Voltem as objetivas e os flashes para Rita Araujo, aniversariante de hoje

1491332_575030415915127_1798607931_o

Hoje, 27 de julho, a galera paulistana das lentes volta suas objetivas e flashes em busca dos melhores instantâneos da aniversariante Rita Araujo, competente fotógrafa que com seu talento vem registrando shows de vários expoentes de nossa música e colaborado com o Barulho d’água Música. Rita Araujo, residente em São Paulo, entre outros projetos, assina as imagens do segundo álbum do violeiro Wilson Teixeira, o Casa Aberta, e coordena o grupo de apoio e de divulgação do cantor e compositor Chico Teixeira (que não é irmão do Wilson, mas é filho do Renato e parceiro de estrada do moço de Avaré).

Em nome dos amigos, seguidores e demais colaboradores do blog receba nosso abraço e votos de sucesso, sempre! Agora, por favor: olha o passarinho!

275526_papel-de-parede-gato-fotografo_1920x1200

1271098_539060896178746_799605018_o

10420752_755236301227870_2698496924556795270_n
O violeiro de Avaré Wilson Teixeira está preparando o álbum Casa Aberta, cuja produção visual trará fotos de Rita Araújo, autora deste clique durante apresentação do músico de Avaré (SP), em novembro, no bar do Julinho, na Vila Madalena, em São Paulo. Na ocasião era celebrado o aniversário de Elisa Espíndola, também fotógrafa parceira deste blog
397471_416708168414020_1013625071_n
Chico Teixeira,  em foto de Rita Araujo, que ela considera “doce poeta que trata a música e o povo brasileiro com o respeito e dignidade” e em cujas composições “reconheço a harmonia e delicadeza que me fazem acreditar numa geração de músicos com talento, bom senso e caráter necessários para perpetuar a cultura do povo brasileiro”. Assinamos em baixo!

 

Anúncios

Aldy Carvalho, Levi Ramiro e Rodrigo Zanc estão selecionados para segunda fase do Prêmio da Música Brasileira

Já está disponível em vários sítios especializados em músicas, e em páginas pessoais de cantores e compositores, a relação dos selecionados na primeira etapa do 26º Prêmio da Música Brasileira, edição que apontará os vencedores em 2015 e que se trata do antigo Prêmio Sharp.

O Prêmio da Música Brasileira resgata e celebra nomes expressivos do cenário nacional, mas também avaliza carreiras de artistas iniciantes ou com expressão de alcance regional. Além da entrega dos respectivos troféus por categorias, a cada ano um dos artistas finalistas ganha um show especial. Maria Bethânia, pelos 50 anos de carreira, foi a distinguida em 2014.

Premioa

Continue Lendo “Aldy Carvalho, Levi Ramiro e Rodrigo Zanc estão selecionados para segunda fase do Prêmio da Música Brasileira”

Anai Rosa e Thadeu Romano prestam homenagem ao “Rei do Baião” Luiz Gonzaga

 

10583926_10152563707540446_4130677462537855286_n

Thadeu Romano e Anai Rosa vão se encontrar nesta quinta-feira, 31 de julho, no Espaço 7, situado na cidade de São Carlos, no Interior de São Paulo. Na apresentação que o sanfoneiro e a cantora farão a partir das 20 horas ambos vão homenagear um dos maiores nomes de todos os tempos da música brasileira, o pernambucano de Exu Luiz Gonzaga, nosso eterno “Rei do Baião”.

Gonzaga, que se eternizou pela interpretação entre outros antológicos sucessos de “Asa Branca”, dele e de Humberto Teixeira, morreu há 25 anos, no Recife, no dia 2 de agosto de 1989. Cantando acompanhado de sua sanfona, zabumba ou triângulo, “Lula” levou a alegria das festas juninas, dos forros de pé-de-serra, bem como a pobreza, as tristezas e as injustiças de sua árida terra, o sertão nordestino, ao resto do país, numa época em que a maioria desconhecia ritmos como o baião, o xote e o xaxado.

DSC01978a
Thadeu Romano toca vários ritmos no instrumento preferido por Gonzaga (Foto: Marcelino Lima)

Thadeu Romano vem trilhando com competência o caminho que Gonzaga fez com a sanfona. Além de vários shows e apresentações pelo país e no estado de São Paulo, incluindo o Réveillon de 2011 na Avenida Paulista (Capital), e em casas dos badalados bairros Pinheiros e Vila Madalena, esteve ainda em programas como o “Viola, Minha Viola” e Sr. Brasil. Nestas ocasiões , ele já tocou ao lado de nomes como Roberta Miranda , Yassir Chediak, Swami Júnior e em projetos de tributos a Pixinguinha e Édith Piaf, como o  “Ma Vie em Rose, Pequena Piaf”, com Priscila Lavorato (voz), André Penne (contrabaixo acústico) e Guto Visciano (violão).

Em 2013 esteve em Roma para conhecer suas raízes italianas. Naquela cidade, foi recebido pela tradicional “Famiglia Ottavianelli” (Simoni, Luca e Babbo Ottavianelli), fabricante de acordeons; o instrumento que ele trouxe na viagem de volta já foi tocado, inclusive, por Toninho Ferraguti. Virtuoso, ele executa ritmos que vão do jazz ao chorinho, e também ajuda a abrilhantar o trabalho de músicos de raiz e da vertente regional como Rodrigo Zanc e Wilson Teixeira, com os quais, recentemente, voltou ao palco do programa de Rolando Boldrin para gravações que ainda não foram ao ar.

DSC08962a

Anai Rosa é instrumentista formada pela Unicamp (Foto: Maribel Santos/A Tribuna de Araraquara)

Anai Rosa é instrumentista formada em viola de arco e violino pela Unicamp. De acordo com o Dicionário Cravo Albin, já faturou vários prêmios como “Melhor Intérprete” em diversos festivais nas cidades do interior de São Paulo. Anai Rosa integrou a Orquestra Sinfônica de Campinas, sob regência do maestro Benito Juarez, participou do grupo Soma, que se apresentava em várias cidades do interior de São Paulo e de Minas Gerais, e atuou, também, no grupo Farinha Seca. Ao lado do próprio Thadeu Romano, Swami Jr., Fabio Freire, Zé Pitoco e Henrique Araújo, ela já fez apresentações no SESC de “De Bico de Aço a Rei do Baião”, em outra homenagem ao “Grande Lua”

O Espaço 7 fica na rua 7 de Setembro, 1441, Centro de São Carlos. Para mais informações há o telefone (16)3307-5691