1028 – América 4 lança em Vila Velha (ES) álbum comemorativo aos 30 anos de estrada

O Grupo América 4 está com novo álbum concluído e convida admiradores e amigos para o lançamento que marcará 30 anos de trajetória independente em defesa de culturas de povos latino-americanos como os guaranis, os aymaras e os mapuches. O concerto de estreia, com entrada franca, está marcado para a sexta-feira, 9 de março, a partir das 20 horas, no Teatro de Vila Velha, uma das mais importantes cidades do Espírito Santo, distante cerca de 180 km da Capital, Vitória, para quem escolhe viajar pela BR 101.  O América 4 tem embriões tanto no Estado capixaba, quanto no vizinho Minas Gerais, onde viviam na década de 1980 os músicos já de larga experiência e trajetórias artísticas oriundos do Brasil , da Bolívia, da Argentina, do Peru, do Uruguai, de Honduras e da Venezuela, entre eles Jorge Tobi Gil, com o qual o Barulho d’água Música mantém estreito contato. É em Vila Velha que está estabelecido o trabalho de resistência musical que encanta o público combinando as sonoridades de instrumentos típicos — alguns artesanais — como  zampoña, toyo, quenacho, charango, casaca, bombo legüero, tambores de Congo e tambores de Maracatu, entre outros, que dão ao América 4 uma identidade própria no cenário da cultura latino-americana. Continue Lendo “1028 – América 4 lança em Vila Velha (ES) álbum comemorativo aos 30 anos de estrada”

Anúncios

América 4 comemora 25 anos no Carlos Gomes de Vitória

10460718_852905978072150_166014977836222495_n

O Grupo América 4,  lá da cidade de Vila Velha (ES), vai dar continuidade ao projeto de comemoração aos 25 anos de estrada promovendo mais um show naquele estado. A apresentação desta vez será no Teatro Carlos Gomes, que fica em Vitória, e está marcada para começar às 19 horas de 6 de julho, sem cobrança de entrada. Na ocasião, Tobi Gil e os demais integrantes vão brindar o público com músicas do álbum comemorativo ao Jubileu de Prata e outros sucessos admirados pelo público.

O álbum  foi lançado em 2 de abril no Teatro Marista, em Vila Velha. O Grupo América 4 começou a tocar em 1988, inicialmente nos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais por Tobi Gil, que está há 39 anos radicado naquele munícipio capixaba. No ano de fundação, ele buscou reunir diversos músicos de vários países da América Latina que residiam no Brasil. O objetivo era unir o “o canto dos quatro cantos da América Latina”.

A integração dos sons e ritmos das raízes culturais da América Latina e a mistura de instrumentos musicais folclóricos como a flauta andina, zampoñas, toyos, quenacho, charango, tambores de congo e tambor de maracatu, casaca e bombo leguero com instrumentos convencionais são as características marcantes do América 4. Essa fusão instrumental e de cantorias tornou o Grupo referência nesse gênero e pioneiro na divulgação da música latino-americana no ES. Sempre atuante em projetos culturais da cultura local e também fora do estado, os músicos já se apresentaram em aberturas de shows de nomes consagrados da MPB, entre os quais Fagner, Zé Ramalho, Zé Geraldo, Sá e Guarabira e Sérgio Reis. Participou, ainda, de vários shows em teatros, festivais e eventos e ações culturais no Vale Jequitinhonha (MG), em parcerias com os violeiros Rubinho do Vale, Sergio Moreira, Marku Rivas, Tizumba e outros.

Passados 25 anos, e já há 12 sem se apresentar, Tobi Gil retomou o projeto de integração em torno da musica latino-americana e convidou os parceiros Cesar Rebechi, Renato Pablo, Aguilar Alves, Raul Paredes, Graça Silva, Nina Candido, e Carmem Amorim para a nova empreitada que seria lançar o CD que marca a trajetória de um quarto de século. A novidade vem para se juntar na discografia a “12 anos de América 4”, coletânea de 1999; “Tambores de Congo” (1998); “Fusão Latina” (1996) ; “Cinco Anos de Estrada” (1992); “Amo Espírito Santo” (1991) e “Minas Latina” (1990).