1063 – Pedro Vaz (SP/GO) comemora quinze anos de carreira com álbum de viola instrumental

Paulistano que adotou Goiânia e marca presença em Brasília como músico, maestro e professor profissionalizante explora diversas sonoridades em álbum com 12 faixas com participações de Pedro Macedo, Thomas Roher, André Rass e Milla Tuli

Marcelino Lima

Pedro Vazvioleiro e compositor paulistano, goiano de coração e músico dos mais destacados na atual cena cultural de Brasília (DF) e do Planalto Central, está comemorando 15 anos de carreira com o lançamento do primeiro álbum solo, Dê Espaço ao Tempo. Com 12 faixas instrumentais nas quais dá seu recado com a viola caipira – companheira de estrada já há dez anos -, o disco produzido por Ricardo Vignini no estúdio Bojo Elétrico (SP) é uma síntese de belos arranjos e composições do músico que já foi pupilo dos mestres Roberto Corrêa e Marcos Mesquita, graduou-se em Música pela Universidade de Brasília (UnB), tocou guitarra e percussão e, atualmente, é professor  do CEP/EMB – Escola de Música de Brasília, além de maestro da Orquestra Roda de Viola — entre outros projetos e participações em grupos de referência como Cega Machado, Caboclo Roxos, Banda Judas e Encontro Violado.

Continue Lendo “1063 – Pedro Vaz (SP/GO) comemora quinze anos de carreira com álbum de viola instrumental”

Anúncios

968 – Disco importantíssimo para entender o Brasil, Cabaça d’água, de Alberto Salgado, é finalista do 28º PMB

Cabaça d’água, álbum de Alberto Salgado, é um dos três indicados da categoria Regional para vencer o 28º Prêmio da Música Brasileira, concorrendo com Celebração (Valdir Santos) e Vivo! Revivo! (Alceu Valença). O compositor e letrista brasiliense ainda poderá sair da cerimônia que ocorrerá em 19 de julho com o título de campeão entre os melhores cantores — disputa que também travará contra o pernambucano autor de Espelho Cristalino, e Raymundo Sodré (BA), que entrou no páreo com Os girassóis de Van Gogh. Sucessor de Além do Quintal, com o qual Salgado estreou em disco, Cabaça d’água desembarcou em 16 de fevereiro como atração do Clube do Choro (DF), em um show durante o qual o público aplaudiu efusivamente a nada convencional soma de ritmos — uma das marcas do trabalho de Salgado, que utiliza para interpretar as próprias criações violão de nylon, cavaco de cinco cordas, baixo elétrico, percussão, bateria, berimbau e até violoncelo conquistando a plateia ao som de xaxado, bumba-meu-boi, samba e baião, entre outros ritmos.

Continue Lendo “968 – Disco importantíssimo para entender o Brasil, Cabaça d’água, de Alberto Salgado, é finalista do 28º PMB”

762 – Cirinho Rio Doce, que em agosto lançara quinto disco da carreira, compõe canção e poema em homenagem ao Rio Doce

bento rodirgues
Foto aérea do distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG) mostra à direita da imagem como o lugarejo ficou após o rompimento da barragem (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

As centenas de mortes e a monstruosa destruição causadas pela onda de lama e rejeitos químicos que vazaram no dia 5 de novembro da barragem do Fundão, em Mariana, e que a partir do antigo distrito desta cidade mineira, Bento Rodrigues, impôs ao país seu maior “desastre” ambiental, mais de um mês depois seguem rendendo protestos e justas indignações coletivas, embora, até o momento, não tenha havido a devida condenação e responsabilização da Vale e suas associadas estrangeiras que, por detrás da mineradora Samarco, ainda exploram este forma de atividade — sabe-se agora, tão potencialmente arriscada e letal para quem vive no seu entorno e/ou mesmo há quilômetros de distância, em outro estado, inclusive.

cirinho-rio-doce-a-jpg
Cirinho Rio Doce, artista natural de Colatina (ES)

Um destes gritos de indignação chegou ao Barulho d’água Música por intermédio do cantor e compositor Cirinho Rio Doce, artista natural de Colatina (ES) e que traz em seu nome artístico homenagem justamente ao rio que banha sua terra natal e mais afetado pela devastação. Cirinho Rio Doce compôs música e poema, apresentados por meio de um vídeo intitulados O lamento do Rio Doce e o desastre de Mariana  que poderá ser visto clicando o ponteiro do mouse neste linque em azul ou caso o mesmo expire visitando-o pelo endereço virtual https://www.youtube.com/watch?v=0YyE_5yoQUg  .

Continue Lendo “762 – Cirinho Rio Doce, que em agosto lançara quinto disco da carreira, compõe canção e poema em homenagem ao Rio Doce”

737 – Três anos de retiro em cidadezinhas de Minas Gerais resultam em valiosa joia instrumental de Roberto Zara!

RoZZ
Roberto Zara conhece os veios por onde corre a música de Minas Gerais e deles extraiu uma pepita de rara beleza, lapidada em 10 faixas instrumentais que compõem seu primeiro trabalho autoral (Foto: Shirlei Gomes dos Santos)

O blogue Em Canto Sagrado da Terra, mantido por Daniel Lamounier, é todo dedicado à divulgação da música de qualidade que se faz em Minas Gerais. Lá se encontram disponíveis para serem baixados em mp3 álbuns completos, alguns antológicos e fora de cátalogo, e dependendo do artista ou banda até a discografia completa, apresentados entre textos da série Pelas Istradinhas de Minas  que traz dicas turísticas para passeios a cidades e lugares da hora, imagens e deliciosas receitas típicas que vão muito além do consagrado pão de queijo ou broa de milho. Quem visitar, com certeza, curtirá, ficará com uma coceira danada para querer baixar tudo!

Continue Lendo “737 – Três anos de retiro em cidadezinhas de Minas Gerais resultam em valiosa joia instrumental de Roberto Zara!”