Jean Garfunkel, cantor e poeta paulistano, celebra aniversário

jean garfunkel aniversário

A folhinha do Barulho d’água Música registra que hoje, 28, está comemorando aniversário o cantor, compositor e poeta paulistano Jean Garfunkel,  também ator e publicitário que forma célebre dupla com o irmão, Paulo Garfunkel. Neste ano, entre outros projetos Jean Garfunkel lançou em fevereiro o álbum 13 Pares e Um fado Solitário, novo disco da carreira que já soma trinta anos. Neste trabalho treze parceiros de estrada receberão homenagens, e ora como letrista, ora como melodista, ou ainda desempenhando ambas as funções, o autor mostra um repertório variado, concebido com o multi-instrumentista Arismar do Espírito Santo, a flautista Léa Freire, o cantor Lula Barbosa, o guitarrista Natan Marques, o contrabaixista Sizão Machado, o compositor Théo de Barros e o maestro Júlio Medaglia.  

Continue Lendo “Jean Garfunkel, cantor e poeta paulistano, celebra aniversário”

Canto Livro traz ao palco do Sesc Campo Limpo (SP) o universo roseano de Grande Sertão: Veredas

cnto livro arte
O coletivo Canto Livre apresenta espetáculos litero-musicais que destacam autores brasileiros, de Língua Portuguesa e latino-americanos consagrados, além de abordar em seus trabalhos o delicado universo feminino revisitando obras de escritoras como Clarice Lispector, Carolina de Jesus e Cora Coralina (Fotos: Marcelino Lima)

 

O Barulho d’Água Música acompanhou na noite de 15 de maio, no Sesc Campo Limpo (SP), a apresentação de Guimarães Rosa: O Sertão na Canção, espetáculo da Equipe Canto Livro, atração do projeto Em Canto e Prosa. O Sertão na Canção, concebido em 2006 e desde 2008 na estrada, com passagem inclusive por Cordisburgo (MG), terra natal do escritor, põe no palco pai e filha, Jean e Joana Garfunkel. Ambos apresentam canções inspiradas no fabuloso romance Grande Sertão: Veredas, compostas por Jean e o irmão Paul, permeadas por narração de trechos da obra que imortalizou entre outras personagens Riobaldo e Diadorim. É uma viagem pelo sertão roseano por meio dos atalhos da oralidade e da canção brasileira, traços essenciais de nossa identidade cultural.

Continue Lendo “Canto Livro traz ao palco do Sesc Campo Limpo (SP) o universo roseano de Grande Sertão: Veredas”

Guilherme Ribeiro lança Tempo, quarto disco autoral, no Museu da Casa Brasileira (SP)

guiribw1
Natural de Santos (SP), Guilherme Ribeiro também toca acordeon e teclado, leciona música e já se apresentou em festivais e casas da Holanda, da França, da Bélgica, do Canadá e dos Estados Unidos; em 2010 lançou Calmaria, seu primeiro disco (Foto: Marcelino Lima)

 

O pianista e acordeonista Guilherme Ribeiro (Santos/SP) apresentou no domingo, 10 de maio,  pela primeira vez em público, músicas do quarto disco de sua carreira, intitulado Tempo, durante show promovido no Museu da Casa Brasileira, situado em São Paulo (SP). Guilherme Ribeiro tocou emoldurado por uma prazerosa chuva de outono no dia dedicado às mães, acompanhado por músicos de um time de primeira formado por Daniel de Paula (bateria), Sidiel Vieira (baixo), Rodrigo Ursaia (saxofone) e Vinícius Gomes (guitarra). Ele também recebeu no palco a cantora e fotógrafa Dani Gurgel, produtora de Tempo, que cantou Vento de Outrora, dela, e Verso em nó, parceria dela e Ribeiro. 

Continue Lendo “Guilherme Ribeiro lança Tempo, quarto disco autoral, no Museu da Casa Brasileira (SP)”

Sesc Consolação (SP) reúne mais uma vez Vânia Bastos, Selma Reis e Marcos Paiva em homenagem a Pixinguinha

Selma Reis por Vinícius Campos3
Selma Reis participou de grandes musicais e novelas na TV Globo. O atual CD, Poeta da voz, tem apenas canções de Paulo César Pinheiro. (Foto: Vinícius Campos)

Chorinho Bom, projeto que teve início para marcar 40 anos de falecimento de Pixinguinha, em 2013, vem conseguindo lotação máxima em todas as apresentações. As estrelas deste tributo ao “Mestre do Choro” são as grandes cantoras Vânia Bastos e Selma Reis, que interpretam clássicos da obra única de Pixinguinha. Muita emoção na plateia e no palco. É espetáculo para todas as idades e que terá mais uma sessão no sábado, 28 de março, às 21 horas, no teatro Anchieta, do Sesc Consolação (SP). Ambas serão acompanhadas por  Marcos Paiva (baixo acústico), um dos melhores artistas da nova safra da música instrumental brasileira, que reencontra o Choro neste show e com arranjos lúdicos e criativos mostra a beleza da obra de Pixinguinha de forma bem particular. 

