940 – Eduardo Kusdra (SP) anuncia “Homeland”, álbum que traz música em inédita parceria com Charlie Chaplin

O músico e produtor independente paulistano Eduardo Kusdra divulgou que pretende lançar na primeira quinzena de maio o 20º álbum de sua trajetória, com campanha de divulgação organizada pela agência norte-americana Glass Onion. Homeland, nome dado ao disco, conterá dez músicas autorais inéditas (mais uma versão de Soon, da banda inglesa Yes), entre as quais Machine Man, que já desperta forte expectativa entre amigos e fãs. O motivo para que justamente esta faixa que encerrará a lista das 11 tenha se tornado tão aguardada é a parceria com nada mais, nada menos, que Charlie Chaplin (1889-1977), ator londrino que eternizou a personagem Carlitos em memoráveis filmes da era do cinema mudo, fato inédito que Eduardo Kusdra acredita que registrará “sem dúvidas o acontecimento mais marcante da minha carreira, que dificilmente será superado”.

Continue Lendo “940 – Eduardo Kusdra (SP) anuncia “Homeland”, álbum que traz música em inédita parceria com Charlie Chaplin”

922- Alexandre Moschella, violonista que transporta o universo de Riobaldo para as cordas, é atração da Unibes Cultural

(…) Sertão. Sabe o senhor: sertão é onde o pensamento da gente se forma mais forte do que o poder do lugar. Viver é muito perigoso (…)

Trecho de Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa

A obra do escritor João Guimarães Rosa, em especial o livro Grande Sertão: Veredas, tem merecido várias adaptações e releituras nos diversos campos das manifestações artísticas e, na música, espetáculos e discos que permitem à plateia e aos ouvintes conhecer o universo de Riobaldo, principal personagem do consagrado romance no qual o ex-jagunz conta aventuras guerreiras e espirituais mergulhado em atmosferas e sensações, não apenas narradas, mas também cantadas em sua prosa experimentalista e sonora. Um destes trabalhos que procuram aproximar o público do místico sertão roseano é o do violonista paulistano Alexandre Moschella, intitulado grande sertão: variações, atração gratuita que a Unibes (União Brasileiro-Israelita do Bem-Estar Social) Cultural programou para o sábado, 25 de março, a partir das 17 horas. 

Continue Lendo “922- Alexandre Moschella, violonista que transporta o universo de Riobaldo para as cordas, é atração da Unibes Cultural”

896 – Diogo Oliveira e Cesar Pereira preparam álbum clássico com obras autorais e de compositores brasileiros como Liduíno Pitombeira

O Barulho d’água Música apresenta aos amigos e seguidores o jovem violonista Diogo Oliveira, fluminense nascido em 1987 no município de Barra Mansa e atualmente residente em São José dos Campos (SP).  Em parceria com o flautista Cesar Augusto Pereira da Silva, de São Roque (SP), Diogo Oliveira está trabalhando para lançar ao final deste ano o primeiro álbum, ainda sem título, mas com um belo repertório já definido no qual ambos gravarão obras autorais mescladas a dos compositores brasileiros Heitor Villa-Lobos, Radamés Gnattali, Sérgio Assad e Liduíno Pitombeira. A paixão pelo instrumento despertou em Oliveira ainda durante a adolescência e quem disparou a “flecha” certeira foi a mãe, que no Natal de 2001 presentou o filho com um violão.

Continue Lendo “896 – Diogo Oliveira e Cesar Pereira preparam álbum clássico com obras autorais e de compositores brasileiros como Liduíno Pitombeira”

888 – Como colaboração do blogue Terra Brasilis e por meio dos quatro álbuns da série Ao Pé da Serra, conheça Eduardo Kusdra

