Baixe gratuitamente a discografia de Cátia de França (PB) do blog Quadrada dos Canturis

encerramento_novembro-negro_Dayse-Euzébio-19
Cátia de França (PB), já está com mais de 45 anos de carreira dos quase 70 de idade. Em suas canções invoca desde Guimarães Rosa a João Cabral de Melo Neto e traz mensagens contra formas de discriminação  e preconceitos que ainda imperam , como o racismo e a homofobia (Foto: Dayze Eusébio)

A discografia de uma das mais emblemáticas cantoras e compositoras do país, Cátia de França (João Pessoa/PB) está disponível para ser baixada pelo blog Quadrada dos Canturis (clique na palavra em azul para ter acesso), em formato MP3. A lista começa pelo antológico 20 Palavras ao Redor do Sol (1979), com músicas compostas com base em poemas de João Cabral de Melo Neto. Uma música da cantora foi trilha sonora do filme Cristais de Sangue, de 1975.e termina com No Bagaço da Cana – Um Brasil Adormecido (2012). Apenas Olinda, gravado em 1986, está indisponível.

Continue Lendo “Baixe gratuitamente a discografia de Cátia de França (PB) do blog Quadrada dos Canturis”

Fabrício Conde, violeiro e escritor de Juiz de Fora (MG) faz aniversário hoje

fc niverpb
Fabrício Conde,de Juiz de Fora (MG), levou sua música de viola e com ela valores do sertão mineiro aos ouvidos da rainha inglesa e à Espanha (Foto: Marcelino Lima/nov. 2014)

Se é que este Barulho d’água Música não está comendo bola e desconheça que já exista, chegará um dia em que alguém capacitado publicará estudo que explique as razões pelas quais são as Minas Gerais solo tão rico para a geração de talentosos violeiros, sendo esta apenas uma das virtudes dos baluartes que fazem deste Estado um dos mais abençoados na preservação e na difusão de valores da nossa cultura popular. E neste compêndio um capítulo à parte, com certeza, estará dedicado ao aniversariante de hoje, o ilustre Fabrício Conde, de Juiz de Fora, cidade da Zona da Mata.

Continue Lendo “Fabrício Conde, violeiro e escritor de Juiz de Fora (MG) faz aniversário hoje”

Pedro Antônio (MG) convida conterrâneo Celso Adolfo para apresentação única em teatro de Uberlândia

FSfYXWQW
Pedro Antônio, de Guarda Mor (MG), é um dos muitos mineiros que enriquecem a música regional, com trabalho dedicado ao conterrâneo Guimarães Rosa em um dos seus discos (Francis/Lucas Foto)

 

Com apresentação única marcada para sábado, 7 de março, o cantor e compositor Pedro Antônio receberá Celso Adolfo no Teatro Rondon Pacheco, casa de espetáculos situada em Uberlândia (MG). Neste Barulho d’água Música já destacamos várias vezes: as Alterosas são terra fértil para a música que faz nossa cabeça, gerando para o país e exportando mundo a fora uma plêiade de talentos que encanta tanto o público a ponto de o blog já ter ouvido várias vezes artistas não menos talentosos de outros estados declarando sentir “inveja branca” dos companheiros oriundos da pátria de Fernando Brant, para ficarmos apenas em um exemplo.

Continue Lendo “Pedro Antônio (MG) convida conterrâneo Celso Adolfo para apresentação única em teatro de Uberlândia”

Nome de ponta da MPP, Jean Garfunkel lança 13 Pares e um Fado Solitário em São Paulo

jean garfunkel pba 2
Joana Garfunkel, Jean Garfunkel, Natan Marques, Pichu Borreli, Sergio Bello e Pratinha Saraiva durante a apresentação em São Paulo

Poeta, publicitário, ator, cantor e compositor. Jean Garfunkel é um nome não apenas para o qual amantes da boa música e seguidores deste Barulho d’Água Música devem ficar sempre atentos, mas guardar com carinho, sem deixar, é claro, de procurar conhecer e curtir sua obra de diversificada trajetória. Paulistano da gema, boêmio inspirado que até de suas voltas por praças e parques tira maravilhas, Jean Garfunkel é craque de um timaço de músicos de Sampa em cuja escalação consta, entre outros, Paulo Vanzolini, Adoniran Lula Barbosa, Júlio Medaglia, Eduardo Gudin, o mano Paul Garfunkel, Natan Marques, Pratinha Saraiva, Cláudio Lacerda, Léa Freire, Renato Braz; Elis Regina, embora fosse gaúcha de berço, também não ficaria sem uma camisa no escrete da MPP (Música Popular Paulista).

