674 – Canções de São Francisco, novo álbum de Gustavo Guimarães (MG), celebra a fraternidade, o amor à frugalidade e à natureza

 

ENCARTE1 (2)
Gustavo Guimarães é natural de Diamantina e e está radicado em Belo Horizonte (MG) Foto: Paulo Tadeu Pinto

Há dois dias, em 4 de outubro, domingo, ocorreu a data dedicada ao louvor de um dos santos mais amados e singelos do Catolicismo, mas que encontra seguidores e admiradores também entre outros panteões pelos valores universais que praticava: São Francisco de Assis. Frade franciscano que teve o hábito da pregação itinerante e marcado pelo despojamento que marcou sua vida (*Assis, 5 de julho de 1182 , — +3 de outubro de 1226), São Francisco de Assis inspirou o violeiro e compositor Gustavo Guimarães a promover um novo trabalho, o álbum Canções de São Francisco, com 14 composições próprias nas quais cantam ideias e visões de mundo do santo sinônimo de simplicidade, respeito à natureza e amor a todas as criaturas. 

Continue Lendo “674 – Canções de São Francisco, novo álbum de Gustavo Guimarães (MG), celebra a fraternidade, o amor à frugalidade e à natureza”

Anúncios

660 – Wilson Dias (MG) canta na terra natal, Olhos d’água, e visita São Caetano e Sampa, em outubro

Amigos e seguidores: 

Confiram abaixo a agenda de shows do cantor e compositor de Olhos d’água (MG), residente em Belo Horizonte. Wilson Dias traz em sua bagagem a musicalidade e os ensinamentos da nossa cultura popular, um som enraizado no Brasil profundo. Desenvolveu trabalhos em parceria com Pereira da Viola e João Evangelista Rodrigues, resultando em dois projetos: o Bate Pilão, que celebra a cultura popular, com seus ritmos e suas danças, e o álbum Pote – a melodia do chão, lançado em outubro de 2010. Participa também do projeto Vivaviola, que reúne nomes da autêntica viola caipira de dez cordas, em Minas Gerais (Pereira da Viola, Bilora, Joaci Ornelas e Gustavo Guimarães) lançado em outubro de 2008. Esse trabalho resultou em dois álbuns homônimos e que ganharam turnês pelas cidades pelas Alterosas. A discografia autoral é formada por seis álbuns, dos quais o mais recente é Lume, feito em parceria com Déa Trancoso, o talentoso e multi-instrumentista André Siqueira e com a participação de Ná Ozetti, entre outros músicos de primeira. Muitas das letras são de autoria de Wilson Dias com João Evangelista Rodrigues, com o acréscimo de Pereira da Viola para deixar a obra mais bela! 

 

wilson dias outubro

 

Wilson Dias canta para Fernando Brant e recorda Cesaria Evora e Cora Coralina em projeto Música no Mercado (SP)

wdiasartemercado

O cantor e compositor Wilson Dias, mineiro de Olhos d’água residente em Beagá, fez na quinta-feira, 18,  homenagem das mais marcantes ao conterrâneo Fernando Brant, um dos baluartes do Clube da Esquina e dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos, que há uma semana morreu na capital mineira, vítima de complicações após uma intervenção cirúrgica para transplante de fígado, aos 68 anos. Em sua passagem por São Paulo convidado pela unidade Carmo do Sesc para se apresentar na praça do Mercado Municipal, na zona cerealista do Centro paulistano, Wilson Dias cantou Promessas do Sol, sucesso de Brant e  Milton Nascimento gravado por Bituca em Gerais.  