Continue Lendo “Sesc Consolação (SP) reúne mais uma vez Vânia Bastos, Selma Reis e Marcos Paiva em homenagem a Pixinguinha”

Hoje é dia do blog enviar um abraço apertado ao baixista Ricieri Nascimento, de São Carlos (SP)

10846198_915194435160288_4885679164609212962_n
Ricieri Nascimento, aniversariante de hoje, é baixista e professor de música formado pelo Conservatório de Tatuí/SP (Foto: Nalu Fernandes/Araraquara-SP)

Até meia noite é dia, mas antes que seja tarde, o Barulho d’água Música envia até São Carlos (SP) em nome de amigos e seguidores um forte e carinhoso abraço ao sorridente moço do retrato feito por Nalu Fernandes. Aniversariante de hoje, professor de música da Escola 3 Atos (diplomado pelo Conservatório de Tatuí/SP) Ricieri Nascimento faz parte entre outros trabalhos como baixista da banda que acompanha o vizinho Rodrigo Zanc pelas estradas da cantoria; ainda com Zanc, mais Wilson Teixeira (Avaré/SP), Cláudio Lacerda (São Paulo/SP) e Luiz Salgado (Araguari/MG), Rici também abrilhanta os shows do projeto 4 Cantos e estava nos palcos de Santa Barbara d’Oeste e de Piracicaba em dezembro de 2014, quando o quarteto fez turnê pelas duas cidades do interior paulista.

Continue Lendo “Hoje é dia do blog enviar um abraço apertado ao baixista Ricieri Nascimento, de São Carlos (SP)”

Daniela Lasalvia, cantora paulistana e autora do álbum duplo Madregaia, faz aniversário hoje

???????????????????????????????

 

Hoje, 24, é a aniversário de Daniela Lasalvia, a Dani Lasalvia, cantora que gravou um dos álbuns mais belos de música brasileira de todos os tempos, seja pela diversidade musical com ritmos que vão do fado ao blues, pela bela voz desta paulistana que estudou canto lírico (com direito a aperfeiçoamento no Conservatório Tchaikovsky, de Moscou) antes de se dedicar ao canto popular, mais percussão vocal e corporal com Stênio Mendes, ou quanto pela direção artística e ponteio de violões do mestre Dércio Marques. Madregaia é o nome do álbum duplo, cujo encarte é outra atração que faz dele um trabalho indispensável para quem curte música de qualidade.

Continue Lendo “Daniela Lasalvia, cantora paulistana e autora do álbum duplo Madregaia, faz aniversário hoje”

Tom Jobim ganha estátua em bronze no Rio de Janeiro vinte anos depois da morte, nos Estados Unidos

Tom 1
O maestro e compositor Tom Jobim ganhou na praia de Ipanema (RJ) a estátua na qual carrega o violão, eternizando-o no cenário onde compôs um dos seus maiores sucessos e música até hoje tocados em todo o mundo (Foto: Tânia Rego/Agência Brasil)

 

Tom Jobim, um dos mais importantes nomes de todos os tempos da música brasileira e mundial, ganhou uma estátua em bronze idealizada pela escultora Christina Motta e instalada na orla da praia de Ipanema, bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro (RJ) na segunda-feira, 8 de dezembro.  O local fica no início da Avenida Vieira Souto, próximo ao Arpoador. Os primeiros admiradores viram a escultura ao som do sexteto Terra Brasilis (chamado especialmente para a ocasião pela família do cantor e compositor), durante cerimônia na qual o maestro recebeu a homenagem há exatos vinte anos após morrer em Nova York, nos Estados Unidos, vítima de infarto em consequência do combate a um câncer. 

Continue Lendo “Tom Jobim ganha estátua em bronze no Rio de Janeiro vinte anos depois da morte, nos Estados Unidos”

Compositor brasileiro: hoje é dia de quem com talento, compromisso, sensibilidade e delicadeza torna a vida mais alegre

Villa Lobos 1f
Heitor Villa-Lobos, ao lado da musa Arminda Villa-Lobos, um dos mais consagrados compositores brasileiros de todos os tempos, em nossa terra e mundo afora (Foto: Acervo Museu Villa Lobos-RJ)

Hoje, 7 de outubro, comemora-se o Dia do Compositor Brasileiro.

Alguns amigos e seguidores podem até pensar que o Barulho d’água Música estaria se confundindo, pois também se comemora data semelhante em 15 de janeiro. No começo de cada ano, porém, a efeméride é dedicada aos compositores de todo mundo, então, naquela ocasião, celebra-se o Dia Mundial do Compositor.

Muito justa a homenagem a esta incrível e indispensável categoria de artistas tupiniquins já que em nosso meio cultural há uma lista das mais extensas de gente boa que nos legou para sempre canções e obras extremamente belas, carregadas de significados sobre a brasilidade e, claro, poesia, muita poesia da melhor qualidade. Há, é claro, quem meta os pés pelas mãos e, neste delicado terreno, “escreva” bizarrices inclassificáveis, faça sonetos piores que as emendas, principalmente nos dias de hoje; seriam os “pernas de pau”, para traçar uma analogia com o futebol, sem nos esquecer, entretanto, que boa parcela deles é estimulada, bem paga e venerada pelo mercado e pela indústria do espetáculo só para rimar amor com dor e cantar frustrações amorosas, dores de cotovelo e cortejar musas inalcançáveis e de coração mais duro que pedra.

A riqueza neste quesito que o Brasil guarda, entretanto, é tanta que nem vale a pena queimar vela para mal defunto, e, sim aclamar aqueles que elevam nossa alma, cura-nos de tristezas, espalham valores positivos que ajudam a manter tradições ou até renova-las, mas sempre com muita delicadeza, talento, compromisso, engajamento, pensando, escrevendo, pesquisando…

Continue Lendo “Compositor brasileiro: hoje é dia de quem com talento, compromisso, sensibilidade e delicadeza torna a vida mais alegre”