1072 – Roda ao ar livre, em Beagá, comemora reconhecimento da viola como patrimônio cultural imaterial de Minas Gerais

Patrimônio cultural imaterial é uma categoria definida pela Unesco que abrange expressões culturais e  tradições que um grupo de indivíduos preserva em respeito da sua ancestralidade para conhecimento das gerações futuras

Marcelino Lima

Os violeiros Chico Lobo, Pereira da Viola e Wilson Dias vão se apresentar, juntos, a partir das 19 horas da quinta-feira, 14 de junho, na Praça da Liberdade, em palco que será armado entre o Memorial Minas Gerais Vale e o Museu de Minas e do Metal da Gerdau, em Belo Horizonte (MG). A cantoria celebrará a análise pelo Conselho Estadual de Patrimônio Cultural de Minas Gerias (Conep) que — antes da roda de viola ao ar livre,  em reunião prevista para começar às 16 horas — analisará o Dossiê do Registro dos Saberes, Linguagens e Expressões Musicais da Viola em Minas Gerais para reconhecimento do instrumento como patrimônio imaterial do Estado. Com direção artística de Chico Lobo e produção da Viola Brasil, o show ao ar livre terá como convidados Letícia Leal, Gustavo Guimarães, o mestre e folião Seu Odorino e a Orquestra Estudo Viola de Betim.

Chico Lobo, Pereira da Viola e Wilson Dias são três dos mais populares representantes da viola caipira em Minas Gerais

Continue Lendo “1072 – Roda ao ar livre, em Beagá, comemora reconhecimento da viola como patrimônio cultural imaterial de Minas Gerais”

Anúncios

1070 – Concertos em São José dos Campos e em Araraquara lançam volume I do álbum “Viola Paulista”

Selo Sesc mapeou violeiros que moram no Estado de São Paulo e contribuem para a divulgação, a afirmação e a conquista de público. Mostra com 19 músicos ligados ao instrumento integra o disco de estreia, apresentado por Ivan Vilela

Marcelino Lima

A unidade São José dos Campos do Sesc de São Paulo promoverá na sexta-feira, 8, a partir das 19h30, o concerto de estreia do volume 1 do álbum Viola Paulista, que reúne 19 músicos de influências múltiplas, violeiros de formação, que têm em comum a paixão pela história e pelo som do instrumento de 10 cordas. Nesta primeira apresentação, que terá entrada franca e será coordenada pelo violeiro de Botucatu, Osni Ribeiro, o palco será compartilhado por Jackson Ricarte, Rodrigo Nali e Rafael, Bob Vieira e Zé Marcio Kaipira Urbano-Aratara. Além da cidade do Vale do Paraíba, também no dia 8, a partir das 20 horas, o álbum estará sendo lançado na unidade de Araraquara — depois a turnê de lançamento percorrerá outros seis municípios, incluindo a Capital. Na Morada do Sol vão se apresentar os músicos Ivan Vilela, Bruno Sanches, Leandro de Abreu, Reinaldo Toledo e Ronaldo Sabino.

Continue Lendo “1070 – Concertos em São José dos Campos e em Araraquara lançam volume I do álbum “Viola Paulista””

945 – Cantores populares animam II Feira Nacional da Reforma Agrária, do MST, em São Paulo

Da página do MST e da Agência Brasil

Pereira da Viola, Arnaldo Freitas, Cacique e Pajé, Katya Teixeira, Sapiranga, Osni Ribeiro, Ricardo Vignini Trio, entre outros expoentes da melhor música caipira e regional do país estarão entre as atrações que o Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) convidou para cantar e tocar nos palcos da II Feira Nacional da Reforma Agrária, que a exemplo da pioneira (promovida em outubro de 2015) transcorrerá mais uma vez no Parque da Água Branca, situado na zona Oeste de São Paulo, com entrada franca. Neste ano o evento começará na quinta-feira, 4 de maio, e se estenderá até o começo da noite de domingo, 7. Os organizadores contam com a presença de agricultores de acampamentos e assentamentos de todo país e pretendem com a iniciativa abrir diálogos com a sociedade sobre a necessidade de adoção de modos mais equilibrados de se alimentar e de uma transição do atual modelo agrícola, que o MST considera predatório dos recursos naturais, para um que respeite o trabalhador e o meio ambiente. Além dos shows musicais que contarão também com Tulipa Ruiz, Emicida e Chico César, o público encontrará ainda bancas com variada oferta de comidas saudável e típicas, poderá trocar mudas e sementes, ouvir palestras e acompanhar seminários, escolher livros disponíveis em tendas literárias ou curtir apresentações teatrais, entre outras atividades culturais (veja programação ao final da matéria).