Continue Lendo “Wilson Dias canta para Fernando Brant e recorda Cesaria Evora e Cora Coralina em projeto Música no Mercado (SP)”

Bilora, violeiro de Santa Helena de Minas campeão de festivais, faz aniversário hoje

Bilora Violeiro arte
Bilora travou os primeiros contatos com a cultura popular por meio de folias, batuques, cantigas de roda, contradanças, festas juninas e literatura de cordel. Cantor e compositor, ele já gravou três álbuns e integra o sexteto VivaViola (Foto: Marcelino Lima, Encontro Nacional de Violeiros, SP, nov.2014)

Hoje, 29 de abril, o Barulho d’água Música registra o aniversário do músico Bilora, violeiro natural de Santa Helena de Minas, cidade encravada no Vale do Mucuri (MG), situada na divisa com o sul da Bahia. Atualmente morador de Contagem, Grande Belo Horizonte, na região onde nasceu Bilora travou os primeiros contatos com a cultura popular por meio de folias, batuques, cantigas de roda, contradanças, festas juninas e literatura de cordel. Cantor e compositor, ele já gravou  três álbuns, entre os quais o mais recente, Balanciô.  

Continue Lendo “Bilora, violeiro de Santa Helena de Minas campeão de festivais, faz aniversário hoje”

Teatro da Assembleia Legislativa de BH recebe violeiro Gustavo Guimarães (MG)

gustavo guimarães
Gustavo Guimarães traz em suas composições elementos do cerrado embalados por ritmos como folia de reis e congada, com uma saborosa pitada de folk (Foto: Marcelino Lima)

 

Gustavo Guimarães, violeiro cantor e compositor de Diamantina (MG), vai cantar músicas autorais e clássicos da viola caipira nesta sexta-feira, 20, no teatro da Assembleia Legislativa, em BH. A cantoria está prevista para começar às 19h30, com as participações de Pedro Gomes (baixo), Wallace Gomes (violão), e Eros Fresic (percussão). Maria Célia (voz), Dorinha (voz) e Carlos Máximo (violão) subirão ao palco como convidados.

Continue Lendo “Teatro da Assembleia Legislativa de BH recebe violeiro Gustavo Guimarães (MG)”

São Chico das Violas (SP) caminha para o final, mas ainda tem Zeca Collares, e, depois, Adriana Faria

zeca collares arte
Zeca Collares, mineiro radicado em Sorocaba, mistura nas cordas de sua viola música de raiz, barroca e jazz (Foto: Marcelino Lima)

Zeca Collares dará sequência neste sábado, 24, ao Festival São Chico das Violas, que está rolando desde 3 de janeiro no acolhedor distrito de São Francisco Xavier, em São José dos Campos (SP). A apresentação, como nas vezes anteriores, começará às 21h30, no Largo São Sebastião, 105, com o ingresso ao custo de R$ 15,00. Promotora do festival, a Photozofia Cozinha e Arte abriu o São Chico com o casal Oswaldinho e Marisa Viana, e, no dia 10, reservou o palco para Ricardo Vignini. Em 7 de janeiro, João Lucas e Léo passaram pelo palco. A programação será encerrada no dia 31, com Adriana Faria.

Continue Lendo “São Chico das Violas (SP) caminha para o final, mas ainda tem Zeca Collares, e, depois, Adriana Faria”

Bambas da viola brasileira encontram-se na Galeria Olido, em São Paulo

Matuto e Indio
Matuto Moderno e Índio Cachoeira (Fotos: Marcelino Lima)

Entre os dias 27 e 29 de novembro quem esteve na Galeria Olido, situada no centro de São Paulo, teve a oportunidade de prestigiar mais uma edição do Encontro Nacional de Violeiros, que há oito anos não ocorria depois de ter sido organizado em Ribeirão Preto. O evento na Capital paulista foi promovido pela Secretaria Municipal de Cultura e reuniu no palco do antigo cinema parte dos mais expressivos cantores, compositores e expoentes do país que se dedicam à transmissão, à preservação e à divulgação de valores vinculados à viola de dez cordas, seja por meio de sua vertente caipira ou regional, permitindo a plateia conhecer variados ritmos e toques numa verdadeira ode à cultura popular.

