672 – Paulo Netho recebe Evandro Camperom em nova rodada do Poesia Futebol Clube, em Osasco (SP)

camperon mmmm
Evandro Camperom, pernambucano radicado em São Paulo gravou dois álbuns, Algazarra e Ferramenta Quente
O poeta-recitador e compositor Paulo Netho (SP) receberá como convidado do projeto Poesia Futebol Clube a partir das 20 horas desta quarta-feira, 7, Evandro Camperom, cantor e compositor pernambucano radicado em São Paulo onde divide suas atividades de músico com aulas de Literatura, formado em Letras pela Universidade de São Paulo.  Esta será a terceira rodada do Poesia Futebol Clube, iniciado no dia 23 de setembro. Semanalmente, Paulo Netho e seu parceiro de estrada Salatiel Silva abriram o microfone para oferecer  poesia e boa música ao público em geral e frequentadores do restaurante Sr. Glutton, que fica no bairro Vila Campesina,  em Osasco, cidade da Região Metropolitana Oeste da  Grande São Paulo situada a menos de 20 quilômetros de São Paulo, lindeiras às Rodovias Castello Branco, Raposo Tavares e Rodoanel Mário Covas. 

Continue Lendo “672 – Paulo Netho recebe Evandro Camperom em nova rodada do Poesia Futebol Clube, em Osasco (SP)”

661 – Paulo Netho recebe com Salatiel Silva amigos e artistas para rodas de poesias e música em Osasco (SP)

paulus radio
Poesia e boa música em Osasco e para quem mora na cidade e na região situada a menos de 20 quilômetros de São Paulo, lindeiras às Rodovias Castello Branco, Raposo Tavares e Rodoanel Mário Covas agora têm dia e endereço. Todas às quartas-feiras, a partir das 20h15, o poeta, cantor, compositor e recitador Paulo Netho receberá amigos e artistas no restaurante Sr. Glutton, onde em 23 de setembro estreou acompanhado por Salatiel Silva (violão) e participação especial de Marcelo Manfra (sax e flauta) Poesia Futebol Clube — projeto no qual declama poemas e canta músicas de sua autoria e de Salatiel que fazem parte do repertório de Balaio de Doi2, de outros espetáculos da animada dupla, bem como de autores e escritores diversos, entre os quais Arnaldo Baptista, Arnaldo Antunes, Evandro Camperon, Rafael Altério, Bilo Mariano, Carlos Drummond de Andrade, Manoel de Barros, Manuel Bandeira e Paulo Leminski. 

Continue Lendo “661 – Paulo Netho recebe com Salatiel Silva amigos e artistas para rodas de poesias e música em Osasco (SP)”

623 – Paulo Netho e Salatiel Silva levam repertório do Balaio de Doi2 ao Fliaraxá (MG) após lançamento de livro de parlendas do poeta

paulo netho araxá
Paulo Netho e Salatiel Silva farão duas apresentações no Sarau do Tamanduel (Fotos: Marcelino Lima/Acervo Barulho d’água Música)

Os músicos, poetas e compositores Paulo Netho e Salatiel Silva, que formam o Balaio de Doi2 e também integram o Recitadores Urbanos serão atrações nos dias 27 e 28 do Fliaraxá 2015, quarta edição do evento literário que neste ano celebrará os 50 anos da carreira da escritora Lya Luft e os 150 anos da cidade mineira anfitriã. Os eventos seguirão ao tema Imagina os livros, Imagina a Cidade e levarão ao público vários autores de renome nacional e internacional para debaterem itens como leitura, literatura e educação para crianças, jovens e adultos. Em ambas as datas Paulo Netho e Salatiel Silva estarão em ação entre 9h30 e 10h30, durante o Sarau do Tamanduel, no Auditório 01. As atividades para a garotada e marmanjos de plantão envolverão música, poesia e improvisação, no espírito de um programa de auditório, com participação da plateia e da mascote Tamanduel. O Fliaraxá transcorrerá entre 26 e 30 de agosto na Fundação Cultural Calmon Barreto, cujo endereço é Praça Arthur Bernardes, 10, centro de Araxá.

A dupla viajará para as Alterosas embalada pelo sucesso da tarde de autógrafos d”O Grande Livro das Parlendas”, que Paulo Netho lançou no sábado, 22, no Restaurante Sr. Glutton, situado em Osasco, na região Oeste da Grande São Paulo. O livro saiu pela Ciranda Cultural e reúne “parlendas decalcadas e reinventadas” pelo poeta. “Quando resolvi escrever este livro (…) não tinha a menor ideia da viagem que me propunha”, escreveu Paulo Netho aos leitores. “É como se, a cada parlenda lida e amada, uma senha me religasse ao menino que fui e ao menino que dorme feliz dentro de mim”, prosseguiu. “Como diria o mestre Câmara Cascudo, as imagens primeiras que as parlendas evocam são uma bênção, são o ‘apanágio da idade verde'”.