Continue Lendo “Nome de ponta da MPP, Jean Garfunkel lança 13 Pares e um Fado Solitário em São Paulo”

SESC Consolação reserva manhãs dos sábados de janeiro para gurizada ouvir “Bichos de Cá”, do Nhambuzim

Nhambuzim 4
O Nhambuzim, formado em 2002, gravou dois discos com repertórios que mesclam vários ritmos brasileiros e que contemplam os amantes do escritor mineiro da cidade de Codisburgo, Guimarães Rosa,  e o público infantil (Fotos: Reproduções de vídeo do grupo)

 

Crianças também têm vez no Barulho d’água Música e em nome delas o blog convoca pais e responsáveis a levarem filhos, sobrinhos, netos, afilhados, enteados e coleguinhas destes a uma das cantorias que o grupo Nhambuzim fará aos sábados, durante o mês de janeiro, no Sesc Consolação, no Centro paulistano, sempre a partir das 11 horas, divulgando as músicas do álbum Bichos de Cá. Neste dia 10, por exemplo, até nosso pessoal vai esquecer que já tem barba e cabelos brancos e estará presente na unidade que fica na Rua Doutor Vila Nova, 245, a 900 metros da estação República, a 1.000 metros da estação Santa Cecília, ambas do Metrô, ou a 850 metros do terminal Amaral Gurgel. Para mais informações tecle 11 3234-3000. 

Continue Lendo “SESC Consolação reserva manhãs dos sábados de janeiro para gurizada ouvir “Bichos de Cá”, do Nhambuzim”

Rodrigo Delage lança “Périplo”, terceiro álbum da carreira que dialoga com o sertão e ás águas do universo roseano

Periplo delageaa
Périplo – Viola Caipira, é o terceiro disco do mineiro de BH Rodrigo Delage, em cujo obra ecoa as águas de rios como o São Francisco, os causos, as lendas e os bichos do sertão tanto místico, quanto real, inspirador de Guimarães Rosa (Fotos: Reproduções do álbum)

O Barulho d’água Música recebeu um exemplar de Périplo-Viola Caipira, terceiro disco autoral do músico Rodrigo Delage (MG). Mais uma preciosidade para a coleção do blog, o álbum foi uma colaboração do cantador Cláudio Lacerda, um dos vários parceiros de composição e de cantoria de Rodrigo Delage.

Continue Lendo “Rodrigo Delage lança “Périplo”, terceiro álbum da carreira que dialoga com o sertão e ás águas do universo roseano”

Mineiro, Fabrício Conde extrapola adjetivos como violeiro, escritor e contador de causos repleto de predicados

fabricio e músicos
Márcio Hallack, Fabrício Conde e Zé Nogueira foram atrações de mais uma edição do Instrumental SESC Brasil (Fotos de Marcelino Lima)

Genial. Notável. Impecável. Sim, só que não, ou… não apenas. Seja qual for o adjetivo que se empregue para definir Fabrício Conde ainda será um vocábulo reducionista e que não exprimirá, em toda sua completude, o talento deste mineiro de Juiz de Fora (MG), terra situada lá na Zona da Mata que conheço tão bem e para a qual sempre me arrastam várias das minhas memórias afetivas. E ao buscarmos esta definição a qual Fabrício Conde estaríamos nos referindo? Seria possível haver um Fabrício Conde, violeiro, e outro, poeta, escritor e contador de causos, ou vários, coexistindo? 

Continue Lendo “Mineiro, Fabrício Conde extrapola adjetivos como violeiro, escritor e contador de causos repleto de predicados”

Sarah Abreu, voz condutora do Nhambuzim, faz aniversário hoje

Sarah Abreu

Hoje, 16 de novembro, está comemorando mais um aniversário a cantora  Sarah Abreu, mineira de Varginha que adotou São Paulo. A voz de Sarah Abreu é uma das condutoras dos cantos do Nhambuzim, grupo regional que em 2008 lançou o álbum Rosário: Canções Inspiradas no Sertão de Guimarães Rosa. O disco saiu pelo selo da Paulus Editora.

