Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!


Deixe um comentário

911 – Vote até 19 de fevereiro e indique os finalistas para o III Prêmio Profissionais da Música!

Terminará amanhã, 19 de fevereiro, a votação popular dos semifinalistas do III Prêmio Profissionais da Música, evento que desde 2015 pretende proporcionar maior visibilidade para artistas e agentes de produção, de promoção e de divulgação envolvidos nas diversas áreas deste segmento cultural.

A produtora musical GRV (Gustavo Ribeiro de Vasconcellos) colhe votos desde 9 de fevereiro pelo portal do PPM 2017; quem participará pela primeira vez precisará apenas preencher o cadastramento prévio que liberará, mediante login e senha, o acesso à área de votação.

Continuar lendo

Anúncios


Deixe um comentário

807 – Jorge Andrade (PA) comemora aniversário em meio ao lançamento de “Trovar, trovar”, mais um disco em parceira com Floriano e belas vozes femininas

jorge-2w

Hoje, 6 de fevereiro, a agenda do Barulho d’água Música registra o aniversário do professor, contista, poeta, cantor e compositor Jorge Andrade, amigo de Belém (PA), que sempre envia ao Solar da Lageado discos e outros trabalhos de artistas paraenses e de estados vizinhos da região Norte do país, incluindo as próprias obras, revelando quão é rica e diversificada a cultura e a tradição da região amazônica e o quanto a indústria do entretenimento e a mídia nos priva, cá no Sudeste maravilha, com a “seletividade” que exclui quem pensa e produz “fora do quadrado”.

Mais do que um fraterno abraço, nós é que deveríamos enviar os presentes, no entanto, Jorge Andrade, mais uma vez , brindou-nos não com um, mais com dois exemplares de Trovar, trovar, seu mais recente trabalho. Lançado ao final de 2015, o novo disco reúne 12 composições dele e do parceiro Floriano interpretadas por um belíssimo time de vozes femininas, entre as quais Andréa Pinheiro, Karina Ninni, Luísa Nascimento Nogueira, Carla Maués, Patrícia Bastos e Lívia Rodrigues. Floriano, Zé Luiz Mazziotti, Pedrinho Cavalleró e o grupo Sapecando no Choro também enriquecem as faixas.

Continuar lendo


Deixe um comentário

Cantor, compositor, poeta, contista: Jorge Andrade, de Belém (PA), é o aniversariante de hoje

jorge-2w

Hoje, 6 de fevereiro, o Barulho d’água Música envia pelas asas da poesia um abraço carregado de afeto, de amizade e de agradecimento até Belém, capital do Pará, destinado ao professor, contista, poeta, cantor e compositor Jorge Andrade.

Há pouco tempo, mas já querido como um companheiro de longa data, e quiçá para sempre, Jorge Andrade tornou-se mais do que um assíduo colaborador deste blog. Atento e generoso, ele vem nos enviando álbuns musicais e outros trabalhos de artistas paraenses e de estados vizinhos da região Norte do país, incluindo as próprias obras, revelando quão é rica e diversificada a cultura e a tradição da região amazônica.  

Continuar lendo


Deixe um comentário

Interpretada por Floriano, música de Jorge Andrade que aclama a vida leva título do II Festival da Universidade do Pará

559807_580584221988104_897453556_n

Jorge Andrade, em pé, de camisa xadrez, compôs a letra vencedora do Festival do Pará, Trampolim. Há 17 anos, durante a primeira edição, ele ficara com o segundo lugar (Foto: Sérgio Malcher)

Trampolim,  do compositor Jorge Andrade (PA) interpretada por Floriano, é a vencedora do II Festival de Música Popular da Universidade do Estado do Pará (Uepa).  A final ocorreu na noite de quinta-feira, 27, no Centro Social de Ciências e Educação (CSCE), e, além da música campeã, o público aplaudiu as escolhas dos jurados para Samba Santo (Dudu Neves e Zé Maria Siqueira) e Noites de Sertão (Márcio Farias), respectivamente segunda e terceiras colocadas.

Continuar lendo


Deixe um comentário

Segunda coletânea do álbum Grão de Música é lançada no Teatro Jorge Amado

graõ de música

Em cerimônia marcada para ocorrer no Teatro Jorge Amado, situado em Pituba, Salvador (BA), a empresa soteropolitana Grão de Arroz promoverá na terça-feira, 25 de novembro, entre 18 e 22 horas, eventos que marcarão o lançamento da coletânea II do álbum Grão de Música, em conjunto com o livro Das coisas que aprendi. A programação inclui, ainda, a entrega do Troféu Grão de Arroz, e sarau com Sandra Simões, Juliana Ribeiro, Maviael Melo e Socorro Lira.

O projeto Grão de Música teve início em 2009 por ocasião das comemorações dos 35 anos da  Grão de Arroz, de Salvador (BA). A Grão de Arroz foi fundado for Luiz Antônio Mota Cunha (Lula), à época um jovem visionário que apostava na energia dos alimentos e da natureza para  conquista da boa saúde. Em 2014, a Grão de Arroz celebra 40 anos de existência e atuação no ramo de alimentação natural na capital baiana , hoje com Vera Lúcia Martins dedicando-se à continuação do sonho de seu companheiro Lula, que ela ajudou a construir.