Como sempre ocorre nas apresentações de Paulo Netho, animadas pelas cantigas entoadas por ambos ao som do violão de Salatiel Silva, durante o evento em Osasco não apenas ambos despertaram os meninos que habitam, bem como vários adultos que acompanhavam seus filhos. A criançada, já é de praxe, normalmente interage com a dupla e se entrega às brincadeiras que Paulo Netho propõe, além de fazer coro às cantorias que evocam ainda gêneros literários como o trava-línguas, outras modalidades de jogos poéticos e cantigas de roda adaptadas para os espetáculos. Mas a mais intensas e marcantes emoções acabam por florescer, mesmo, é entre os maiores de idade –pais, tios, avós ou amigos dos piás que riem e se divertem sem nenhuma encanação, reações visíveis que rejuvenescem rostos e destrava corpos e transformam cada show em uma inesquecível sessão de volta “aos estados da infância”, como Paulo Netho gosta de dizer.

O Balaio de Doi2 e o grupo Recitadores Urbanos contam, ainda, com as participações dos músicos Ricardo Kabelo e dos irmãos Walter e Vinícius Bini e podem ser contratados para animar escolas, festas,  festivais, além de promover shows, pelos números de telefone 11 3698-5300 ou 11 99859-1430. Há mais informações disponíveis, ainda, em http://www.caradepavio.com.br e http://www.paulonetho.com

paulo netho figurinhas

Momentos de descontração marcaram a tarde de autógrafos que Paulo Netho protagonizou ao lado de amigos e admiradores na tarde do dia 22, em Osasco, d”O Grande Livro das Parlendas” (Fotos: Marcelino Lima/Acervo do Barulho d’água Música)

 Seja responsável pela mudança. Contribua com a Anistia Internacional. Torne-se um doador.

Ser um Defensor da Liberdade é colaborar para a continuidade da nossa defesa aos direitos humanos, em todo o planeta. Faça parte desta causa global. A mudança começa com você.  Saiba mais por meio de https://anistia.org.br/doe-agora/

anistia 2

Canto de Julho, em Osasco (SP), acaba dia 2 de agosto, mas ainda tem Bilo Mariano, All Sapão, Roger Guitarra e Capim Novo entre as próximas atrações

capim novo
A banda de ritmos nordestinos Capim Novo vai encerrar o 18º Canto de Julho e promete transformar o Largo de Osasco em um pedaço do sertão tocando xote, baião, xaxado e rastapé

Osasco, situada na região Metropolitana Oeste de São Paulo e colada à Capital, entre outras características e peculiaridades marcantes, sempre teve veia fértil que faz brotar artistas dos mais notáveis e talentosos, em todas as formas de expressão cultural. Para ficarmos apenas na música e para contextualizar o quanto ela pulsa em Oz, vale a pena recordar que a cidade — que merece glorioso capítulo na história do país por ter mostrado os dentes e as armas  à recente ditadura militar, por meios de movimentos como a célebre greve da Cobrasma, ou por meio da luta e do sacrifício de próceres como Carlos Lamarca e José Campos Barreto (Zequinha) –, abrigou a I Festa Popular da Música em maio de 1968, no acanhado palco do anfiteatro o colégio Nossa Senhora da Misericórdia, ruidoso evento promovido nos moldes dos festivais de música da época, patrocinado pela Prefeitura cujo governo cabia a Guaçu Piteri, do MDB à ocasião, e de quem emprestaremos para este artigo as memórias presentes em um dos textos do seu blogue (ver https://guacu.wordpress.com/2009/07/13/a-historia-de-osasco-em-imagens-10/).

Continue Lendo “Canto de Julho, em Osasco (SP), acaba dia 2 de agosto, mas ainda tem Bilo Mariano, All Sapão, Roger Guitarra e Capim Novo entre as próximas atrações”

Projeto 4 Cantos encerra turnê por Sampa após show no Sesc Santo Amaro

show santo amaro
Rodrigo Zanc, Ricieri Nascimento (baixo), Wilson Teixeira, Cláudio Lacerda, Luiz Salgado e Bruno Bernini (bateria): encontro de alegria e amizades no palco e no hall de acesso ao teatro do Sesc Santo Amaro (Fotos: Marcelino Lima/Barulho d’água Música/Acervo Projeto Cultural 4 Cantos®

