1192 – Chico Buarque (RJ) fatura Prêmio Camões pelo conjunto da obra e colaboração com o vernáculo

Autor de 17 álbuns, peças de teatro e romances que arrebataram o Jabuti é o 13º brasileiro a ganhar a honraria instituída em 1989 e em cuja lista constam João Cabral e Jorge Amado

O compositor, cantor e escritor Chico Buarque é o vencedor do 31º Prêmio Camões, considerado o mais importante troféu literário da Língua Portuguesa. O carioca é primeiro autor ligado á música e o 13º brasileiro a figurar na ilustre lista que entre os compatriotas inclui João Cabral de Melo Neto (1990), Rachel de Queiroz (1993), Jorge Amado (1994), Antonio Candido (1998), Autran Dourado (2000), Rubem Fonseca (2003), Lygia Fagundes Telles (2005), João Ubaldo Ribeiro (2008), Ferreira Gullar (2010), Dalton Trevisan (2012), Alberto da Costa e Silva (2014) e Raduan Nassar (2016). No mesmo panteão Chico Buarque fará companhia a ganhadores como o português José Saramago (1995), o moçambicano Mia Couto (2013), e  Germano Almeida, escritor de Cabo Verde, consagrado em 2018¹.

A decisão a favor do autor do romance Leite Derramado e de sucessos como Construção saiu na terça-feira, 21 de maio, durante reunião realizada na Biblioteca Nacional, no Centro da cidade do Rio de Janeiro (RJ) da qual participaram representantes do Ministério da Cultura de Portugal e da comunidade artística africana².

Continue Lendo “1192 – Chico Buarque (RJ) fatura Prêmio Camões pelo conjunto da obra e colaboração com o vernáculo”

Inezita Barroso completa hoje 90 anos cultuada como rainha da música caipira e consagrada em carreira que também passa pelo cinema

inezitaww

Ignez Magdalena Aranha de Lima Barroso está completando hoje, 4 de março, 90 anos. Pelo nome de batismo, ao qual acrescentou Barroso ao se casar com o advogado cearense Adolfo Cabral Barroso, poucos saberão que a ilustre aniversariante natural da Barra Funda, bairro da zona Oeste de São Paulo, é a apresentadora Inezita Barroso. Desde 1980 à frente do programa Viola Minha Viola, um dos campeões do gênero caipira, levado ao ar pela TV Cultura para todo o país, ela é cultuada como rainha desta autêntica vertente da música de raiz.

 Inezita Barroso abraçou a carreira musical em 1953, dois anos antes de gravar o primeiro de pelo menos 80 dos seus álbuns e quando já era admirada no cinema por protagonizar filmes como Ângela, O Craque, Carnaval em Lá Maior e Isto É São Paulo.

O primeiro disco abriu de pronto as portas para o sucesso como cantora e interprete de clássicos tais quais Ronda, de Paulo Vanzolini, e Moda da Pinga, de Ochelsis Laureano e Raul Torres. Doutora Honoris Causa em Folclore Brasileiro pela Unicapital (SP), Inezita possui entre outros prêmios e comendas o do Governador do Estado e o Saci, ambos de melhor atriz pela atuação em Mulher de Verdade (1955). Em 2010, recebeu o Troféu APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) em MPB.

Ilustre e imortal

Neste ano Inezita Barroso deverá entrar para a Associação Paulista de Letras (APL), entidade fundada há 105 anos. Ocupará a cadeira número 22, antes destinada à folclorista, poetisa, cronista e contista Ruth Guimarães (Cachoeira Paulista, 13 de junho de 1920 – Cachoeira Paulista, 21 de maio de 2014). Entre os companheiros ilustres na APL,  a paulistana terá os escritores Ignácio de Loyola Brandão, Lygia Fagundes Telles e Ruth Rocha, o novelista Walcyr Carrasco, o desenhista Maurício de Sousa, o maestro Júlio Medaglia e o ator Juca de Oliveira.

 

pixabay a

 

Inezita Barroso assumirá cadeira na Associação Paulista de Letras ao completar 90 anos, em março

 

inezitaww
Inezita Barroso, paulistana da Barra Funda, substituirá Ruth Guimarães, de Cachoeira Paulista. Como a “Rainha da Música Caipira” e apresentadora do Viola Minha Viola, Ruth era folclorista e titular da cadeira 22 da APL

A apresentadora Inezita Barroso, desde 1980 à frente do programa Viola Minha Viola, vai ocupar a cadeira 22 da Academia Paulista de Letras a partir de 2015 e pretende que a posse ocorra no dia do seu aniversário de 90 anos, em 4 de março. A rainha da autêntica música caipira substituirá a folclorista, poetisa, cronista e contista Ruth Guimarães (Cachoeira Paulista, 13 de junho de 1920 – Cachoeira Paulista, 21 de maio de 2014).

Continue Lendo “Inezita Barroso assumirá cadeira na Associação Paulista de Letras ao completar 90 anos, em março”