Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!


Deixe um comentário

1023 – Cantorias e viola caipira vão animar domingos em Beagá (MG), entre fevereiro e julho.

A Picuá Produções Artísticas, estabelecida em Belo Horizonte (MG), promoverá a partir deste mês seu novo projeto, Viola de Feira, por meio do qual pretende fomentar e difundir a música de viola caipira oferecendo concertos mensais que transcorrerão no Centro Cultural Padre Eustáquio. Durante as apresentações, ponteado por dois ases do estado a cada nova rodada, o instrumento de dez cordas será a maior atração. O local escolhido é estratégico, pois atende a toda a região Noroeste da Capital mineira; anexa ao Centro Cultural é promovida a Feira Coberta — tradicional evento e ponto de encontro de belo-horizontinos que, portanto, constituem ótima oportunidade para feirenses e público em compras entrar em contato com a verdadeira cultura de raiz.

Continuar lendo

Anúncios


Deixe um comentário

986 – Considerado “maldito” no início da carreira, Luiz Melodia conquistou o mundo com a insubmissão nata e deixa aos fãs discografia com 16 álbuns

O Barulho d’água música se solidariza à dor dos amigos, fãs e familiares do cantor, compositor e músico carioca Luiz Melodia (Luiz Carlos dos Santos), que morreu hoje, 4 de agosto, na cidade natal do Rio de Janeiro (RJ), aos 66 anos, por complicações causadas pelo câncer, de medula óssea, que combatia. Melodia estava internado no hospital Quinta D’Or e entrou em óbito por volta das 5 horas, desfecho que tentou evitar chegando a se submeter a um transplante do órgão atacado pela doença e à sessões de quimiteorapia, às quais, no entanto, o organismo dele não respondeu favoravelmente. O sepultamento está previsto para este sábado, 5, às 10 horas, no Cemitério do Catumbi, após velório na quadra da Escola de Samba Estácio de Sá.

Continuar lendo


Deixe um comentário

980 – Em noite de homenagem a Ney Matogrosso, “Raiz Forte” rende troféu do 28º PMB a Ana Paula da Silva (SC)

A cantora Ana Paula da Silva (Joinville/SC) é uma das vencedoras do 28º Prêmio da Música Brasileira (PMB) e recebeu o troféu de Melhor Cantora da categoria Regional com o álbum Reza Forte na noite de quarta-feira, 19, em cerimônia promovida no Theatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ). Nesta edição o tradicional evento homenageou Ney Matogrosso e entre outros também premiou nomes consagrados do cenário nacional tais quais Alceu Valença, Ivete Sangalo, Maria Bethânia, Elza Soares, Tom Zé, Zeca Pagodinho, a dupla Zé Mulato & Cassiano e o grupo MPB 4, além de gente e trabalhos muito bons que despontam no meio regional e independente, tais quais Alberto Salgado, Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz, Saulo Duarte e a Unidade, Baiana System e Alessandra Maestrini.

Continuar lendo


Deixe um comentário

933 – Forte Piano do Sesc Ipiranga recebe o renomado arranjador e compositor Laércio de Freitas

O consagrado pianista, compositor e arranjador Laércio de Freitas está escalado para abrilhantar a segunda rodada do projeto Forte Piano, que a unidade Ipiranga do Sesc da cidade de São Paulo inaugurou em 9 de abril, com a apresentação de Bailado, espetáculo que reuniu o pianista Daniel Grajew e o contrabaixista Marcos Paiva. A rara oportunidade de ver e ouvir Laércio de Freitas, pianista da lendária Orquestra Tabajara, do Sexteto de Radamés Gnatalli e autor de cinco discos solos lançados, sem contar dezenas de arranjos executados por grandes intérpretes e orquestras, está programada para começar às 18 horas do domingo de Páscoa, 16 de abril (veja a guia Serviços).

Continuar lendo


Deixe um comentário

895 – Estreia em Porto Alegre (RS) “Violas ao Sul”, projeto para difusão da música gaúcha e clássicos do cancioneiro nacional

A Fundação Ecarta reservou o palco onde está acostumada a receber em Porto Alegre (RS) grandes talentos da resistência cultural gaúcha para o primeiro concerto, transcorrido na noite do sábado, 25, do grupo Violas ao Sul, reunião de quatro violeiros, quatro vertentes, quatro mentes e quatro corações que se dedicam à guerrilha artística por meio da música. Valdir Verona, Mário Tressoldi, Angelo Primon e Oly Júnior têm a viola de 10 cordas permeando seus trabalhos ao longo dos anos e agora, juntos, irão se dedicar à apresentação de canções autorais, clássicos do cancioneiro gaúcho e brasileiro, bem como da música contemporânea. No programa de estreia constaram Milonga Blues e Desculpe Meu Filho (Oly Júnior), Das Bandas do Poente e Chamamé Blues (Valdir Verona), 10 de Fole (Angelo Primon), Violas do Sul do Brasil (Chico Saga/Mário Tressoldi), Na Volta que o Mundo Dá (Vicente Barreto/Paulo Cesar Pinheiro), Lamento (Fernando Reis Júnior), Maré Baixa (Ivo Ladislau/Mauro Moraes), Portas dos Sonhos (Mário Barbará/Sérgio Napp), Cantiga de Eira (Barbosa Lessa) e Os Homens de Preto (Paulo Ruschel).