Gente chegou lá de trem, pegou Metrô, encarou ônibus, foi de carro e até fez sacrifício para, mesmo apoiada por muletas, não perder a chance. Eram pessoas de cidades por onde os músicos já haviam passado e deixado saudades tais quais Araraquara, Avaré, São Carlos, Americana, Piracicaba, São José dos Campos, Osasco ou parceiros de estrada como Noel Andrade, Julio Bellodi e Sarah Abreu, misturados a quem ainda não os tinha visto no palco. Agora, quem já está com saudades e perguntando “quando é que eles voltam?” é boa parte do público paulistano que teve a oportunidade de curtir, em duas apresentações, em unidades do Sesc, o projeto cultural 4 Cantos. Primeiro no bairro de Campo Limpo, apesar da noite fria e chuvosa. Era 4 de julho, data da estreia em Sampa, depois de quatro anos de estrada. Em seguida, no dia 11 de julho, quando Cláudio Lacerda, Luiz Salgado, Rodrigo Zanc e Wilson Teixeira atraíram seguidores, amigos, familiares e anônimos que se tornaram fãs de carteirinha e após a cantoria, no hall de entrada do teatro, espremeram-se entre os demais em busca de um autógrafo, um abraço, uma selfie, ou um imagem ao lado dos quatro.

Os shows do projeto cultural 4 Cantos, que contam ainda com as participações de Bruno Bernini (bateria) e Ricieri Nascimento (baixo), além do técnico de som Dado Pires, mesclam autêntica moda caipira, folk, samba, folias de reis e “rock pé rachado”, com doses de contação de causos na medida certa para o riso. São cantadores independentes que encaram a labuta quase colocando grana do bolso para levar além a proposta de valorizar as tradições, a beleza e a simplicidade da vida no campo, sem malhar o ritmo urbano hoje muito bem expresso pelo termo “correria”. Juntos no palco, Cláudio Lacerda, Luiz Salgado, Rodrigo Zanc e Wilson Teixeira sugerem uma “pausa”, uma respirada mais funda para percebermos o que há de melhor tanto no idílio da roça, quanto no pulsar frenético da cidade, experimentado um modo de vida mais descontraído e harmônica, no qual caiba tanto o trabalho, quanto a prosa descompromissada, o direito à poesia, ao sonho, e por que não? ao choro gostoso da saudade que compõem os rios interiores cujas águas, com o correr do tempo, acabam sendo poluídas e perdem o encanto, deixando às margens as pequenas alegrias e celebrações que deveriam ser cotidianas. 

Continue Lendo “Projeto 4 Cantos encerra turnê por Sampa após show no Sesc Santo Amaro”

Leve seu piá e sua criança interior ao SESC Jundiaí (SP) e experimente voar com as palavras de algodão do Balaio de Doi2

O Balaio de Doi2, composto por Paulo Netho e Salatiel Silva, apresentará nos próximos dias 11 e 12 de julho, a partir das 16 horas, De prosa em prosa: uma canção, no SESC Jundiaí (SP). O público, observa a dupla, não assistirá a um show tradicional, daqueles com palco e plateia, e sim a um passeio poético-musical, uma conversa amorosa que os dois do Balaio têm com as crianças e os seus adultos. Este formato é itinerante – vai ao encontro das pessoas – pois a intenção do Balaio de Doi2 é despertar estados de infância ofertando ao público palavras de algodão e canções que remetam, tanto o piá festivo, quanto o marmanjo reticente, à alegria das primeiras descobertas. Por meio desta conversa, ao pé de ouvido, toda porosa e fluída sobre o solo fértil das coisas espirituosas, o duo dá sua contribuição para deixar a vida mais leve e prazerosa.

Continue Lendo “Leve seu piá e sua criança interior ao SESC Jundiaí (SP) e experimente voar com as palavras de algodão do Balaio de Doi2”

Milton Araújo dá sequência em Osasco ao projeto do Sesc Caldos com Sons Brasileiros

milton adriano

Frio é um bom sinônimo de inverno. Sopa é um bom sinônimo de frio. Música e sopa para rebater o frio são excelentes dicas. Música de qualidade e sopa, em um ambiente aconchegante onde o frio do inverno acaba por ser bem-vindo, esperam pelo público que frequenta a unidade Osasco (SP) do Sesc e curte o talento dos violeiros do país que vêm à cidade como convidados do projeto Caldos com Sons Brasileiros. As cantorias ocorrem sempre às quintas-feiras, durante os meses em que o termômetro costuma subir pouco a escada dos graus, a partir das 19 horas, e apresentam baluartes da viola caipira que representam vários estados, tocam em afinações diferentes e assim ilustram em pouco mais de sessenta minutos a diversidade sonora e rítmica que enriquece o Brasil.

