João Arruda (SP): aniversário do inquieto e sonhador violeiro e compositor no Dia do Trovador

joão niver

Hoje, 18 de julho, Dia do Trovador, também é aniversário de João Arruda, jovem cantor, compositor e multi-instrumentista de Campinas (SP), mais que um músico talentoso e criativo, pessoa amável  amiga que se auto define como inquieto e sonhador e está completando 10 anos de carreira. Neste domingo, 19,  ele (en) cantará em Uberlândia (MG) como atração de mais uma rodada do Dandô Circuito de Música Dércio Marques, palco no qual irá recepcioná-lo o amigo e anfitrião Erick Castanho, a partir das 20 horas, no Atrio Bussines Center. Fora os milhares de hoje, certamente ele receberá, antes e depois do show, beijos, abraços e bitocas, mimos que deverão deixá-lo ainda mais cheio de energia e ideias para a sequência do projeto que iniciou em 10 de julho. Na noite desta recente data, João Arruda começou a gravar Entre Violas e Couros em Barão Geraldo,  nome que terá o terceiro álbum solo e com o qual  pretende marcar e comemorar seu jubileu de estanho/zinco.

Continue Lendo “João Arruda (SP): aniversário do inquieto e sonhador violeiro e compositor no Dia do Trovador”

Anúncios

Fabrício Conde abre porteiras e estabelece novos territórios culturais com seu recente disco, Fronteira

fconde
Fabrício Conde, compositor, escritor e contador de causos é conterrâneo de Murilo Mendes, leitor de Borges e de Guimarães Rosa, estudou com Ivan Vilela, aprendeu manhas e mandingas com a avó e Antônio Macário, curte cinema italiano e já agradou aos ouvidos da Rainha Elizabeth com suas composições repleta de raízes e de sonoridades universais

O Barulho d’água Música recebeu para o acervo do blog o novo álbum de Fabrício Conde (Juiz de Fora/MG), compositor e um dos vencedores do XIV Prêmio BDMG de Música, promovido em Beagá. Fronteira,  nome do trabalho, foi produzido com apoio da Prefeitura da cidade mineira situada na Zona da Mata, com incentivos da Lei Murilo Mendes, escritor que lá nasceu e residiu, com participações de Laura Delgado (voz), Márcio Hallack (piano) e Rodrigo Biss (rebeca). Fabrício Conde toca cuatro venezoelano, viola de cabaça (arte do luthier e violeiro paulista Levi Ramiro) e ronroco; para cada uma das 11 faixas faz um breve comentário revelando particularidades da composição. Samba Venezoelano, por exemplo, com a qual abre o concerto, foi composta nos aeroportos de Santiago, capital do Chile, e de Guarulhos (SP). “A ideia de compor este samba surgiu devido ao fato de alguns amigos, por brincadeira, chamarem o meu cuatro venezoelano de cavaquinho”, conta.

Corta!

Fabrício Conde não é compositor de viola caipira? Como, então, está fazendo samba, e, ainda mais com instrumento estranho a nossa cultura?

Continue Lendo “Fabrício Conde abre porteiras e estabelece novos territórios culturais com seu recente disco, Fronteira”

Sérgio Santos encerra projeto Composição Ferroviária, em Poços de Caldas (MG) apresentando sucessos de oito álbuns

arte ssantos
Foto: Divulgação

O compositor e cantor Sérgio Santos (Varginha/MG) é o convidado de Wolf Borges e Jucilene Buosi para a edição de encerramento do projeto Composição Ferroviária, que ambos promovem em Poços de Caldas (MG). Sérgio Santos cantará sucessos da carreira que já conta com oito álbuns e soma mais de 20 anos de parceria com Paulo Cesar Pinheiro a partir das 10 horas do domingo, 5 de julho, no pátio da estação ferroviária da cidade, com entrada franca. No palco que ele ocupará, Wolf e Jucilene já receberam neste ano Ceumar, Kleiton e Kledir, Filó Machado e Zé Renato, entre outros músicos e artistas. Antes da apresentação de Sérgio Santos, haverá uma abertura com Marcelo Machado (Itajubá/MG), violonista e arranjador, e Osmar Fontes Júnior (Santos Dumont/MG), pianista, arranjador, professor e compositor.

Continue Lendo “Sérgio Santos encerra projeto Composição Ferroviária, em Poços de Caldas (MG) apresentando sucessos de oito álbuns”

Centro Cultural Casarão terá Flautins Matuá e Sexteto Clariô (SC) em nova rodada do Dandô-Dércio Marques

dando clario

O grupo Flautins Matuá será anfitrião de uma nova rodada do Dandô Circuito de Música Dércio Marques programada para esta quinta-feira, 18, a partir das 20 horas, quando receberá o catarinense Sexteto Clariô, no Espaço Cultural Casarão, situado no distrito de Barão Geraldo (Campinas/SP). O Flautins Matuá atua desde 2002, formado da vontade de seus integrantes em aprender a tocar pífano e de pesquisar as brincadeiras tradicionais brasileiras. Ex-alunos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Fernando Tocha (pífano e flauta transversal); João Arruda (viola); Marina Reiter (percussão); Franco Galvão (zabumba) e Bruno Dutra (pífanos) desde então já percorreram cidades do país e excursionaram mundo a fora, passando por países como Itália e França.

Já o Sexteto Clariô destaca-se pelo tratamento atualizado em seus arranjos e instrumentação, empregando instrumentos associados à cultura popular brasileira (viola brasileira, rabeca e pífano)  e à música urbana e de concerto (violino, violoncelo, viola de arco, saxofone e flauta transversal). O repertório reúne temas ligados ao Brasil rural e aos ritmos ibéricos, com o intuito de divulgar as vertentes da música brasileira em que as fronteiras entre o popular e o erudito se divergem e se renovam na base das tradições. A escolha do repertório deste espetáculo buscou reunir influências de autores com práticas composicionais diversas, como, por exemplo, César Guerra Peixe, Tião Carreiro, Almir Sater, Elomar Figueira Mello e músicas autorais. Formam o sexteto de Florianópolis Caio de Souza (viola caipira), Marcelo Portela (violão 7 cordas, cavaquinho e rabeca), Jorge Linemburg (violino e rabeca), Tácio Vieira (violoncelo), Fábio Mello (flauta transversal, pífano e sax soprano) e Guilherme Tebet (percussão).

Continue Lendo “Centro Cultural Casarão terá Flautins Matuá e Sexteto Clariô (SC) em nova rodada do Dandô-Dércio Marques”

Edição especial do Arreuni! teve João Arruda, Levi Ramiro, Consuelo de Paula e Katya Teixeira, acompanhados por Esther Alves e Yandara Pimentel

arreuni taquaral 1

O Barulho d’água Música acompanhou na tarde de domingo, 24 de maio, a edição especial do Arreuni! realizado na concha acústica do Parque do Taquaral (Campinas/SP), promovido pelo cantor e compositor João Arruda. Além do anfitrião fizeram parte da cantoria, convidados por ele, Katya Teixeira, Consuelo de Paula e Levi Ramiro. Os quatro cantaram e tocaram músicas de suas carreiras acompanhados por Esther Alves (flauta e triângulo) e Yandara Pimentel (percussão). Uma das canções, Beira de folha, ainda inédita, tem assinatura de João Arruda e Consuelo de Paula. A Levi Ramiro coube a única música instrumental do repertório, Vaquejada, que ele gravou no recém lançado Remanso

Continue Lendo “Edição especial do Arreuni! teve João Arruda, Levi Ramiro, Consuelo de Paula e Katya Teixeira, acompanhados por Esther Alves e Yandara Pimentel”