1212 – Dois dos melhores violeiros do país são atrações em Sampa, no domingo, 21

Entre a missa ou o culto, um antes, outro depois da macarronada: Neymar Dias e Valdir Verona tocarão em espaços próximos e em horários que permitem acompanhá-los, de graça ou gastando quase nada, em ótimos programas em companhia da família inteira

A cidade de São Paulo terá no próximo domingo, 21 de julho, concertos de dois dos mais respeitados violeiros do país na atualidade, o paulistano Neymar Dias, pela manhã, e o gaúcho de Caxias do Sul Valdir Verona, à tarde, portanto em horários nos quais será possível acompanhar ambos sem sacrificar a tradicional macarronada em família. Os dois, aliás, são excelentes dicas para juntar todo mundo, incluindo o nenê, o vovô, a vovó e os sobrinhos, como naquela música dos Titãs, longe da famigerada televisão ou, mais modernamente, do tambor cortado ao meio, na laje. E dá tempo, inclusive, de ir à santa missa ou ao culto, ainda no começo da manhã ou no final da noite! 

Continue Lendo “1212 – Dois dos melhores violeiros do país são atrações em Sampa, no domingo, 21”

1175 – “Violas ao Sul” estreia em álbum que reúne músicas do cancioneiro gaúcho e brasileiro

O quarteto difunde a versatilidade da viola de 10 cordas como instrumento musical e de manifestação cultural empregada para tocar desde canções folclóricas a músicas contemporâneas de qualquer região do país e do mundo, com foco especial àquelas que trazem marcas de pertencimento à cultura gaúcha

A audição matinal dos sábados neste 6 de abril, aqui no boteco do Barulho d’água Música, finalista do 5° Prêmio Profissionais da Música, começou pelas 13 faixas do álbum de estreia do quarteto Violas ao Sul. O disco nos foi enviado gentilmente por Valdir Verona, um dos seus integrantes e querido amigo, ao qual em nome dos parceiros Angelo Primom, Mário Tressoldi e Oly Júnior somos gratos. O disco foi gravado entre outubro de 2018 e janeiro, com produção geral de Tressoldi.

Continue Lendo “1175 – “Violas ao Sul” estreia em álbum que reúne músicas do cancioneiro gaúcho e brasileiro”

895 – Estreia em Porto Alegre (RS) “Violas ao Sul”, projeto para difusão da música gaúcha e clássicos do cancioneiro nacional

A Fundação Ecarta reservou o palco onde está acostumada a receber em Porto Alegre (RS) grandes talentos da resistência cultural gaúcha para o primeiro concerto, transcorrido na noite do sábado, 25, do grupo Violas ao Sul, reunião de quatro violeiros, quatro vertentes, quatro mentes e quatro corações que se dedicam à guerrilha artística por meio da música. Valdir Verona, Mário Tressoldi, Angelo Primon e Oly Júnior têm a viola de 10 cordas permeando seus trabalhos ao longo dos anos e agora, juntos, irão se dedicar à apresentação de canções autorais, clássicos do cancioneiro gaúcho e brasileiro, bem como da música contemporânea. No programa de estreia constaram Milonga Blues e Desculpe Meu Filho (Oly Júnior), Das Bandas do Poente e Chamamé Blues (Valdir Verona), 10 de Fole (Angelo Primon), Violas do Sul do Brasil (Chico Saga/Mário Tressoldi), Na Volta que o Mundo Dá (Vicente Barreto/Paulo Cesar Pinheiro), Lamento (Fernando Reis Júnior), Maré Baixa (Ivo Ladislau/Mauro Moraes), Portas dos Sonhos (Mário Barbará/Sérgio Napp), Cantiga de Eira (Barbosa Lessa) e Os Homens de Preto (Paulo Ruschel).