Enquanto a música rola, a plateia degusta caldos dos mais variados sabores. Para 25 de junho, o palco da Tenda 1 estará reservado  a Milton Araújo, músico especialista em viola dinâmica, com afinação rio abaixo, considerada uma das mais propícias para solos e solistas. Sobrinho da dama da viola Helena Meirelles, Milton Araújo apresentará músicas de sua própria autoria, além de canções tradicionais, folclóricas e de domínio público do Mato Grosso do Sul, de onde a família se origina, utilizando os ritmos rasqueado, polca e chamamé, entre outros. Um dos pontos altos dos seus shows é a reprodução de cantos de aves como araponga, seriema, guaxo, pássaro campana e pássaro tiuí. Milton Araújo ganhou uma das estatuetas do Prêmio Rozini de Excelência de Música de Viola Caipira, na categoria Referência, em 2013. 

O Sesc Osasco, que neste ano já trouxe para o projeto o carioca Yassír Chediak,  fica na avenida Sport Club Corinthians Paulista, no bairro Jardim das Flores, a dois quilômetros da estação Comandante Sampaio da CPTM, contíguo ao campus da Unifesp. Oferece Comedoria, cobra R$ 7,00 por uma tigela de caldos, mas não isenta de tarifa a utilização do estacionamento.

PAINEISSUPER_CIDADANIA_2013 baixa

Bilo Mariano assopra velinhas junto com o Barulho d’água e canta sucessos da MPB em apresentação em Osasco

Bilo 2

O Barulho d’água Música ficou “empolgado” um pouco demais da conta quando comemorou ter completado o primeiro ano de atividades e acabou “comendo bola”, deixando de registrar que também fez aniversário ontem, 3 de junho, Bilo Mariano, compositor e cantor de Osasco (SP). Bilo Mariano toca e canta em sua cidade natal e em casas paulistanas desde a década de 1980 e está concluindo a gravação de um disco autoral. O repertório reunirá além de sucessos de autores consagrados músicas das quais é autor ou coparceiro — entre as quais Tudo de bom; Viver sem compromisso; e o Silêncio do Mar (que amigos e fãs já podem ouvir sintonizando a rádio USP FM, em 93,7 Khz), além de Marca do Destino, e Pare, pense, para. Adilson Casado e Evandro Camperon, parceiros de Bilo Mariano, também assinaram Silêncio do Mar e Marca do Destino. Buriti, dele e de Chico Lobo, estará entre as faixas do novo álbum de Wilson Teixeira (Avaré/SP), Casa Aberta, que será lançado no segundo semestre.

Bilo Mariano vai ouvir o coro de Parabéns à você nesta sexta-feira, 5 de junho, a partir das 20 horas, no restaurante Cabaña, situado na Praça Duque de Caxias, 74, Centro de Osasco, próximo à Catedral da cidade. Bilo cantará ao violão composições autorais e sucessos da MPB. Para mais informações há o telefone (11) 4889-9889.

marino

 

Circuito Sesc de Artes leva 547 horas de programação livre e gratuita a 108 cidades

ôncalo op

12 roteiros. 108 cidades. 68 trabalhos artísticos. 392 artistas. 615 apresentações. 547 horas de programação gratuita e livre. Estes são números do Circuito Sesc de Artes, planejado para conectar lugares e fazer circular ideias por 12 roteiros diferentes, entre 24 de abril e 10 de maio. Por onde os atores envolvidos em espetáculos e intervenções nacionais e internacionais passarem, o público poderá desfrutar atividades de diversas linguagens como teatro, circo, dança, música, cinema, literatura, artemídia e cultura digital. A perspectiva é que neste ano o alcance das ações se amplie e supere o atendimento de 2014, que contabilizou 280 mil pessoas.

Continue Lendo “Circuito Sesc de Artes leva 547 horas de programação livre e gratuita a 108 cidades”

Roger da Guitarra encerra programação Ecos Musicais de abril do Sesc de Osasco (SP)

Roger 1
Roger Guitarra há dez anos desenvolve a técnica pouco explorada no Brasil de tocar lines e slaps, de contrabaixo, na guitarra, característica que já é sua marca registrada

O músico Roger Guitarra encerrará a programação de abril do projeto do Sesc Osasco (SP) Ecos Musicais, que abre espaço sempre nas tardes dominicais para trabalhos autorais e de pesquisa musical dos novos artistas da cidade e região. Sobre a curadoria do trombonista Bocato, Roger Guitarra começará a apresentação às 16h45, na Tenda 2. Há 10 anos ele desenvolve a técnica pouco explorada no Brasil de tocar lines e Slaps, de contrabaixo, na guitarra, característica que já é sua marca registrada. O duo de guitarra e voz Tuck and Patty é sua maior influência.

Continue Lendo “Roger da Guitarra encerra programação Ecos Musicais de abril do Sesc de Osasco (SP)”