Continue Lendo “945 – Cantores populares animam II Feira Nacional da Reforma Agrária, do MST, em São Paulo”

Homenagem ao Sr. Brasil pelos 10 anos na TV Cultura deixa lotada a Sala São Paulo

O Barulho d’Água Música acompanhou, ontem, 20 de julho, a gravação do programa especial que marca os 10 anos do Sr. Brasil, com Rolando Boldrin, na TV Cultura. O apresentador recebeu no palco da Sala São Paulo Mônica Salmaso e o grupo Pau Brasil, Vital Farias, Saulo Laranjeira, Luís Carlos Borges, Arismar do Espírito Santo e Jane Duboc, Casuarina, Luca Bulgarini e o Quinteto Violado, entre outros músicos. E também cantou e declamou, além de contar pitorescos e curiosos causos, uma das marcas do programa. Na plateia que ocupou praticamente todas as cadeiras, Boldrin contou com o prestígio dos músicos que formam o Projeto 4 Cantos Cláudio Lacerda, Luiz Salgado, Rodrigo Zanc, Wilson Teixeira, mais Zé Geraldo, Fábio PorteConsuelo de Paula, Osni Ribeiro, Jaime Alem e esposa Nair Cândia, Daniela Lasalvia, Lucas Ventania, Danilo Gonzaga Moura, do Trio José, e Socorro Lira e vários outros cantadores e artistas de diversos segmentos.

Continue Lendo “Homenagem ao Sr. Brasil pelos 10 anos na TV Cultura deixa lotada a Sala São Paulo”

Osni Ribeiro (SP) completa, hoje, beberica e comemora por mais um aniversário

osni arte nivr

O Barulho d’água Música mais uma vez registra o aniversário do cantor e compositor Osni Ribeiro, atual secretário de Cultura de  Botucatu, cidade onde já viveram  Angelino de Oliveira, Raul Torres e Serrinha.

Não é uma boa ideia contar quantas velinhas enfeitando o bolo ele terá de assoprar hoje, 30 de junho, mas podemos revelar sem ferir o bom tom que Osni Ribeiro já soma mais de vinte anos de carreira, assinando letras de sambas e de outros gêneros, embora tenha maior identidade no meio por seu cultivo da cultura caipira e sua exímia arte de tocar viola, paixões que perdem apenas pelo seu imenso amor ao Corinthians (“se for do Timão, me chama que eu vou/Me avisa, João!”) .  Osni é autor dos álbuns Gênesis Beberibando, além de estar a frente ou colaborar com importantes projetos culturais, entre os quais tradicionais festivais, como o de Inverno, que Botucatu promove anualmente nesta estação. 

Parabéns, então, Osni Ribeiro, em nome do Barulho d’Água Música e dos nossos seguidores!

Curta e saiba mais sobre Osni Ribeiro em https://www.facebook.com/pages/As-Coisas-de-Jo%C3%A3o-Flores/103374416668975

10492231_1009652292388008_6505229280822772954_n

Jaime Além, paulista de Franca, violeiro, violonista e produtor musical faz aniversário hoje

????????
Jaime Alem produziu vários discos de Maria Bethânia e entre suas obras autorais assina o clássico de viola caipira Dez Cordas e o recente  Meu Relicário (Fotos: Marcelino Lima)

Hoje, 21, é aniversário do paulista de Franca Jaime Alémcantor, compositor, maestro e arranjador até pouco tempo maestro de Maria Bethânia,   por três décadas. Jaime Alem é descendente de libaneses cuja mãe tocava bandolim e tem muito mais trabalho, e de qualidade, a serviço da música brasileira afora aqueles que fez  com a estrela da mpb, iniciado com o disco  dela Nossos Momentos, de 1983. No final de novembro do ano passado foi uma das atrações do Encontro Nacional de Violeiros, realizado na Galeria Olido (SP), onde protagonizou com o violeiro e amigo Osni Ribeiro e o violonista Toninho Porto um momento dos mais marcantes. Com além dedilhando outra viola, o trio tocou ma versão instrumental de Tristeza do Jeca (Angelino de Oliveira)

Continue Lendo “Jaime Além, paulista de Franca, violeiro, violonista e produtor musical faz aniversário hoje”

São Chico das Violas (SP) caminha para o final, mas ainda tem Zeca Collares, e, depois, Adriana Faria

zeca collares arte
Zeca Collares, mineiro radicado em Sorocaba, mistura nas cordas de sua viola música de raiz, barroca e jazz (Foto: Marcelino Lima)

Zeca Collares dará sequência neste sábado, 24, ao Festival São Chico das Violas, que está rolando desde 3 de janeiro no acolhedor distrito de São Francisco Xavier, em São José dos Campos (SP). A apresentação, como nas vezes anteriores, começará às 21h30, no Largo São Sebastião, 105, com o ingresso ao custo de R$ 15,00. Promotora do festival, a Photozofia Cozinha e Arte abriu o São Chico com o casal Oswaldinho e Marisa Viana, e, no dia 10, reservou o palco para Ricardo Vignini. Em 7 de janeiro, João Lucas e Léo passaram pelo palco. A programação será encerrada no dia 31, com Adriana Faria.

