1375 – Livro de Sidnei de Oliveira (RS/SP) que traz visão sem estereótipos do caipira já pode ser encomendado

#ViolaCaipira #ViolaInstrumental #MúsicaCaipira #CulturaCaipira #CulturaPopular

Obra em fase de impressão recebeu o Prêmio Marcus Pereira de Pesquisa em Música Popular Brasileira. com distribuição planejada para o começo do segundo semestre, terá três capítulos

A arte da capa do livro inserida nesta publicação é de Renato Pontello

 jornaslistas antifascistasFicará aberta até 15 de maio a campanha de pré-venda do livro Requiem: O arquétipo e a transfiguração do caipira, que o compositor e professor gaúcho radicado na cidade de São Paulo, Sidnei de Oliveira, lançará com produção de Leonor Bianchi, patrocínio da Editora Flor Amorosa, promoção e divulgação da Revista do Choro. Contemplado pelo Prêmio Marcus Pereira de Pesquisa em Música Popular Brasileira na cidade do Rio de Janeiro, o livro, composto de três capítulos, começará a ser entregue em 1º de julho, podendo a distribuição, inclusive, vir a ser iniciada antes desta data. Detalhes para a operação de reserva de exemplares estarão em um linque ao final desta atualização. Cada volume custará durante a fase de pré-venda R$50,00, mais R$10,00 para o frete, totalizando R$60,00.

Continue Lendo “1375 – Livro de Sidnei de Oliveira (RS/SP) que traz visão sem estereótipos do caipira já pode ser encomendado”

1359 – Lili Carabina inspira banda potiguar Derrame Verbal em Bang, Bang!, mais uma novidade da Frika Records*

#MúsicaPotiguar #MúsicaBrasileira #MúsicaIndependente #Punk #HorrorPunk #HeavyMetal #CulturaPopular #NatalRN

*Com Franco Mathson

Quarteto expoente do punk horror, liderado por um artista plástico e professor da rede pública, faz músicas nas quais mistura ocorrências funestas e violentas, pitadas de humor e histórias narradas pela mãe do vocalista, formador do grupo em 2014

A banda potiguar Derrame Verbal está lançando nas plataformas digitais, com apoio da Frika Records, Bang Bang!, novo trabalho em que histórias funestas do cotidiano são apresentadas equilibrando pitadas de horror, alusão a fatos violentos e humor, por meio de composições nas quais predominam gêneros como punk horror e o heavy metal. Entre as quatro faixas do epê o grupo faz referências a Lili Carabina (assaltante de bancos que fez fama nos anos 1970 e 1980), crítica o excesso do uso da tecnologia em Macumba Digital (com participação da conterrânea Thazya Regina),  e apresenta, ainda Boa noite Cinderela e Amigo inimigo meu.

Continue Lendo “1359 – Lili Carabina inspira banda potiguar Derrame Verbal em Bang, Bang!, mais uma novidade da Frika Records*”

1357 – Filpo Ribeiro e A Feira do Rolo (SP) destacam em apresentações online “Contos de beira d’água”*

#Rabeca #MúsicaNordestina #MúsicaBrasileira #CulturaPopular

*Com Tambores Comunicações

As tradicionais audições matinais aos sábados, aqui no cafofo do Barulho d’água Música, em São Roque (SP), começaram no dia 20 de janeiro com Contos de beira d’água, álbum gravado em 2017 e que tem distribuição pela Tratore, de Filpo Ribeiro e A Feira do Rolo. O grupo paulista, na estrada desde 2014, vai protagonizar várias apresentações virtuais ao vivo (as chamadas “lives”) dentro do projeto Rabecada a partir de hoje e até 20 de março, sempre aos sábados e aos domingos, conforme agenda publicada ao final desta atualização, com apoio e divulgação da Tambores Comunicações. Para assisti-los, basta entrar no canal do grupo cujo endereço é https://www.youtube.com/c/FilpoRibeiroeaFeiradoRolo.

Continue Lendo “1357 – Filpo Ribeiro e A Feira do Rolo (SP) destacam em apresentações online “Contos de beira d’água”*”

1352 – Rio Samba e Carnaval inicia as comemorações dos seus 50 anos com série de podcasts* 

#Carnaval  #CarnavalCarioca #Samba #CulturaPopular

Adriane Galisteu, Boni, Carlinhos de Jesus, Dudu Nobre, Flávia Oliveira, Monarco, Vilma da Portela, Viviane Araújo entre outros, contam histórias icônicas do Carnaval carioca

*Com Paula Corrêa (Buriti Comunicações)

Nesta segunda-feira, 1º de fevereiro, a marca Rio Samba e Carnaval (RSC) inicia as comemorações de 50 anos de atuação com a série de podcasts Meu Carnaval Inesquecível. Mais de 30 celebridades entre artistas, jornalistas e pesquisadores revelarão detalhes de seu carnaval inesquecível gravados em podcasts a serem lançados diariamente porque “…em fevereiro tem Carnaval, como disse Jorge Ben Jor. Nomes icônicos do carnaval carioca como Adriane Galisteu, Carlinhos de Jesus, Dudu Nobre, Selminha Sorriso, Monarco, Neguinho da Beija-Flor, Viviane Araújo, entre outros, vão narrar seus momentos mais marcantes durante a Folia.

