1031 – Visite o blogue Eu Ovo, baixe grátis cem discos e conheça os dois ótimos trabalhos do Sertanília (BA)

Grupo de Salvador fundado há oito anos é um dos destaques do Barulho d’água entre os álbuns disponibilizados para downloads no site que traz expoentes da música nacional e muita gente boa “fora da caixinha” 

Marcelino Lima

O blogue Eu Ovo publicou em fevereiro uma retrospectiva de 100 álbuns disponibilizados para serem baixados “no vasco” por cantores, duplas e bandas, a maioria situada fora do quadradinho e se criando pelas próprias pernas, longe dos palcos que formam o circuito considerado top — o que poderíamos aqui tratar por jet set, aquele meiozinho calhorda e sacana no qual distribuir e receber jabá é mais antigo que a Ave Maria. A sexta lista anual do veículo que resiste na blogosfera desde 2006, traz, também, entre tantas e ótimas opções, nomes que já começam a merecer mais atenção e estão saindo do ostracismo como Juçara Marçal, que contribui com Sambas do Absurdo, coproduzido com o compositor Rodrigo Campos e o produtor Gui Amabis. Com canções de Campos a partir de letras de Nuno Ramos, o coordenador do Eu Ovo destaca que Sambas do Absurdo “já pode ser considerado como novo clássico da música brasileira”. Alberto Salgado, vencedor no ano passado do 28º Prêmio da Música Brasileira com Cabaça d’água (melhor disco da categoria Regional) também está presente, ao lado de outros candangos da hora como Túlio Borges (Cutuca Meu Peito Incutucável) e Nathália Lima (Flor do Tempo). Continue Lendo “1031 – Visite o blogue Eu Ovo, baixe grátis cem discos e conheça os dois ótimos trabalhos do Sertanília (BA)”

Anúncios

953 – Fernanda de Paula e Zé Modesto se encontram em Sampa e promovem show para espalhar belezas e cantar a vida

A cantora Fernanda de Paula (MG) protagonizará o Home Concert Experience programado pelo Spiritual Mindstyle Sohá para começar a partir das 18 horas e se estender até às 21 horas do domingo, 21. Fernanda de Paula tocará violão e percussão e aos que comparecem prepara histórias pessoais e músicas inéditas, destacando que terá a companhia do cantor e compositor paulistano Zé Modesto. O Duo Lume abrirá a apresentação planejada para transcorrer em clima de roda de fogueira, em ambiente acolhedor envolto em luzes, estampas, cores e cheiros de flores, bebidas e comidas saudáveis. “Venha ajudar a gente a espalhar belezas e cantar a vida”, convida Fernanda. “O espaço é pequeno, mas nele cabe o universo todo”, emenda. “Tenho certeza que todos sairemos melhores de lá”.

Continue Lendo “953 – Fernanda de Paula e Zé Modesto se encontram em Sampa e promovem show para espalhar belezas e cantar a vida”

915- USP lança revista/dossiê com onze artigos sobre MPB, com coordenação do violeiro Ivan Vilela

A Superintendência de Comunicação Social da USP (Universidade de São Paulo) lançou neste mês de fevereiro a edição 111 da Revista USP, cujas 180 páginas oferecem aos leitores, aos estudantes, aos acadêmicos, aos artistas e ao público afins um dossiê sobre a MPB. Os textos da publicação, organizados pelo violeiro Ivan Vilela, professor da Escola de Comunicações e Artes (ECA), são assinados por ele e mais dez professores e pesquisadores da Universidade que também gravaram vídeos para o Jornal da USP nos quais expõem ideias e abordam desdobramentos sociais e técnicos da música popular brasileira, tão apreciada ao redor do mundo, mas pouco estudada nas universidades. “O conhecimento da música brasileira pode nos trazer um outro olhar sobre nós mesmos, sobre a nossa história, sobre nossa formação cultural”, afirma Ivan Vilela, autor de Canonizações e esquecimentos na música popular brasileira. “No entanto, nossas escolas de música são, na grande maioria, escolas de música clássica europeia”, lamenta-se o coordenador.

Continue Lendo “915- USP lança revista/dossiê com onze artigos sobre MPB, com coordenação do violeiro Ivan Vilela”

Zé Modesto, historiador e poeta paulistano, um dos esteios da (rara) boa música, receba nossos parabéns pelo aniversário!

zé modesto

O Barulho d’água Música registra que hoje, 29 de julho, é aniversário do cantor e compositor Zé Modesto,  paulistano formado em História pela Universidade de São Paulo. Zé Modesto é autor dos álbuns, Esteio, Xiló e Aos Pés do Ouvido e, entre outros parceiros, tem os amigos de estrada Renato Braz, Marcelo Pretto, Mario Gil, Juçara Marçal, Carol Ladeira e Ceumar.  Estudioso da canção brasileira, aprecia choros antigos, sambas e serestas que aprendeu a curtir desde menino influenciado pelo clarinete do pai e pelo violão tenor do avô, ao qual dedicou Esteio.
O repertório de Zé Modesto é um dos mais marcantes pela beleza e pela simplicidade embaladas em delicadas poesias e expresso por meio de benditos, ladainhas, capoeiras e folias que remetem ao universo mineiro, principal manancial de sua criação. O aniversariante ainda bebe nas fontes do samba das tonalidades urbanas indissociáveis de sua alma paulistana.

