulista, que traz cinco filmes com narrativas e performances de violeiros, violeiras, poetas e luthiers da região de Atibaia e Limeira, ambas cidades do Interior de São Paulo. Em entrevistas ao violeiro Domingos de Salvi (SC), os atores contam, cantam e ponteiam sobre artes do fazer, do tocar e do lembrar durante cinco belos documentários intitulados Viola Encantada, Alma Sonora, Inventorias, Encontro de Mestres e Viola de Reis.

Continuar lendo


Deixe um comentário

683 – Depois de receber Chico Lobo, Atibaia promove semana de homenagem a Sílvio Caldas

Chico Lobo Atibaia 2

O cantor e compositor Chico Lobo,  um dos mais aclamados violeiros do Brasil, apresentou-se pela primeira vez em Atibaia, estância turística do Interior de São Paulo, no domingo, 11. O mineiro de São João Del Rei residente em Belo Horizonte levou ao palco do Centro Cultural e de Eventos Victor Brecheret, atendendo a convites da Prefeitura e da produtora cultural Ruth Rubbo, um repertório que agradou em cheio a plateia e cantou e tocou com muito entusiasmo sucessos dos quatro álbuns já gravados em mais de 30 anos de carreira, mesclados a joias do cancioneiro regional, caipira e popular consagrados pelo público, dois dos quais teve a companhia do violonista e violeiro da cidade Rafael Cardoso.

Continuar lendo


Deixe um comentário

Pamonha com uísque: Robson D’Angelo e Rogério Ribon encontram encruzilhada onde Mississípi e Piracicaba confluem

pe no blues arte 1

Os músicos Robson D’Angelo e Rogério Ribon poderiam ter formado mais uma dupla Robson & Rogério como tantas, com direito à fama no programa do Faustão e de serem os queridinhos da Fátima Bernardes, mas encontraram a encruzilhada na qual os rios Mississípi e Piracicaba se juntam e, na terceira margem desta confluência, onde apearam para beber da límpida água, encontraram Robert Johnson pescando com Tião Carreiro. Raul Seixas afinava uma viola e ao ver os dois rapazes perambulando por ali, convidou-os para fitar um cigarrinho de palha. Durante a prosa, o Maluco Beleza recomendou: para além do ouro dos tolos, busquem uma concepção alternativa de tocar. Não precisa, necessariamente, ser uma metamorfose, ou um ponto extremo fora da curva, mas seria bom algo que passe longe do rame-rame que mantém famílias como macacos adestrados aos domingos no sofá, com seus saquinhos de pipoca e olhos calmos, apesar de tanto mau trato aos ouvidos. D’Angelo e Ribon entenderam o toque, e entre um gole e outro, agora de uma boa destilada na roça, resolveram que botariam o pé na estrada. Unindo paixões ao agradável, conceberam após um ano e meio de pesquisas um projeto que ganhou um irrepreensível repertório no qual pamonha se come tomando uísque caubói.

Continuar lendo


Deixe um comentário

Museu da Casa Brasileira (SP) abre espaço para blues, música caipira e de câmara aos domingos de junho

penobluess1

O Museu da Casa Brasileira, situado em um dos endereços mais badalados de São Paulo, vem se destacando pela ótima programação cultural que oferece ao seu público fiel e pessoas que visitam o local esporadicamente, promovendo atrações dos mais variados segmentos artísticos, sempre sem cobrança de ingresso. Uma das iniciativas mais procuradas são as apresentações musicais e concertos que ocorrem nas manhãs dominicais, sempre às 11 horas. As quatro programadas para o mês de junho já estão definidas e começarão com o show Pé no Blues, protagonizado pela dupla Rogério Ribon (violão de aço e gaita) e Robson D’Angelo (viola caipira). Com um repertório que mesclará o tradicional blues americano de compositores consagrados como Robert Johnson, Muddy Waters e Bo Diddley, com pitadas da música caipira brasileira, o público ouvirá, por exemplo, clássicos como Sweet Home Chicago, de Johnson, e o pagode A coisa tá feia,  uma das obras mais apreciadas de Tião Carreiro e Pardinho.

Continuar lendo