Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!


Deixe um comentário

1071 – “Café, Causo e Viola”, do Sesc São José dos Campos (SP), presta tributo a Inezita Barroso

Cantoria em homenagem à rainha da música caipira é uma das atrações de junho, mês que terá ainda naquela unidade apresentações de Victor Batista, Duo Purunga e Acordais, sem cobranças de entradas

Marcelino Lima

Oficinas, vivências, passeios, cinema e apresentações musicais compõem as atividades que o Sesc São José dos Campos promove a cada nova edição do projeto Café, Causo e Viola, que tem por meta integrar elementos marcantes da cultura regional e das tradições caipiras. Os concertos e cantorias são oferecidos ao som de violas e procuram tanto abrir espaços para músicos que estão começando suas trajetórias, como se verá no lançamento do álbum Viola Paulista (objeto de matéria na atualização anterior), quanto prestar tributos a expoentes nacionais que contribuem ou contribuíram para a divulgação, preservação e afirmação das modas de viola e seus gêneros correlatos. Dentro deste propósito, o mês de junho naquela unidade do Sesc do estado de São Paulo estará repleto de boas atrações, entre as quais um dos destaques é o tributo à rainha da música caipira Inezita Barroso, programado para o sábado, 9, e que porá a partir das 20 horas, no palco do Ginásio, Marcelo Jeneci, As Galvão, Maria Alcina, Consuelo de Paula e Claudio Lacerda. Em Canta, Inezita!, eles relembrarão sucessos consagrados pela ex-apresentadora do programa Viola, Minha Viola,  acompanhados por Ana Rodrigues (piano / acordeão), Zafe Costa (clarinete), Davi Martin (contrabaixo), Rafael Mota (bateria/percussão), Samuel Lopes (violoncelo) e Paulo Henrique Serau (violão/viola caipira/direção musical e arranjos).

O Ginásio do Sesc de São José dos Campos comporta público de até 650 pessoas. O ingresso para maiores de 16 anos está à venda nas bilheterias da unidade a preços que variam de R$9,00 e R$30,00.

Maria Alcina, Cláudio Lacerda, As Galvão, Marcelo Jeneci e Consuelo de Paula protagonizarão a homenagem a Inezita Barroso

Continuar lendo

Anúncios


2 Comentários

785 – Espetáculo do Nhambuzim coloca jacaré, arara e até sucuri no palco do Sesc Vila Mariana (SP)

nhambuzim arte

O musical Bichos de Cá será apresentado sempre aos domingos de janeiro, com uma sessão extra no feriado do dia 25, com entrada franca para crianças até 12 anos (Foto: Marcelino Lima/Arquivo Barulho d’água Música)

Crianças também têm vez no Barulho d’água Música e em nome delas o blog convoca pais e responsáveis a levarem filhos, sobrinhos, netos, afilhados, enteados e coleguinhas destes a uma das cantorias que o grupo Nhambuzim fará durante divulgando as músicas do álbum Bichos de Cá durante o mês de janeiro, na unidade Vila Mariana do Sesc de São Paulo, sempre aos domingos, e a partir das 15h30; uma apresentação extra, no mesmo horário, está programada para o feriado do 462º aniversário da cidade, no dia 25, que cairá na segunda-feira. Já neste dia 10, por exemplo, nosso pessoal vai esquecer que já tem barba e cabelos brancos e estará presente na primeira fila do palco situado na rua Pelotas, 141, 245, a uma caminhada leve das estações Ana Rosa e Vila Mariana da linha azul do Metrô. Para mais informações tecle 11 5080-3000.

Continuar lendo


Deixe um comentário

622 – Rolando Boldrin conta causos e fala sobre a carreira para Persona em Foco, novo programa da TV Cultura

DSC_0249 (2)

Rolando Boldrin cantou clássicos como Vide Vida Marvada e fez tributo a vários amigos de São Joaquim da Barra entre os causos que contou no teatro do Sesc Belenzinho (Foto: Roberto Aso)

O mais novo programa da TV Cultura, Persona em foco, no ar desde junho, terá entre suas atrações o Sr. Brasil Rolando Boldrin, que contará vários causos sobre o começo de sua carreira de ator premiado tanto do cinema, quanto da telinha, e que já conta com mais de 30 novelas em seu currículo. Atílio Bari, que coordena o Persona em Foco, conta que o programa possibilita aos artistas narrarem suas trajetórias e fazerem revelações inéditas de momentos emocionantes ou cômicos. Vídeos históricos, fotos e material de arquivos pessoais dos biografados, além de depoimentos de amigos e de colegas de trabalho enriquecem as entrevistas. Continuar lendo