 

O álbum é inspirado na obra do escritor mineiro e foi lançado em 27 de junho daquele ano, data do centenário do nascimento do filho ilustre de Codisburgo. Reúne 17 canções das quais duas pertencem à tradição oral do norte das Alterosas (Aboio, originalmente entoada pelo vaqueiro Manuelzão, e Encomendação de Almas). Outro par é contribuição de Milton Nascimento e Caetano Veloso (A Terceira Margem do Rio), e João de Aquino e Paulo César Pinheiro (Sagarana), interpretada por Clara Nunes.

O grupo Nhambuzim tem nascimento lavrado em 2002. Desde então vem caminhando com André Oliveira (percussão), Edson Penha (voz e berrante), Itamar Pereira (baixo), Joel Teixeira (voz, viola e violão), Rafael Mota (percussão) Xavier Bartaburu (piano e arranjos vocais) e Sarah. Em outubro de 2012, eles lançaram Bichos de Cá/Canções para os bichos do Brasil.

Sarah também tem carreira solo e nesta estrada, entre outros projetos, está estudando a obra do músico e compositor norte-americano nascido em Indiana Cole Porter (1891-1964). Pela plataforma de financiamento coletivo Catarse, sistema conhecido por crowfunding, junto com Carlinhos Antunes e o Sexteto Mundano, arrecadou contribuições para gravar Violeta: terna e eterna, trabalho dedicado à memória de Violeta Parra, com a participação da neta da chilena, Tita Parra. O álbum está em fase de conclusão e em breve será distribuído aos colaboradores.

Sarah Abreu ainda atua em parceria com Wilson Teixeira em um projeto de tributos à Cascatinha e Inhana, recentemente exibido no programa Sr. Brasil, de Rolando Boldrin.

Receba querida amiga Sarah Abreu os parabéns de toda a equipe do Barulho d’água Música e nossos votos de sucesso em todos os projetos!

Aldy Carvalho recebe Eufra Modesto e Marisa Serrano, entre outros amigos, e lança Cantos d’Algibeira em SP

aldy 3w
O petrolinense Aldy Carvalho lançou o terceiro álbum da carreira na Livraria Cortez (SP) cercado por amigos; Cantos d’Algibeira está selecionado para o 26º Prêmio da Música Brasileira (Fotos: Marcelino Lima)

O cantor e compositor Aldy Carvalho atraiu vários amigos e admiradores à Livraria Cortez, situada no bairro de Perdizes, em São Paulo, para o show de lançamento de Cantos d’Algibeira, terceiro da carreira, na tarde de sábado, 1º de novembro. Composto por doze canções, o álbum sucede Alforje (2011) e Redemoinho (1999), obras que receberam vários elogios da crítica especializada, e foram arranjados pelo maestro Tony Marshall. Cantos d’Algibeira está selecionado para concorrer ao 26º Prêmio da Música Brasileira, que será entregue em 2015.

Continue Lendo “Aldy Carvalho recebe Eufra Modesto e Marisa Serrano, entre outros amigos, e lança Cantos d’Algibeira em SP”

Aldy Carvalho lança Cantos d’Algibeira, terceiro álbum da carreira, na Livraria Cortez

Aldy Lançave,towww
Aldy Carvalho está chegando ao terceiro álbum da carreira, que será lançado na Livraria Cortez com as presenças de Waldeck de Garanhuns e de Marisa Serrano (Foto: Marcelino Lima)

Cantos d’Algibeira, terceiro álbum de Aldy Carvalho, selecionado para o 26º Prêmio da Música Brasileira, será lançado neste sábado, 1º de novembro, na Livraria Cortez, espaço que sempre abre suas portas para acolher atividades que envolvem artistas populares e, entre outros eventos, desde 2002 promove o Sarau Cortez, dedicado à Literatura de Cordel. Aldy, natural de Petrolina (PE), contará na ocasião com as presenças de Waldeck de Garanhuns e da cantora Marisa Serrano. A entrada é franca e a cantoria está prevista para ocorrer entre 17 e 19 horas. A Cortez fica na rua Bartira, 317, no bairro da zona Oeste paulistana Perdizes, ao lado do campus da Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP).

Continue Lendo “Aldy Carvalho lança Cantos d’Algibeira, terceiro álbum da carreira, na Livraria Cortez”