Continue Lendo “Zé Modesto, historiador e poeta paulistano, um dos esteios da (rara) boa música, receba nossos parabéns pelo aniversário!”

Vicente Barreto (BA) volta a gravar após uma década e lança Cambaco, com participações da nova vanguarda paulistana

Após um hiato de 10 anos sem gravar, o músico Vicente Barreto (Salgadália/Conceição do Coité, BA) lançará neste dia 28 de junho Cambaco, trabalho no qual se apresentará  (muito bem) acompanhado por amigos da turma da nova cena paulistana. Cambaco, em dialeto moçambicano changana, significa elefante velho e sábio (um sonho de todos os caçadores!) que, segundo a lenda, isola-se para morrer sozinho. Reinventando-se cambaco, Vicente Barreto ressurge em dez canções e um tema instrumental invertendo a sina, e trai a lenda: ao contrário de se isolar, prefere a sorte de novos encontros e, no coletivo, a troca de saberes com novos amigos.  “Agora tenho um disco que me emociona, então quero fazer esse disco”, afirmou Vicente Barreto. “Só faço se me emocionar. Prefiro fazer poucos discos, mas que tenham o que dizer, que eu tenha o que dizer. Fazer música por fazer música eu não gosto.”
cambco 3
O disco será inicialmente lançado online neste dia 28, antes de ser disponibilizado em versão física. Décimo primeiro trabalho de Vicente Barreto, no time de Cambaco estão Manu Maltez, Kiko Dinucci, Rômulo Fróes, Rodrigo Campos e do filho do autor, Rafa Barreto. Marcelo Cabral assinou a produção e toca baixo (acústico e elétrico),  Vicente Barreto empunha o violão. Com as guitarras de Rodrigo Campos,  e a bateria confiada a Serginho Machado, os fãs e amigos do baiano ainda poderão curtir as participações de Juçara Marçal e Thiago França.

Vicente Barreto é parceiro de grandes nomes da música popular brasileira, entre eles, Vinícius de Morais, Gonzaguinha, Hermínio Bello de Carvalho, Elton Medeiros, Tom Zé, Paulo César Pinheiro, Alceu Valença e, mais recentemente, Paulinho Pedra Azul e Chico César. Consagrado no meio da música pelo seu disco Mão Direita, Vicente é compositor de canções como Tropicana e As Voltas que o Mundo Dá e já foi interpretado por cantoras como Ney Matogrosso, Elba Ramalho, Juçara Marçal e Mônica Salmaso.

Copie e cole o linque abaixo, ouça no Soundcloud a faixa título do álbum Cambaco e saiba mais sobre Vicente Barreto.

Cópia_de_segurança_de_Figura1
Vicente Barreto já lançou dez discos e é compositor de canções como Tropicana e As Voltas que o Mundo Dá; cantores como Ney Matogrosso, Elba Ramalho, Juçara Marçal e Mônica Salmaso já interpretaram suas músicas (Foto: José Holanda)

moinhoe

Manu Maltez leva ao SESC Pompeia trilha de filme no qual recorda pactos para tocar blues, tema consagrado em Crossroads

Diabo 2
Cena do filme de Manu Maltez cuja trilha sonora ele apresentará no SESC Pompeia (Fotos: Mayara Azzi)

Músico, artista plástico e escritor, Manu Maltez lançará O Diabo Era Mais Embaixo, um álbum de ficção em formato de vídeo (DVD) cujo conteúdo reúne música, cinema e animação. Show para apresentação da trilha sonora do filme está marcado para começar às 21 horas, em 18 de dezembro. Manu Maltez dividirá o palco do SESC Pompeia com Juçara Marçal, Zé Pitoco, além da banda formada por Rafa Barreto, Antônio Loureiro, Thaís Nicodemo, Anderson Quevedo, Maria Beraldo e Jaziel Gomes. 

Continue Lendo “Manu Maltez leva ao SESC Pompeia trilha de filme no qual recorda pactos para tocar blues, tema consagrado em Crossroads”

Alessandra Leão prepara trilogia de EP e lança o primeiro capítulo, Pedra de Sal, na Casa de Francisca

unnamed

A Casa de Francisca estará aberta nos dias 15 e 16 de outubro para o pré-lançamento de Pedra de Sal, primeiro capítulo do novo ciclo criativo de Alessandra Leão, batizado de Língua, que ela completará com mais dois (Aço e Língua), todos em formato EP. Pedra de Sal terá as participações de Caçapa, Rafa Barreto, Missionário José e Mestre Nico e, no dia 15, de Kiko Dinucci, Juçara Marçal e Sandra Ximenez . Alessandra assina a direção artística e a produção musical é de Caçapa. O disco sairá pela Garganta Records em parceria com a YB Music. Para conferir a atração a partir das 21h30, em ambas as datas, é necessário fazer reserva com antecedência pela página eletrônica http://www.casadefrancisca.art.br

 

http://http://vimeo.com/108772241