Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!


3 Comentários

1019 – Com mais de 40 anos, A Tábua de Esmeralda ainda é a joia da coroa de Jorge Ben (Jor) e um dos melhores discos do país*

*Com Matheus Pimentel, do blogue Sala 33, e Vinícius Castro, do blogue Fita Bruta

O Barulho d’água Música retoma a série Clássico do Mês que, nesta edição, a terceira desde dezembro do ano passado, será dedicada à A Tabua de Esmeralda, considerado até hoje a joia da coroa do carioquíssimo à época do lançamento ainda Jorge Ben, passados mais de quatro décadas da gravação, em 1974. A Tábua de Esmeralda, de acordo com Matheus Pimentel, do blogue Sala 33, é um dos discos mais impressionantes e originais de que a música brasileira já teve notícia. Pimentel destaca em artigo publicado em novembro de 2014 que a estranheza e o encanto começavam logo no título [do álbum] e crava, que, para muitos, o cantor e compositor atingiu seu ápice com esse vinil, classificado como o sexto melhor na famosa lista da revista Rolling Stones Brasil Os 100 maiores discos da música brasileira.

Continuar lendo

Anúncios


Deixe um comentário

Destaque do projeto “A Serra que toca”, hoje é aniversário do músico, professor e regente Braz da Viola (MG)

Braz e Inezita

Com Inezita Barroso, com quem trabalhou e dedicou Feito na Roça, álbum no qual Braz da Viola à frente da Orquestra de Violas Caipira conta com participações de Zé Mulato e Cassiano, Pereira da Viola, Paulo Freire, além da própria rainha da música caipira interpretando Lampião de Gaz

Hoje, 10, o abraço de aniversário do Barulho d’água Música vai até Penedo (RJ), agradável localidade fluminense ao encontro de Braz da Viola, violeiro, regente, luthier e professor que trabalha em salas de aula desde 1990, período durante o qual desenvolveu métodos próprios de ensino, editados em forma de livros, CDs e vídeo aulas em VHS e DVD. Natural de Consolação (MG), Braz da Viola ministrou oficinas dentro do projeto Violeiros do Brasil no SESC Pompeia, em São Paulo, e nas unidades desta entidade em Catanduva, São Carlos, Bauru, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto, além do Festival de Música de Ourinhos (SP), Londrina (PR), Itamonte (MG), Itapeva (SP) e dentro do FESTIVALE, no Vale do Jequitinhonha em Bocaiúva (MG) e Montes Claros (MG) dentro da programação do festival de folclore.

Continuar lendo