De uma parceria entre a atual administração e a cantora e compositora Socorro Lira, surgiu a primeira coletânea Grão de Música (2009), álbum que reúne artistas de vários estados do Brasil. O segundo volume foi produzido neste ano e a partir de 2015  a publicação será anual. A seleção das músicas e participantes da coletânea é feita por convite da produção e, uma vez aceito, os convidados cedem, gentilmente, os fonogramas que integrarão o disco. A contrapartida é a cota do disco, que não tem fins comerciais. A parte destinada à Grão de Arroz e à produção servirá somente, para fins promocionais e destinada, prioritariamente, a entidades culturais e educacionais, projetos sociais, escolas e rádios comunitárias de Salvador e região metropolitana, além da imprensa, para divulgação.

O Troféu

Troféu

A referida coletânea de 2014 dá início a outorga de um troféu homônimo aos participantes, em evento especial na cidade de Salvador, no segundo semestre de cada ano. A escultura mede 30 cm, é fundida em bronze maciço sobre uma base de mármore e criada pelo artista visual brasileiro, Elifas Andreato, notabilizado pela criação de capas de álbuns de vários cantores e interpretes. As informações sobre o troféu e a coletânea Grão de Música estão disponíveis para download em http://graodemusica.com.br.

????????

Socorro Lira (Foto: Andreia Beillo)

Socorro Lira

Socorro Lira, cantora e compositora, é natural de Brejo do Cruz (PB) e vive em São Paulo. Ganhadora do 23º Prêmio da Música Brasileira, idealizou projetos importantes como o Memória Musical da Paraíba e o Cores do Atlântico (www.coresdoatlantico.com). A discografia de Socorro já conta dez CDs, sete totalmente autorais .

 

 

Faixas que compõe a Coletânea Grão de Música II

01. Retina – Congada | (Consuelo de Paula e Rubens Nogueira) com Consuelo de Paula
02. Bem Dito – Choro | (Sandra Simões) com Sandra Simões
03. Despreconceituosamente – Canção choro (Mateus Aleluia) com Mateus Aleluia
04. Demônio da Batom – Marabaixo (Dante Ozzetti e Joãozinho Gomes) com Patrícia Bastos
05. Roda de Coco – Coco | (Gabi Buarque) com Gabi Buarque
06. Fatia de Pão – Xote | (Maviael Melo e João Sereno) com Maviael Melo e João Sereno
07. Âmago – Canção | (Marco Antonio Guimarães e André Morais) com André Moraes
08. Cabe um Tanto – Samba | (Manoela Rodrigues) com Claudia Cunha
09. Eu Vim das ÁguasSamba | (Juliana Ribeiro) com Juliana Ribeiro
10. Levem Pra Ver Se Eu Consigo – Samba-de-roda | (Bule Bule) com Bule Bule e Antonio Queiroz
11. Na Fronteira do Baião – Baião Agalopado | (Sapiranga e Laura Dantas) com Sapiranga
12. Rasga Chão – Rap | (Rapadura Xique Chico) com Rapadura Xique Chico

Patrcia
13. Gente Grande – Indefinido | (Pietro Leal, Vinicius Nues e Gugu Pinto) com Pirigulino Babilake
14. Joaninha – Infantil | (Luis Perequê) com Katya Teixeira
15. Muito Além – Canção | (Julio Caldas e Capitão) com Julio Caldas
16. A Receita – Canção | (Socorro Lira) com Carlos Pitta Sandra Duailibe
17. Mar Aberto – Canção | (Breno Ruiz e Cristina Saraiva) com Manuela Cavalaro

1002691_865862040101221_4363408968318275868_n


Deixe um comentário

Discos de Jorge Andrade, poeta e compositor de Belém, são para ouvir a qualquer hora

 

jorge 2w

Jorge Andrade é poeta, professor, compositor e contista de Belém e entre suas obras estão os discos e o livreto de poemas enviados ao blog

Trânsito caótico e congestionamentos na cidade de São Paulo e municípios da região metropolitana, sobretudo os contíguos à Capital, já não são mais novidade. A mobilidade urbana por estes tristes trópicos tornou-se mesmo pauta a ser inserida nas agendas públicas e debatida pela sociedade inteira: os engarrafamentos diários apenam todos os setores, quem trabalha e quem manda fazer. Assim sendo, encontrar pelo caminho — ou, mais grave, pelos atalhos! — filas e filas de veículos devagar, quase parando, ou estáticos, não deveria mais espantar ninguém, embora indignação e comodismo jamais possam substituir iniciativas e atitudes ao ponto do conformismo se instalar e dizermos “assim seja”.

Na manhã de hoje, 28/10, entretanto, contudo, todavia, porém, precisei multiplicar por dez minha habitual parca paciência para percorrer míseros três quilômetros em paz, sem me estressar ou entrar na pilha de tantos motoristas! Quem me conhece sabe o quanto me irrita enfrentar esta lentidão diária em ruas e em avenidas. Salvou-me de explodir e ajudou-me a manter um comportamento zen há poucas horas uma garrafa d’água, o ar condicionado do carro ligado em uma temperatura ambiente agradável  e o bendito álbum História contada em círculos, gravado com poemas de Jorge Andrade, paraense de Santa Maria de Belém do Grão-Pará, ou, para os mais íntimos, simplesmente Belém, acolhedora cidade do Norte banhada pela Baia do Guajará e pelo imenso Amazonas, entre outros caudalosos rios.

Continuar lendo