Continue Lendo “1352 – Rio Samba e Carnaval inicia as comemorações dos seus 50 anos com série de podcasts* ”

1351 – Encontro do Padre Fábio de Melo com o cantor e compositor Luís Kiari inspira criação de música

#MPB  #MúsicaReligiosa #Kuarup

Single Por Aí surge da amizade dos poetas e traz reflexão, aprendizado e pensamento sobre a existência humana

Petrópolis, região serrana do estado do Rio de Janeiro, foi palco do encontro de dois poetas: Padre Fabio de Melo e Luís Kiari. O religioso e o músico se tornaram amigos já na primeira conversa quando falaram sobre música, arte, existência e Deus. Nesse mesmo dia, Kiari foi surpreendido por uma mensagem do padre que continha uma poesia e assim nasceu Por Aí, melodia inspirada por uma conversa entre amigos, transformada em palavras pelo sacerdote e traduzida em música pelo compositor.

Por Aí foi disponibilizada em todas as plataformas digitais pela produtora e gravadora Kuarup. Aborda a construção de cada um de nós à medida em ganhamos e perdemos, mas somando experiências durante o tempo de vida. Viver é uma dicotomia, pois quanto mais vivemos, menos vida resta pela frente. Vamos nos desconstruindo para construir quem já somos, por isso, o que nos cabe é apenas o presente. A música nos leva a pensar sobre essa construção e esse aprendizado diário na procura de quem somos e quem estamos sendo.

Continue Lendo “1351 – Encontro do Padre Fábio de Melo com o cantor e compositor Luís Kiari inspira criação de música”

1348 – Burro Morto, Zabé da Loca, Jackson Envenenado, Flávio José: conheça, ouça e curta conterrâneos de Genival Lacerda no blogue Música da Paraíba

Álbuns de ritmos e gêneros tradicionalmente nordestinos ou resultantes de fusões aparentemente incongruentes  compõem o  eclético cardápio de músicos e  de grupos conterrâneos de Zé Ramalho, Chico César e Socorro Lira disponíveis para serem baixados na faixa

“Nós somos irmãos por afinidade/já que a humanidade ergueu-se do pó/a mãe Natureza não tem preconceito/nem separa o peito para um filho só…” Otacílio Batista

A Covid-19 levou, recentemente, Genival Lacerda, um dos ícones da nossa cultura popular, que deixou como legado uma copiosa obra de valorização de ritmos nordestinos como o forró, o xote e o coco.

O Rei da Munganga conquistou várias gerações e sua majestade de quase sete décadas se espraiou para além do Nordeste a partir de sua cidade natal, Campina Grande (PB), contagiando o Brasil inteiro. Seu legado, certamente, ainda terá força e representatividade por muitos mais anos; o mercado comercial da música pode, logo menos, até começar a interferir e se mexer para que seja imposto ao gosto popular um novo ídolo, à feição do mainstream, contudo, assim como as contribuições de Luiz Gonzaga e outros nordestinos, será muito difícil, mesmo que a indústria do entretenimento force a barra, desidratar a marca do criador de Severina Xique Xique e todo o conteúdo cultural que seu nome carrega!

Mas, por outro lado, a internet tem amantes e críticos e tanto pode entrar na roda para promover, quanto para denegrir e esvaziar talentos, ajustando seus holofotes para incensar A ou B segundo conveniências de emissoras, mídias e empresas do mercado fonográfico. Vendo pelo lado bom, trata-se uma ferramenta capaz de integrar e ampliar boas ofertas de entretenimento e trabalhos culturais dos mais interessantes, reduzindo por meio do compartilhamento as distâncias e tornando mais democrático o contato entre o artista e os fãs, ajudando a formar novos públicos; fazendo aquilo que o Sr.Brasil, Rolando Brasil, chama de “tirar o Brasil da gaveta”. E os blogues cumprem bem este papel à medida a qual seus idealizadores e mantenedores (geralmente idealistas e um pouco desparafusados) se esforçam para garimpar e trazer à luz obras escondidas ou esquecidas pelo Brasil profundo à dentro.

