910 – Músicos da Argentina, do Brasil e do Chile protagonizam show de encerramento do III Encontro Nacional do Circuito Dandô

Katya Teixeira, João Arruda, Rodrigo Zanc e o Duo Flor de Maracujá (SP)*; Sol Bueno, Erick Castanho, Marcelo Taynara, André Salomão, Nádia Campos, Ana F., Ricardo Rodrigues, Adriano Bianchini, Letícia Leal, João Mendes Rio (MG); Giancarlo Borba, Cardo Peixoto, Cristiano Nunes, Mara Muniz, Roberto Pohlmann (RS); Isabela Rovo, Victor Batista, Cabocla Inez, Pedro Vaz, Milla, Franklin Borges, Rosa Barros (GO); Oswaldo Rios (PR); e Maryta de Humauaca, Marina Luppi, Anália Garcetti (Argentina) e Cecilia Concha-Laborde (Chile) vão subir ao palco do Teatro Experimental de Uberaba (MG) neste sábado, 18, a partir das 20 horas, para protagonizarem o espetáculo de encerramento do III Encontro Nacional do Dandô Circuito de Música Dércio Marques e I Encontro Latino Americano. Os dois eventos simultâneos estão transcorrendo desde a quarta-feira, 15, na Casa do Folclore, situada na mesma cidade do Triângulo Mineiro, onde os músicos, acolhidos pelo anfitrião, o empresário Gilberto Rezende, planejam a temporada do quinto ano consecutivo do projeto concebido por Katya Teixeira.

Continue Lendo “910 – Músicos da Argentina, do Brasil e do Chile protagonizam show de encerramento do III Encontro Nacional do Circuito Dandô”

Anúncios

642 – Autor de Sentimento Matuto e Capim Dourado, Júlio Santin faz aniversário hoje

O violeiro e luthier Júlio Santin, aniversariante de hoje,  é médico de profissão, nascido na região da Alta Paulista, no interior de São Paulo. Atualmente, além da medicina, coordena a Associação Cultural Caipirapuru, que colabora na promoção e preservação da música caipira na região onde nasceu, organizando ações como o Caipirapuru (Encontro de Violeiros e Cantadores de Irapuru, Feira Regional Caipira, Festa do Milho e Fórum de Cultura Caipira), que em 2013 teve sua 14º Edição.

Como músico, lançou em 2006 Sentimento Matuto e neste ano Capim Dourado, no qual predominam composições instrumentais. Como músico já se apresentou ao lado de Gedeão da Viola, Rio Pardo, Zeca Collares, Fernando Deghi, Levi Ramiro, Índio Cachoeira, entre outros. Com seus Cateretês, Pagodes, Guarânias, toadas e afins representa a viola paulista em sua mistura máxima de estilos variados. O estado de São Paulo é uma síntese da diversidade cultural brasileira e a viola de Júlio Santin transmite muito claramente isso.

O Barulho d’água Música parabeniza o amigo por mais esta passagem e aos leitores e seguidores deixa a dica de visitar a página eletrônica de Júlio Santin (www.juliosantin.com.br) para encontrar além de outras informações ouvir pelo aplicativo soundcloud ambos os discos dele!

Vila Mariana recebe Viola dos 5 Cantos, projeto que enfoca a diversidade e a beleza da viola caipira

zeca arte
O mineiro Zeca Collares é o idealizador do projeto que o Sesc abraçou e que mostrará ao público que for à unidade da Vila Mariana as belezas e particularidades da viola caipira nas cinco regiões brasileiras ; além dele vão se apresentar Júlio Santin, Adelmo Arcoverde, Daniel de Paula e o Grupo de Catira Botas de Ouro (Foto: Marcelino Lima)

Quatro dos mais conceituados violeiros do Brasil e o grupo de catira Botas de Ouro (Guarulhos/SP) vão se apresentar no mês de junho no SESC da Vila Mariana (SP) como atrações do Projeto Viola dos 5 Cantos, idealizado por um deles, o mineiro radicado em Sorocaba (SP) Zeca Collares. Autor de obras do gênero antológicas tais como Feito em Rendas, Primavera Mineira, Pés descalços e o mais recente Estação, Collares afirma que todo povo se faz caracterizar pela sua cultura autêntica e toda autenticidade se distingue nas raízes. “O exemplo disso é a nossa música popular que pode se orgulhar (e muito) por também ser gerada no bojo de uma viola caipira/brasileira”, aponta.

Continue Lendo “Vila Mariana recebe Viola dos 5 Cantos, projeto que enfoca a diversidade e a beleza da viola caipira”

Autor de Sentimento Matuto e Capim Dourado, Júlio Santin faz aniversário hoje

julio santin

O violeiro e luthier Júlio Santin, aniversariante de hoje,  é médico de profissão, nascido na região da Alta Paulista, no interior de São Paulo. Atualmente, além da medicina, coordena a Associação Cultural Caipirapuru, que colabora na promoção e preservação da música caipira na região onde nasceu, organizando ações como o Caipirapuru (Encontro de Violeiros e Cantadores de Irapuru, Feira Regional Caipira, Festa do Milho e Fórum de Cultura Caipira), que em 2013 teve sua 14º Edição.

Como músico, lançou em 2006 “Sentimento Matuto” e neste ano “Capim Dourado”, no qual predominam composições instrumentais. Como músico já se apresentou ao lado de Gedeão da Viola, Rio Pardo, Zeca Collares, Fernando Deghi, Levi Ramiro, Índio Cachoeira, entre outros.

O Barulho d’água Música parabeniza o amigo por mais esta passagem e aos leitores e seguidores deixa a dica de visitar a página eletrônica de Júlio Santin (www.juliosantin.com.br) para encontrar além de outras informações ouvir pelo aplicativo soundcloud ambos os discos dele!