Continue Lendo “Bambas da viola brasileira encontram-se na Galeria Olido, em São Paulo”

Mineiro de Salinas, Joaci Ornelas completa mais um ano de vida hoje

Joaci Ornelas é natural de Salinas (MG)
Joaci Ornelas é natural de Salinas (MG)

Hoje, 16 de setembro, está fazendo aniversário o músico Joaci Ornelas, mais uma pedra preciosa entre as tantas joias que Minas Gerais dá ao país entre tantos virtuosos violeiros, cantores e compositores. Joaci Ornelas nasceu em Salinas, município do Vale do Jequitinhonha, de onde saiu para Belo Horizonte. Na capital mineira, desenvolveu estudou de teoria musical, harmonia e história da música na Escola de Artes. Com os professores Adalberto Santos e Tássio Moreira aprendeu as técnicas de dedilhar o violão. Depois, influenciado pelos violeiros Roberto Corrêa, Zé Coco do Riacho, Tião Carreiro e Renato Andrade, e por mestres e foliões do norte de Minas, tornou-se autodidata em viola caipira.

Continue Lendo “Mineiro de Salinas, Joaci Ornelas completa mais um ano de vida hoje”

Lume de Olhos d’ Água, pedra de encanto e de belezas

1452095_624636800934027_276959633_n
Exemplar de “Lume”, lançado em BH, em novembro de 2013, autografado com carinho pelo querido Wilson Dias

 

Resgato do meu Facebook este texto de novembro de 2013:

Olha ai, galera, o que me esperava em casa quando cheguei do trabalho hoje: O novo álbum do violeiro Wilson Dias,Lume“, o sexto da carreira! O disco, que estou curtindo agora, foi feito em parceria com a querida Déa Trancoso, o talentoso e multinstrumentista André Siqueira e ainda tem a participação de Ná Ozetti, entre outros músicos de primeira. Muitas das letras são de autoria do Wilson com o João Evangelista Rodrigues, com o qual o mineiro de Miradouro (antiga Olhos d’Água) já trabalhou em “Pote“, ainda com o acréscimo do Pereira da Viola para deixar aquela obra mais bela! Wilson Dias está, atualmente, em Belo Horizonte, onde lançará “Lume”, oficialmente, na noite de quarta-feira, 20 de novembro, no Sesc Palladium. Toda esta gente boa citada nas linhas acima lá estará. Eu também estaria caso não tivesse por aqui minhas obrigações profissionais, que pena!

Meu exemplar de “Lume” baixou aqui autografado, e não veio só, não! No mesmo pacotim que os Correios entregaram acompanhavam-no um exemplar de “Outras Estórias” e de “Pequenas Histórias“, primeiros trabalhos do Wilson Dias, para completar minha coleção dele que já tinha “Mucuta” e “Picuá“, além de “Pote” e o “Viva Viola” — este reunindo timaço no qual ele compartilha o palco com Pereira da Viola, Bilora, Joaci Ornelas, Gustavo Guimarães e ainda Chico Lobo, uau, uai!

Bom, agora, se os amigos me dão licença, vou curtir estas preciosidades, ouvi-las até enjoar, se isto, claro, for possível. Obrigado Wilson Dias, Déa Trancoso, André Siqueira, Pedro Henrique Gomes, Nilce e pessoal da Picuá Produções! Parabéns a todos por mais esta pedra preciosa, repleta de luz e belezas, de lume, propriamente dito. Casa cheia os aguarde e os aplauda na quarta-feira, em BH, queridos. E que este “Lume” alumie por aqui, e por acolá também!

Nota: “Deus é violeiro”, de Wilson Dias e do João Evangelista Rodrigues, abre o Lume: assista aqui a apresentação dela ao programa Sr. Brasil, de Rolando Boldrin:

Marcelino Lima, Wilson Dias e Katya Teixeira, após show dele no SESC Consolação (agosto 2013). Na plateia estiveram ainda Levi Ramiro e Julio Santin.