Continue Lendo “1348 – Burro Morto, Zabé da Loca, Jackson Envenenado, Flávio José: conheça, ouça e curta conterrâneos de Genival Lacerda no blogue Música da Paraíba”

1344- Disco do trombonista Vittor Santos com Orquestra de Mato Grosso celebra obra de Milton Nascimento

#MusicaInstrumental #MPB #MiltonNascimento #ClubeDaEsquina

Álbum Flores, Janelas e Quintas que recebe a regência do maestro Leandro Carvalho ganha edição exclusiva nas plataformas digitais

O lançamento do álbum Flores, Janelas e Quintais pela Produtora e Gravadora Kuarup convida o público para um inesquecível passeio pela música de Milton Nascimento e pelo célebre Clube da Esquina. O disco disponível com exclusividade nas plataformas digitais reúne canções rearranjadas para orquestra por Vittor Santos e seu infalível arcabouço criativo, embora o trabalho não tenha sido uma tarefa fácil, a começar pela escolha do repertório: oito peças especialmente selecionadas em um acervo tão extenso quanto primoroso.

Continue Lendo “1344- Disco do trombonista Vittor Santos com Orquestra de Mato Grosso celebra obra de Milton Nascimento”

1336 – Graziela Medori e Alexandre Vianna lançam disco dedicado à obra do Clube da Esquina

#MPB #ClubeDaEsquina

Nossas Esquinas, que a Kuarup já disponibiliza nas plataformas virtuais e também sairá no formato físico, revisita composições dos dois antológicos álbuns do grupo musical mineiro, um dos mais famosos de todos os tempos no país

O Clube da Esquina nasceu de um encontro de artistas que agitava a confluência das ruas Divinópolis com Paraisópolis, no bairro de Santa Tereza, em Belo Horizonte.(MG), promovendo forte junção entre músicos e compositores mineiros, mas acima de tudo, da amizade entre eles, que foi o maior dessa geração de artistas que descobria a música uma forma de se expressar. Milton Nascimento, Lô e Márcio Borges, Fernando Brant, Nelson Ângelo, Ronaldo Bastos, Beto Guedes, Toninho Horta e Wagner Tiso, dentre outros, contribuíram para a criação de uma sonoridade única que reúne influências forte da banda britânica The Beatles, da música latino-americana, dos negros e dos índios com o canto das igrejas, com letras cujos temas abordam a importância da amizade genuína e revelam momentos políticos vividos na década dos anos de 1970, fincadas em raízes ancestrais e no sentimento coletivo de amor e perseverança.

Continue Lendo “1336 – Graziela Medori e Alexandre Vianna lançam disco dedicado à obra do Clube da Esquina”

1334- Vanderlei Pereira, radicado em Nova York, lança Vision for Rhythm, com a banda Blindfold Test*

Cego desde 1986, quando atuava na cena musical carioca, o músico explica que os nomes do  álbum e da banda têm a ver com sua condição. Por isso, o grupo “guarda” a música na memória e toca com vendas nos olhos em Visão para Ritmo

Vanderlei arrisca. Hoje ele é, talvez, o mais ‘brasileiro’ baterista da cena nova-iorquina. Chegou lá no peito e na raça. Conquistou e venceu. Salve!” Antonio Adolfo

“A música de Vanderlei tem influenciado músicos do mundo inteiro que vão para Nova York em busca daquele suporte que raramente se consegue no Brasil. O seu primeiro CD solo é uma prova de ritmo, musicalidade e bom gosto.” Flora Purim

“Vanderlei é um músico excepcional com uma ‘antena & sensibilidade’ fora do comum!” – Dom Salvador

*Com Tambores Comunicação

O baterista Vanderlei Pereira vive em Nova York há 30 anos e é um dos mais atuantes do ‘jazz brasileiro’ naquela metrópole. Em quase todos os ensaios de sua banda, Vanderlei chegava com mudanças de arranjos até que um dia os músicos reclamaram que as partituras estavam ficando impossíveis de serem lidas com os rabiscos. Vanderlei sugeriu, então, que decorassem as músicas, como ele mesmo, cego, sempre fizera, e talvez, devessem vendar os olhos ao tocarem as músicas mais difíceis. Deu certo, a banda toda topou! E assim nasceu a Blindfold Test, em português a Banda Teste de Olhos Vendados, que lança, agora, para o mundo, o primeiro álbum, Vision for Rhythm (www.jazzheads.com).  

Um exemplar do disco de Vanderlei Pereira foi gentilmente enviado à redação pelos jornalistas Beto Previero e Moisés Santana, da Tambores Comunicações Assessoria de Comunicação estabelecida na Capital de São Paulo, aos quais agradecemos! 

Continue Lendo “1334- Vanderlei Pereira, radicado em Nova York, lança Vision for Rhythm, com a banda Blindfold Test*”