Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!


Deixe um comentário

1043 – Curso livre de Introdução à Filosofia da Música inclui concerto de viola caipira

Curso livre intitulado Introdução À Filosofia da Música- Da experiência estética à representação de uma cultura em diálogo com o século 21 será ministrado a partir da segunda-feira, 9 de abril, em seis encontros semanais de 75 minutos no Edifício São Marcos, localizado no Centro de São Paulo. O conteúdo preparado por Sidnei de Oliveira e Thiago Rodrigues visa a introduzir à reflexão filosófica sobre a música em torno de dois eixos: a filosofia nietzschiana e schopenhaueriana; e as reflexões sobre a experiência estética no registro fenomenológico. Em primeiro lugar, será apresentada a filosofia da música de Nietzsche e Schopenhauer: o âmbito da arte e da cultura, das representações e da essência. Em segundo, Sidnei e Rodrigues vão se apoiar em estudos de Theodor Adorno e Mário de Andrade que fornecerão subsídios para o diálogo com a indústria cultural e a cultura brasileira no Século 20. Por fim, ambos apresentarão elementos que configuram a experiência estética na perspectiva fenomenológica, com base no pensamento de Roman Ingarden, Mikel Dufrenne e Jean-Paul Sartre.

Embora o curso esteja sujeito à formação de turmas para ser efetivamente oferecido, não há pré-requisitos para quem se interessar e participar dos módulos, exceto o interesse pela música e pela Filosofia. O investimento está estipulado em R$ 190,00 à vista, mas poderá ser parcelado em até duas vezes de R$ 100,00 ou em três de R$ 70,00. Para efetivar a inscrição, é preciso informar nome completo e número de telefone para Marco Antonio por meio de ligação para os números e 11 3101 6785 /11 95134-6626 ou envio de mensagens para 11-96831-2930 (WhatsApp) ou lulio1232@gmail.com

Sidnei de Oliveira

Músico, compositor e instrumentista com Graduação em Música (USP/Claretiano); Graduação em Filosofia (Unifran); Mestre em Filosofia (Unifesp); Doutor em Filosofia (Unicamp) com estágio de pesquisa na Universität Leipzig, na Alemanha; Pós-doutorando em Música (USP),  autor do álbum Prólogo e vencedor do  Prêmio Syngenta com a instrumental Esplendor

Thiago Rodrigues

Doutorando em Filosofia e mestre pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Thiago Rodrigues atualmente leciona para turmas de graduação e de pós-graduação de Filosofia no Centro Universitário Assunção (Unifai), onde também coordena o curso de Filosofia e Pensamento Político Contemporâneos. Sua pesquisa se concentra nos temas: Imaginação e imaginário; Filosofia e literatura; Criação ficcional e reflexão filosófica; Ética; Estética; Fenomenologia crítica.

Referências bibliográficas

ADORNO, Theodor W. Indústria da cultura. In: G. Cohn (Org.), Theodor W. Adorno: Sociologia. São Paulo: Ática, 1986.
ANDRADE, Mário de. Música, doce música. São Paulo: Martins, 1962.
DUFRENNE, Mikel. Estética e filosofia. São Paulo: Perspectiva, 1972.
NIETZSCHE, Friedrich W. O nascimento da tragédia ou helenismo e pessimismo. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

SARTRE, Jean-Paul. O imaginário. São Paulo: Ática, 1992.

Serviço

Curso livre Introdução À Filosofia da Música- Da experiência estética à representação de uma cultura em diálogo com o século 21
Professores Sidnei de Oliveira e Thiago Rodrigues
Seis encontros semanais, com vagas limitadas, das 19h30 às 20h45, todas às segundas-feiras a partir de 9 de abril
Local: Praça da Sé, 21, Edifício São Marcos, 10 andar, Conjunto 1004, São Paulo

Leia também no Barulho d’água Música:

A Viola Caipira como estandarte (Sidnei de Oliveira)*
969 – Curso do Centro de Formação do Sesc revela o que há de caipira em Nietzche e o saber filosófico do camponês
716 – Sidnei de Oliveira, violeiro e violonista: do RS ao palco do projeto Imagens do Brasil Profundo
Anúncios


2 Comentários

716 – Sidnei de Oliveira, violeiro e violonista: do RS ao palco do projeto Imagens do Brasil Profundo

sidnei e jair

Ganhador de importantes prêmios, entre os quais o primeiro Syngenta de Música de Viola, em 2004, o violeiro e violonista Sidnei de Oliveira esteve na noite de quarta-feira, 4, na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, onde tocou e cantou músicas de sua autoria, além de Um violeiro toca, de Almir Sater. Sidnei de Oliveira ocupou o palco como convidado do professor de Sociologia Jair Marcatti, curador do projeto Imagens do Brasil Profundo e escolheu encerrar a apresentação oferecendo a música de Almir Sater à plateia na qual se encontravam a esposa Lenara Abreu, amigos e alunos porque o mato-grossense é sua maior inspiração para se dedicar ao instrumento de dez cordas com o qual, mais do que ritmos do universo caipira, executa variados estilos que vão da canção nordestina ao chamamé, enriquecendo seus concertos com sonoridades que mesclam  popular e erudito, tudo com competência, delicadeza e refinada excelência.

Continuar lendo