Os produtores do Barulho d’água Música e dos blogues Em Canto Sagrado da Terra e Terra Brasilis se tornaram recentemente parceiros para a troca de arquivos e de informações visando a aumentar a oferta da divulgação e do acesso à música de qualidade que se faz pelo país afora, porém raramente embala a programação de emissoras de rádio e, quando muito, encontra-se em plataformas digitais ou em portais mantidos pelos cantores, duos, grupos e compositores. Algumas obras podem ser consideradas relíquia (tanto pela raridade, como pela beleza e importância), mas ainda assim desfalcam prateleiras de lojas, inclusive de grandes redes, e o mercado talvez nem conheça. Garimpados com esmero por Daniel Lamounier e convertidos em formato Mp3, há álbuns antológicos e fora de catálogo que dependendo do artista, da dupla ou da banda têm a discografia completa disponibilizada. Por meio do Em Canto Sagrado da Terra, Lamounier dedica-se exclusivamente à produção de mineiros, apresentado o trabalho que desenvolvem nas Alterosas entre textos da série Pelas Istradinhas de Minas — completados por dicas turísticas para passeios a cidades e lugares da hora, imagens e deliciosas receitas típicas que vão muito além do consagrado pão de queijo ou broa de milho; Terra Brasilis, mais abrangente, cobre praticamente todo o país: quem os visitar, com certeza, curtirá, ficará com uma coceira danada para querer baixar tudo!

Por meio da atualização 737, anterior à parceria, trouxemos em novembro de 2015 matéria sobre Roberto Zara, autor do disco instrumental homônimo, joia lançada pelo violeiro três anos depois de um retiro dele em cidadezinhas de Minas Gerais. Agora apresentamos diretamente do Terra Brasilis Eduardo Kusdra, maestro, arranjador e produtor musical independente dos mais conceituados do Brasil, que vive em São Paulo e desde 2011 é endorser da fabricante polonesa de instrumentos artesanais Mayones. Um perfil dele poderá ser visto no sítio oficial da marca em visita à sessão Artists (www.mayones.com).

Continue Lendo “888 – Como colaboração do blogue Terra Brasilis e por meio dos quatro álbuns da série Ao Pé da Serra, conheça Eduardo Kusdra”

857 – Galeria do Sr. Brasil entroniza Dércio Marques (MG) ao lado de músicos notáveis como Noel Rosa e Tom Jobim

Estandarte com a imagem de Dércio Marques foi entronizado ao lado de outros de expoentes da música brasileira de qualidade que decoram as paredes laterais à plateia e ao palco do teatro do Sesc Pompeia, situado em São Paulo, no qual transcorrem as gravações do programa Sr. Brasil, capitaneado por Rolando Boldrin. O querido apresentador sempre gosta de contar ao público antes de começar a receber os convidados a razão pela qual — em trabalho conjunto com sua produção, que tem à frente a esposa, Patrícia Maia, e ainda o sobrinho, Lenir Boldrin — decora o ambiente com as bandeirolas remissivas às congêneres de festas santificadas e relembra fatos e dados sobre a biografia dos homenageado. Boldrin comenta que alguns daqueles artistas que formam o altar póstumo “partiram antes do combinado”, salienta que todos deixaram lacunas e que todos, independentemente do estilo ou vertente musical que representavam, contribuíram de forma irrefutável à cultura popular e à preservação de tradições brasileiras. E antes de dar o “ok” para que entre a primeira atração da noite, pede humildemente aos ídolos que abençoe os trabalhos e todos os envolvidos.

Continue Lendo “857 – Galeria do Sr. Brasil entroniza Dércio Marques (MG) ao lado de músicos notáveis como Noel Rosa e Tom Jobim”

757 – Casa do Núcleo (SP) recebe concerto Prisma, do Duo Bico de Pena

????????????????????????????????????
O Duo Bico de Pena tem 22 anos de estrada (Foto: Andreia de Souza, acima e  no destaque)

A Casa do Núcleo receberá na sexta-feira, 11, o Duo Bico de Pena, para executar o concerto Prisma, a partir das 21 horas. Formado por Renato Camargo (flauta) e  Angelique Camargo (violoncelo), no primeiro bloco o Duo Bico de Pena apresentará algumas das composições e arranjos mais significativos que produziu em 22 anos de carreira, seguidos de peças inéditas nas quais explora experiências novas como as vozes de ambos, em improvisos coletivos que visam a atingir o desafio de expressar a riqueza da música brasileira pelas entrelinhas de suas composições e arranjos.