Continue Lendo “São Chico das Violas (SP) caminha para o final, mas ainda tem Zeca Collares, e, depois, Adriana Faria”

Bambas da viola brasileira encontram-se na Galeria Olido, em São Paulo

Matuto e Indio
Matuto Moderno e Índio Cachoeira (Fotos: Marcelino Lima)

Entre os dias 27 e 29 de novembro quem esteve na Galeria Olido, situada no centro de São Paulo, teve a oportunidade de prestigiar mais uma edição do Encontro Nacional de Violeiros, que há oito anos não ocorria depois de ter sido organizado em Ribeirão Preto. O evento na Capital paulista foi promovido pela Secretaria Municipal de Cultura e reuniu no palco do antigo cinema parte dos mais expressivos cantores, compositores e expoentes do país que se dedicam à transmissão, à preservação e à divulgação de valores vinculados à viola de dez cordas, seja por meio de sua vertente caipira ou regional, permitindo a plateia conhecer variados ritmos e toques numa verdadeira ode à cultura popular.

Continue Lendo “Bambas da viola brasileira encontram-se na Galeria Olido, em São Paulo”

Dupla de Mirassol (SP) é campeã de Festival Sertanejo de Raiz de Botucatu

renatoparanga 1
Renato Teixeira e as integrantes do Paranga foram atrações da noite de encerramento do Festival, em Botucatu

 

Tony Garcia e Divanei, dupla de Mirassol (SP), faturaram o título do XXV Festival da Música Sertaneja Raiz de Botucatu e Região, encerrado na noite de domingo, 15. “Milagres de Aparecida” é o nome da composição classificada em primeiro lugar.

Continue Lendo “Dupla de Mirassol (SP) é campeã de Festival Sertanejo de Raiz de Botucatu”

Botucatu promove até o dia 27 de julho mais um Festival de Inverno

10478525_914460345234984_3093352607307772957_n

A Secretaria Municipal de Cultura de Botucatu está promovendo desde 16 de julho mais uma temporada do Festival de Inverno, evento que oferecerá até o dia 27 várias atrações musicais. A Orquestra de Cordas Aécio de Souza Salvador (OCASS) abriu as apresentações e entre os convidados já passaram pelo Teatro Municipal “Panorama do Choro” (sexteto formado por Alexandre Ribeiro, João Poleto, Gian Corrêa, Henrique Araújo, Roberta Valente e Yves Finzetto); Marquinho Mendonça e banda “Em Órbita”; Gian Correa ao lado de Josué dos Santos (sax-soprano), Jefferson Rodrigues (sax-alto), Jota P. Barbosa (sax-tenor), Cesar Roversi no (sax-Barítono) e Rafael Toledo (pandeiro); Guinga e Marcelo Coelho.

33d8f1_f8a3dc4ee8e54a898372a63d740696a8_jpg_srz_1041_854_85_22_0_50_1_20_0
O Duo Calavento vai se apresentar no Festival de Inverno de Botucatu na quinta-feira, 24

Neste dia 23, a partir das 20h30, o Festival prosseguirá com o Duo Ceranto (Giovana Ceranto, piano, e Gilberto Ceranto Júnior, violino). No dia seguinte será a vez do Duo Calavento (Diogo Carvalho, ao violão, com Leonardo Padovani, ao violino). O programa de sexta-feira, 25, indica Bianca Gismonti Trio (Banca Gismonti, piano; Julio Falavigna, bateria; e Toninho Porto, baixo). “Victor por Vitor, um sax brasileiro”, ocupará o palco no sábado, 26, com Vitor Alcantara e banda. A Orquestra Sinfônica Municipal de Botucatu executará o concerto de encerramento do no domingo, 27, a partir das 19 horas.

O titular da Secretaria de Cultura de Botucatu é o violeiro e compositor Osni Ribeiro, que lançou o convite aos amigos e seguidores do Barulho d’Água. O Teatro Municipal da cidade fica na Praça Coronel Rafael de Moura Campos, 27, Centro.