Continuar lendo


Deixe um comentário

890 – Karine Telles (MG) recebe Luizinho 7 Cordas e Renato Braz para cantar “Flor do Samba”, em Sampa

A mineira Karine Telles cantará nesta sexta-feira, 24, musicas de Flor do Samba, a partir das 21 horas, na unidade Pompeia do Sesc de São Paulo. Durante a apresentação, a uberlandense radicada em São Paulo pretende universalizar temas do estado natal, Minas Gerais, mesclando às canções do primeiro álbum sucessos consagradas da MPB. Flor do Samba, segundo Karine Telles, consumou em 2011 o projeto de ser ponte para novos mercados da produção de compositores da região do Triângulo Mineiro, por meio de uma leitura de músicos paulistas que não conheciam aqueles compositores. Participam do disco Virgílio Azevedo, Sueli Telles, Paulo Cesar Nunes, Renato Braz, Wagner Dias, João do Vale, Consuelo de Paula, Monalisa Lins, Mauro Mendes e Carlin de Almeida. Morro Velho e Canção Amiga, de Milton Nascimento, e Por que Razão, composta por Eduardo Gudin e Toquinho, além  da composição autoral, Criança da Rua, também integrarão o repertório preparado para o Sesc Pompeia.

Flor do Samba contará com as participações no palco dos músicos Luizinho 7 Cordas (violão 7 Cordas e direção musical), Renato Braz (violão 6 cordas), João Poleto (flauta e sax), Ricardo Valverde (percussão) e Bré (percussão). O disco saiu com recursos da Lei de Incentivo à Cultura por meio da empresa Sankhya, com participações especiais de Luizinho 7 Cordas, Oswaldinho do Acordeon e Coral de Crianças da Casa do Caminho do bairro Joana Darc, entre outros ilustres convidados. Em show de lançamento em sua cidade natal no dia 1 de dezembro de 2011, véspera do Dia do Samba, Karine Telles contou com direção do diretor teatral Elias Andreato, timoneiro de muitos mares navegados e que já conduziu palcos estrelados por Maria Bethânia, Paulo Autran e Marília Pera.

ktellesdisco

Em Sampa, entre outros eventos e atividades, Karine Telles já se  apresentou ao lado de Adriana Moreira, Ilana Volcov, e Karina Ninni em show de tributo ao compositor Nelson Cavaquinho, cujo nascimento completava 100 anos, no Centro Cultural São Paulo. Em Notícias dum Brasil 4,  de Eduardo Gudin,  interpreta Tempo de Espera mostrando, enfim, ao público o samba que Gudin e Paulo César Pinheiro tinham na gaveta desde a década de 1980 e era inédito em disco. Karine Telles forma Notícias dum Brasil com Cezinha Oliveira, Ilana Volcov, Karine Telles, Mauríciso Sant’Anna, Ewerton de Almeida, Jorginho Cebion, Osvaldo Reis e Raphael Moreira, além de cantar com Renato Braz, outro egresso das fileiras de Gudin, Água de Minha Sede (Dudu Nobre/ Roque Ferreira), entre outras.


Deixe um comentário

863 – Morre Fernando Faro, timoneiro e criador do “Ensaio”, programa intimista dedicado à música brasileira

O programa Ensaio ficou sem seu timoneiro e idealizador Fernando Faro, que morreu na noite de domingo, 24 de abril, vítima de infecção pulmonar, aos 88 anos, em São Paulo. Jornalista, produtor musical e diretor também conhecido por Baixo, Fernando Faro dera entrada há três meses acometido por desidratação no hospital onde veio a óbito. O velório se estenderá até por volta das 17 horas quando o corpo deverá ser sepultado no Cemitério do Araçá. De acordo com nota publicada em redes sociais assinada pela produção do programa, o Ensaio começou em 1969, na extinta TV Tupi. Entre 1972 e 1975, virou MPB Especial e passou a preencher a grade da TV Cultura. Ainda nesta canal da Fundação Padre Anchieta, em 1990, retomou o nome original e desde então pôs no ar pelo menos 700 edições. 

Continuar lendo