Continue Lendo “757 – Casa do Núcleo (SP) recebe concerto Prisma, do Duo Bico de Pena”

730 – Coisa Fina homenageia mestres como Jacob do Bandolim e Moacir dos Santos em álbum novo, apresentado no MCB (SP)

coisa fina antiguidade

O Barulho d’água Música recebeu gentilmente cedido por Daniel Nogueira um exemplar de Coisa Fina, segundo álbum do grupo paulistano homônimo integrado por ele e mais um punhado de amigos. A formação que em agosto do ano passado entrou no estúdio já era naquela ocasião maior do que um time de futebol e no começo deste ganhou o reforço de Igor Pimenta, cujo contrabaixo logo se entrosou à bem temperada “cozinha” desta afinada e espetacular big band. Há dez anos tocando entre outros temas de pontas de lança como Jacob do Bandolim, Laércio de Freitas, Theo de Barros, Guinga, Mozar Terra, Moacir Santos e, agora, no mais recente CD, vestindo a camisa de compositores de novíssima geração como Henrique Brand, o Coisa Fina literalmente encheu em São Paulo o palco do Museu da Casa Brasileira (MCB) na manhã do domingo, 15, e enquanto apresentava as músicas do disco que leva o selo Sesc pôs várias pessoas para dançar, ainda com mais entusiasmo durante Assanhado, de Jacob do Bandolim.

Continue Lendo “730 – Coisa Fina homenageia mestres como Jacob do Bandolim e Moacir dos Santos em álbum novo, apresentado no MCB (SP)”

663 – Ivan Vilela recebe Renato Varoni e Marcos Ferrer em nova rodada da série Viola Erudita, do Sesc SP

marcus ferrer

A Série Erudita Viola em Concerto que o Sesc Pinheiros apresentará mensalmente até dezembro, com curadoria do professor, pesquisador e compositor Ivan Vilela (Itajubá/MG) continuará nesta quarta-feira, 30 de setembro, com palestra de Renato Varoni a partir das 19 horas sobre o contexto da viola no Rio de Janeiro do século XIX. O tema constitui a tese de Doutorado do palestrante, obtida no Departamento de Etnomusicologia da Queens University Belfast (Irlanda do Norte).

Renato Varoni atua  na área de música popular brasileira como músico, professor e pesquisador. Dedica-se desde 2003 à investigação dos cordofones luso-brasileiros e tornou-se especialista em violas de arame. Interessa-se tanto pela pesquisa etnográfica das músicas de tradição oral e aural no Brasil, quanto pelo estudo interdisciplinar do fenômeno musical. Para participar da palestra, que terá 60 minutos e transcorrerá no auditório do 3º andar, será necessário retirar o ingresso com uma hora de antecedência.

Encerrada a participação de Varoni, Ivan Vilela chamará ao palco o músico carioca Marcus Ferrer para executar o segundo concerto da série dedicada ao universo das violas. Marcus Ferrer é professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), doutor em Teoria e Prática da Interpretação (com a tese A viola de 10 cordas e o Choro: arranjos e análises, pela UniRio), e mestre em Composição (dissertação Choros 4 e Suíte Retratos: o Choro visto por Heitor Villa-Lobos e Radamés Gnattali, pela UFRJ).

Marcos Ferrer também é compositor, violonista e violeiro, além de fundador e integrante da Orquestra de Cordas Brasileira, com a qual ganhou três prêmios Sharp: melhor grupo de música instrumental e melhor disco de música instrumental, além de melhor disco de música instrumental com Chiquinho do Acordeon e Raphael Rabello. Composições  de Ferrer já foram apresentadas nos Estados Unidos, na Dinamarca, na França e em Portugal e renderam o terceiro lugar do II Prêmio Syngenta de Música Instrumental de Viola, com  Toada Serra-Mar.