Deixe um comentário

Canto Livro traz ao palco do Sesc Campo Limpo (SP) o universo roseano de Grande Sertão: Veredas

cnto livro arte

O coletivo Canto Livre apresenta espetáculos litero-musicais que destacam autores brasileiros, de Língua Portuguesa e latino-americanos consagrados, além de abordar em seus trabalhos o delicado universo feminino revisitando obras de escritoras como Clarice Lispector, Carolina de Jesus e Cora Coralina (Fotos: Marcelino Lima)

 

O Barulho d’Água Música acompanhou na noite de 15 de maio, no Sesc Campo Limpo (SP), a apresentação de Guimarães Rosa: O Sertão na Canção, espetáculo da Equipe Canto Livro, atração do projeto Em Canto e Prosa. O Sertão na Canção, concebido em 2006 e desde 2008 na estrada, com passagem inclusive por Cordisburgo (MG), terra natal do escritor, põe no palco pai e filha, Jean e Joana Garfunkel. Ambos apresentam canções inspiradas no fabuloso romance Grande Sertão: Veredas, compostas por Jean e o irmão Paul, permeadas por narração de trechos da obra que imortalizou entre outras personagens Riobaldo e Diadorim. É uma viagem pelo sertão roseano por meio dos atalhos da oralidade e da canção brasileira, traços essenciais de nossa identidade cultural.

Continuar lendo


4 Comentários

SESC Consolação reserva manhãs dos sábados de janeiro para gurizada ouvir “Bichos de Cá”, do Nhambuzim

Nhambuzim 4

O Nhambuzim, formado em 2002, gravou dois discos com repertórios que mesclam vários ritmos brasileiros e que contemplam os amantes do escritor mineiro da cidade de Codisburgo, Guimarães Rosa,  e o público infantil (Fotos: Reproduções de vídeo do grupo)

 

Crianças também têm vez no Barulho d’água Música e em nome delas o blog convoca pais e responsáveis a levarem filhos, sobrinhos, netos, afilhados, enteados e coleguinhas destes a uma das cantorias que o grupo Nhambuzim fará aos sábados, durante o mês de janeiro, no Sesc Consolação, no Centro paulistano, sempre a partir das 11 horas, divulgando as músicas do álbum Bichos de Cá. Neste dia 10, por exemplo, até nosso pessoal vai esquecer que já tem barba e cabelos brancos e estará presente na unidade que fica na Rua Doutor Vila Nova, 245, a 900 metros da estação República, a 1.000 metros da estação Santa Cecília, ambas do Metrô, ou a 850 metros do terminal Amaral Gurgel. Para mais informações tecle 11 3234-3000. 

Continuar lendo


Deixe um comentário

Sarah Abreu, voz condutora do Nhambuzim, faz aniversário hoje

Sarah Abreu

Hoje, 16 de novembro, está comemorando mais um aniversário a cantora  Sarah Abreu, mineira de Varginha que adotou São Paulo. A voz de Sarah Abreu é uma das condutoras dos cantos do Nhambuzim, grupo regional que em 2008 lançou o álbum Rosário: Canções Inspiradas no Sertão de Guimarães Rosa. O disco saiu pelo selo da Paulus Editora.

 

O álbum é inspirado na obra do escritor mineiro e foi lançado em 27 de junho daquele ano, data do centenário do nascimento do filho ilustre de Codisburgo. Reúne 17 canções das quais duas pertencem à tradição oral do norte das Alterosas (Aboio, originalmente entoada pelo vaqueiro Manuelzão, e Encomendação de Almas). Outro par é contribuição de Milton Nascimento e Caetano Veloso (A Terceira Margem do Rio), e João de Aquino e Paulo César Pinheiro (Sagarana), interpretada por Clara Nunes.

O grupo Nhambuzim tem nascimento lavrado em 2002. Desde então vem caminhando com André Oliveira (percussão), Edson Penha (voz e berrante), Itamar Pereira (baixo), Joel Teixeira (voz, viola e violão), Rafael Mota (percussão) Xavier Bartaburu (piano e arranjos vocais) e Sarah. Em outubro de 2012, eles lançaram Bichos de Cá/Canções para os bichos do Brasil.

Sarah também tem carreira solo e nesta estrada, entre outros projetos, está estudando a obra do músico e compositor norte-americano nascido em Indiana Cole Porter (1891-1964). Pela plataforma de financiamento coletivo Catarse, sistema conhecido por crowfunding, junto com Carlinhos Antunes e o Sexteto Mundano, arrecadou contribuições para gravar Violeta: terna e eterna, trabalho dedicado à memória de Violeta Parra, com a participação da neta da chilena, Tita Parra. O álbum está em fase de conclusão e em breve será distribuído aos colaboradores.

Sarah Abreu ainda atua em parceria com Wilson Teixeira em um projeto de tributos à Cascatinha e Inhana, recentemente exibido no programa Sr. Brasil, de Rolando Boldrin.

Receba querida amiga Sarah Abreu os parabéns de toda a equipe do Barulho d’água Música e nossos votos de sucesso em todos os projetos!