Continue Lendo “895 – Estreia em Porto Alegre (RS) “Violas ao Sul”, projeto para difusão da música gaúcha e clássicos do cancioneiro nacional”

795 – Com concerto em Porto Alegre, Duo de Viola e Acordeon comemora dez anos de parceria

11149528_667081943437476_3935056832776481879_n
Rafael de Boni e Valdir Verona tocam juntos há dez anos e resgatam a utilização da viola caipira na música gaúcha e a força do acordeon como catalisador de influências das culturas regionais (Crédito: Divulgação do Duo de Viola e Acordeon)

O Duo de Viola e Acordeon, formado pelos músicos gaúchos Valdir Verona e Rafael de Boni, está completando dez anos de atividades e começará os festejos pela frutífera marca neste sábado, 23, como atração do 2º. Ecarta Musical de 2016, evento marcado para começar às 19 horas, com entrada franca, no palco da Fundação Ecarta, em Porto Alegre. Valdir Verona (viola e craviola de 8 cordas) e Rafael de Boni  (acordeon) apresentarão ao público repertório instrumental baseado nos álbuns autorais Encontro das Águas (2007) e Parceria nº 2 (2014), além do DVD ao vivo lançado em 2015, trabalho que contou com a participação de Yamandu Costa. As composições selecionadas buscam resgatar o uso da viola caipira na música do Sul e por meio do acordeon repercutir traços da cultura das regiões fronteiriças do Brasil. O programa inclui Parceria nº 1, Corcoveado, Chacarera para desvendar caminhos, Temas do folclore gaúcho, Estações, Das bandas do poente, Cinco tentos Felicidade/Luar do sertão, La muerte del indio e Parceria nº 2.

 A Fundação Ecarta fica na Avenida João Pessoa, 943, Porto Alegre/RS, e disponibiliza para mais informações o  número de 51 4009-2970.

Galpão Nativo

941041_797481937064142_3783396670352451963_n
Elton Saldanha (de chapéu), Loma, os integrantes do grupo Chão de Areia, Valdir Verona e Rafael de Boni

Ao lado do grupo Chão de Areia (formado pelos músicos Mário Tressoldi, Chico Saga e Flávio Júnior, com participações da cantora Loma), o Duo de Viola e Acordeon gravou na sexta-feira, 15, passagem para o programa de Elton Saldanha Galpão Nativo, destaque da TVE gaúcha aos domingos e em horário alternativo aos sábados, sempre a partir das 8 horas. A gravação com ambos ainda aguarda encaixe na programação da emissora para ser levada ao ar.

Além da boa música gaúcha, Elton Saldanha promove entrevistas e abre espaço para  reportagens sobre manifestações artísticas do Sul do Brasil incluindo  literatura, costumes e lidas campeiras, procurando promover  um olhar reflexivo, diversificado e contemporâneo sobre a cultura gaúcha. Ele recebe no palco tanto novos talentos, quanto artistas consagrados e autores de trabalhos instrumentais. O objetivo é estabelecer pontes entre o urbano e o rural, o tradicional e o contemporâneo, o antigo e o atual, ressaltando os sotaques e os estilos das diferentes regiões do estado e gerando intercâmbios com a arte latino-americana.

Valdir Verona, conforme observa a jornalista Dóris Fialcoff, vem resgatando a viola na música do Sul em recitais, concertos, composições, gravações, edições de partituras, aulas e oficinas de música e como um dos baluartes do Dandô Circuito de Música Dércio Marques. Autor de sete álbuns, um DVD e três livros com discos encartados, além de diversas participações em gravações e produções de CDs e DVDs, tem entre os troféus que já arrebatou duas estatuetas do Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira. O talento de Valdir Verona é reconhecido e prestigiado também no exterior: o caxiense representou o Brasil na homenagem ao país durante o Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça em 2012, e a 25ª Feira Internacional do Livro de Bogotá, na Colômbia.

Rafael De Boni é natural de Vacaria, radicado em Caxias do Sul. Acompanhou de acordo com Doris Fialcoff vários conjuntos e artistas solos em concertos e festivais de música. A carreira solo já possui quatro álbuns e um DVD gravados, aos quais se somam acima de  300 participações em CDs dos mais diferentes estilos, fora jingles e campanhas publicitárias como acordeonista e contrabaixista. Rafael de Boni enriqueceu o currículo passando por diversos festivais, entre os quais o  8º Brasil Instrumental de Tatuí, em São Paulo, e o 1º Festival Voa Viola edição de Brasília, ambos com o Duo de Viola e Acordeon.

Show do Duo de Viola e Acordeon, com Rafael De Boni e Valdir Verona
23 de janeiro, sábado, às 19h
Fundação Ecarta: Avenida João Pessoa, 943, Porto Alegre
Informações: 51 4009.2970 e www.ecarta.org.br

11800199_10153415689722088_4094266585024229638_n