A venda de ingresso para ouvir Marcos Ferrer estará limitada a quatro por pessoa, com preços entre R$ 7,50 e R$ 25,00. Não será permitida a entrada após o início do espetáculo. O Sesc Pinheiros fica na rua Paes Leme, 195, há menos de 1.000 m das estações Faria Lima da Linha 4 Amarela do Metrô e Pinheiros da CPTM, esta com acesso pela Praça Victor Civita.

banda-toca

631- Ícone da cultura popular, parceiro de Dércio Marques e Elomar, João Bá (BA) comemora aniversário hoje

joao ba
O menino que logo que perdeu o primeiro dente teve de começar a calejar as mãos no cabo da enxada, no sertão baiano, assim que fez 12 anos também já compunha iniciando a trajetória e a obra gravada por nomes como Almir Sater e que registra parcerias com Dércio Marques e Elomar (Foto: Marcelino Lima/Acervo Barulho d’água Música)

O Barulho d’água Música não poderia baixar as portas do boteco sem registrar com a mais pura felicidade que neste primeiro de setembro transcorreu o aniversário do poeta, cantor, compositor, ator e eterno menino João Bá (Crisópolis/BA), músico dos mais admirados e queridos sobretudo porque, recentemente, não fosse o amor de amigos, familiares e fãs irmanados em uma corrente de solidariedade e fé estaríamos nesta data amargando um triste silêncio. Foram dias difíceis em meados de abril, mas do Norte ao Sul e de todas as partes do Brasil chegaram contribuições e preces evitando que a canoa dele virasse e complementando a competente intervenção cirúrgica da equipe do médico Rodrigo Quintela, do Hospital Octaviano Neves, de Belo Horizonte (MG), onde nosso bacurau cantante livrou-se dos incômodos do sistema urinário.

Continue Lendo “631- Ícone da cultura popular, parceiro de Dércio Marques e Elomar, João Bá (BA) comemora aniversário hoje”

601 – Olhar feminino do Trio Maria Fumaça sobre a cultura caipira é atração de mais uma Tarde Musical, na Fundação Ema Klabin (SP)

A partir das  16h30 do sábado, 8 de agosto, a Fundação Ema Klabin apresentará o Trio Maria Fumaça como atração do programa Tardes Musicais, que tem entrada franca.  O grupo formado por Alice Oliveira (harpa Paraguaia, eufônio e voz), Priscila Ribeiro (viola caipira, clarinete e voz) e Sarah Alencar (violão, flauta transversal e voz), alunas do curso de música da Universidade de São Paulo (USP) apresentará o show No Caminho dos Goyazes  um olhar feminino para a música caipira, com seu universo cancioneiro e instrumental. O repertório trará clássicos da música caipira como Trenzinho do Caipira (Heitor Villa-Lobos), Tristeza do Jeca (Angelino de Oliveira) e Galopeira (Mauricio Cardoso Ocampo).

Visita ao acervo                                   

Há oito anos aberta ao público, a Fundação Ema Klabin abriga um valioso acervo de mais de 1500 obras, entre pinturas do russo Marc Chagall e do holandês Frans Post, talhas do mineiro Mestre Valentim, mobiliário, peças arqueológicas e decorativas. A casa de 900 m² foi inspirada no Palácio de Sanssouci, em Potsdam, Alemanha e tem um jardim assinado por Burle Marx. Antes do show, a partir das 14 horas, será possível visitar o acervo da casa-museu.

Serviço:

Programa Tardes Musicais

Data: 08 de agosto – Trio Maria Fumaça  no show No Caminho dos Goyazes

Horário: 16h30

180 lugares

Visita monitorada: das 14h às 16h30

Para conhecer o trabalho do trio:

Fundação Ema Klabin:  Rua Portugal, 43, Jardim Europa – São Paulo, telefones 11 3062-5245 3897-3232