1345 – Genival Lacerda deixa contribuição indelével à cultura popular do país, com irreverência e deboche

#MúsicaNordestina #MPB “ForróPédeSerra #Forró #CampinaGrande #CulturaPopular #GenivalLacerda

Paraibano que percorreu o Brasil e se tornou um ícone do forró sobe para o panteão que já reúne Gonzagão, Patativa do Assaré, Belchior, Dominguinhos, Zé Limeira, Chico Anysio e Cego Aderaldo, entre outros artistas nordestinos amados há várias gerações

A pandemia da Covid-19, em nova escalada mundo afora depois de uma leve, mas animadora queda na curva dos gráficos dos infectados pelo novo coronavírus e dos que perderam a vida para o agressivo nano-organismo, segue assustando muitos, embora outros em elevada monta não tenham compreendido, ainda, o poder de destruição da doença que em sua mais gravosa forma de manifestação ceifa preciosas vidasjá há um ano, pelo menos. Quando começamos a redigir esta atualização, apenas no Brasil contavam-se 7.961.673 casos confirmados, dos quais 7.096.631 recuperados, mas os mortos já eram 200.498, um contingente assustador de dimensões trágicas. Um dos que não resistiram, desencarnado na manhã de quinta-feira, 7, Genival Lacerda, o paraibano ícone da cultura nordestina, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital de Recife (PE) desde 30 de novembro.

Continue Lendo “1345 – Genival Lacerda deixa contribuição indelével à cultura popular do país, com irreverência e deboche”

966 – Rubinho do Vale, convidado por Pedro Antônio, recorda sucessos de 35 anos de carreira em Uberlândia (MG)

O cantor e compositor mineiro Rubinho do Vale será a atração do projeto Pedro Antônio Convida para a apresentação do sábado, 1º de julho, que terá como palco o Teatro Municipal de Uberlândia (MG). A partir de 21 horas, o violeiro nascido em Rubim considerado um dos mais respeitados divulgadores da riqueza cultural do Vale do Jequitinhonha, no Norte de Minas Gerais, e com trajetória histórica dentro da música regional mineira, brindará a plateia com canções gravadas em discos para o público adulto — coleção que inclui, entre outros, Violas e Tambores;Viva o Povo Brasileiro; Trem Bonito; Encantado; Verde Vale Vida; Ser Criança e Estrada. Exímio trovador, Rubinho do Vale também canta temas folclóricos recolhidos em andanças pela região natal e inclui entre os mais de 15 discos assinados em 35 anos de carreira álbuns dedicados aos universo infantil. A obra é das mais elogiadas entre colegas de estrada e recentemente mereceu o Prêmio da Ordem do Mérito Cultural, concedido pelo Ministério da Cultura. Antes, já recebera do Governo do Estado a Medalha do Mérito da Educação, por destacados trabalhos na área.

Continue Lendo “966 – Rubinho do Vale, convidado por Pedro Antônio, recorda sucessos de 35 anos de carreira em Uberlândia (MG)”

721 – Caminhos Alternativos chega aos sete anos e recebe Tiê (SP) em programa especial aberto aos ouvintes

tie
Mãe de duas filhas, Tiê cantará durante a edição especial do programa Caminhos Alternativos, em São Paulo

Caminhos Alternativos, programa que a rádio CBN de São Paulo leva ao ar aos sábados, com apresentação de Fabíola Cidral e Petria Chaves, está chegando a sete anos e comemorará o marco neste dia 14, entre 9 e 10 horas, com edição aberta aos ouvintes e entrada franca diretamente do Teatro Eva Herz, situado no Conjunto Nacional, edifício da Avenida Paulista, em São Paulo. “O despertar da vida: gerar, parir, nascer e ser”, tema do especial de aniversário que Fabíola e Petria (que se tornaram mães recentemente) mediarão proporá reflexões e questões tais quais “Como nasce uma mãe?”; “O que é o nascimento de um bebê?”; e “Como se dá a construção desta relação?” Mãe de duas meninas, a cantora paulistana Tiê cantará para a plateia — que poderá interagir com os convidados abaixo citados. Haverá sorteio de cestas orgânicas, café da manhã e uma “slingada” (vivência de “sling” para pais, bebês e interessados). O ingresso vai ser distribuído a partir das 8 horas.

A cantora Tiê é Tiê Gasparinetti Biral, neta da atriz Vida Alves. Cursou Relações Públicas na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP/SP), estudou canto em Nova York (Estados Unidos),  e atuou como modelo da Ford Models, com participação em comercial dirigido por Fernando Meirelles premiado em Cannes (França).  Ex-proprietária do Café Brechó, lá conheceu o tecladista Pato Fu Dudu Tsuda e o cantor e compositor Toquinho, com o qual gravou a primeira canção e viajou pelo Brasil e Europa, em turnê. Lançou em 2009 Sweet Jardim, que contou com a colaboração solidária de diversos artistas como Toquinho, além de outros da cena independente de São Paulo. Depois de Sweet Jardim, saíram A Coruja e o Coração (2011) e Esmeraldas (2014) .

Os convidados de Fabíola Cidral e Petria Chaves são Carlos Eduardo Corrêa, médico pediatra e neonatologista; Estela Renner, diretora e roteirista do filme Começo da vida (que será lançado em março 2016) e diretora de Muito além do peso, que conversou com especialistas no mundo inteiro para falar sobre a primeira infância; e Janie Paula, doula, mãe de dois filhos e criadora da rede Buxixo de mães, que conta com mais de cinco mil mães falando sobre maternidade ativa.

maternidade_2-1-cópia

“Sons da Tarde”, do SESC São Carlos, recebe banda Ruído Fino

Sesc Presidente Prudente (780x519)
Apresentação da Ruído Fino no SESC de Presidente Prudente: shows são festas com ritmos brasileiros e de outros países que variam do soul ao instrumental

A banda Ruído Fino será a primeira atração de setembro do SESC de São Carlos e tocará pelo projeto “Sons da Tarde” neste domingo, 7, feriado da Independência,  às 15h30, na Praça de Convivência externa. Os shows do grupo são sempre dos mais animados, verdadeiras festas proporcionadas pela execução de canções que se destacam pela valorização do groove e pelas letras poéticas que extravasam as fronteiras do funk. O trabalho é marcado por passagens pelo soul, pop, MPB e instrumental, fortemente influenciado pelas obras de Stevie Wonder, Ed Motta, James Brown, Sandra de Sá, The Meters e Djavan.

A Ruído Fino é formada por Fabíola Ognibeni (voz e guitarra), William de Paula (teclado), Felipe Gianei (baixo) e Vinicius Suzuki, (bateria), além de contar com o apoio da forte seção rítmica de um duo de metais. Existe desde 2009 e já teve a canção própria «Permita-se calma», classificada para o Festival Interunesp de MPB de Ilha Solteira (SP). Participou também da abertura do show da banda Pato Fu no Festival da Cerejeira de Garça (SP). Desde 2013, a Ruído Fino vem se apresentando em diversas unidades do SESC do Interior paulista, nas quais  já contou com participações especiais das cantoras Nanny Soul e Izzy Gordon.

O SESC São Carlos fica na avenida Comendador Alfredo Maffei, 700.

Demais atrações do projeto Sons da Tarde:

14| Flor de Abóbora 21| Grupo Xotirado 28|Samba da Antiga