Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!


Deixe um comentário

1005 – Barulho d’água Música está inscrito e concorrerá a troféu do 4º Prêmio Profissionais da Música, em 2018

O Barulho d’água Música está inscrito para concorrer a um dos troféus da modalidade Convergência/Canais de Divulgação do 4º Prêmio Profissionais da Música (PPM), que serão entregues em abril de 2018, em Brasília (DF). De formato inédito e concebido pelo músico e produtor brasiliense Gustavo Ribeiro de Vasconcellos, o PPM foi idealizado para expor e reconhecer a contribuição de diversos profissionais envolvidos em criação, produção e circulação de obras e produções musicais e audiovisuais. A proposta, explicou Gustavo Ribeiro, é colaborar para o desenvolvimento de oportunidades e novos negócios do setor da música, a partir da convergência com outros segmentos. “Assim podemos expandir fronteiras ao promover intercâmbios e disseminar legados ao compartilhar experiências e emoções”, observou Gustavo ao lançar, em setembro, a campanha de divulgação. 

Continuar lendo

Anúncios


Deixe um comentário

1004 – Jair Marcatti recebe Sidnei de Oliveira para mais um bate-papo da série Retratos do Brasil – Prosa e Música, na BMA

Jair Marcatti (Foto: Daniel Kersys)

Dedos de prosa, boa conversa e muita música. Essa é a receita do Projeto Retratos do Brasil – Prosa e Música que será promovido na Biblioteca Mario de Andrade (BMA/São Paulo) uma vez por mês, às quintas-feiras, entre agosto e dezembro, sempre começando às 19 horas. O idealizador Jair Marcatti, historiador e professor do curso de Relações Internacionais da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM),  pretende mostrar nos cinco encontros o Brasil que a música de cada convidado reflete; um país mais para dentro, mais regional, dos rincões, escondido, mas muito vivo. A cada nova rodada, Marcatti conversa com músicos que, em comum, apresentam olhar aprofundado sobre o Brasil, somado ao trabalho de pesquisa e de resgate das nossas mais entranhadas tradições, com a vantagem dos bate-papos serem pontuados no calor da prosa, ao vivo, pelo som dos instrumentos.

Continuar lendo


Deixe um comentário

762 – Cirinho Rio Doce, que em agosto lançara quinto disco da carreira, compõe canção e poema em homenagem ao Rio Doce

bento rodirgues

Foto aérea do distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG) mostra à direita da imagem como o lugarejo ficou após o rompimento da barragem (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

As centenas de mortes e a monstruosa destruição causadas pela onda de lama e rejeitos químicos que vazaram no dia 5 de novembro da barragem do Fundão, em Mariana, e que a partir do antigo distrito desta cidade mineira, Bento Rodrigues, impôs ao país seu maior “desastre” ambiental, mais de um mês depois seguem rendendo protestos e justas indignações coletivas, embora, até o momento, não tenha havido a devida condenação e responsabilização da Vale e suas associadas estrangeiras que, por detrás da mineradora Samarco, ainda exploram este forma de atividade — sabe-se agora, tão potencialmente arriscada e letal para quem vive no seu entorno e/ou mesmo há quilômetros de distância, em outro estado, inclusive.

cirinho-rio-doce-a-jpg

Cirinho Rio Doce, artista natural de Colatina (ES)

Um destes gritos de indignação chegou ao Barulho d’água Música por intermédio do cantor e compositor Cirinho Rio Doce, artista natural de Colatina (ES) e que traz em seu nome artístico homenagem justamente ao rio que banha sua terra natal e mais afetado pela devastação. Cirinho Rio Doce compôs música e poema, apresentados por meio de um vídeo intitulados O lamento do Rio Doce e o desastre de Mariana  que poderá ser visto clicando o ponteiro do mouse neste linque em azul ou caso o mesmo expire visitando-o pelo endereço virtual https://www.youtube.com/watch?v=0YyE_5yoQUg  .

Continuar lendo


2 Comentários

747 – Grupo Moxuara, do Espírito Santo, vem a São Paulo receber estatueta do 2º Prêmio Grão de Música

moxuaran

O Moxuara protagoniza uma musicalidade que extrapola exigências de mercado e encanta públicos de quaisquer idade ou origem, mostrando uma visão artística que se funde com mensagens alusivas à preservação da vida (Foto: Divulgação)

O grupo capixaba Moxuara estará entre os 15 contemplados que neste sábado, 5, receberão na Galeria Olido, em São Paulo, a estatueta do 2º Prêmio Grão de Música, idealizado pela cantora, compositora e poetisa Socorro Lira (PB). A cerimônia que ainda prevê um show, ambos sem cobrança de ingressos, começará às 19 horas. Ao subirem ao palco os integrantes do Moxuara receberão reconhecimento por um sólido trabalho nascido em 1991 com o propósito de produzir música capaz de transpassar o tempo, as gerações e as fronteiras. Para sustentar este compromisso sem concessões e torná-lo fértil, vem empreendendo esforços permanentes que têm sido mantido ao cantar a história de sua gente com suas tradições, sentimentos, hábitos e valores. O lema permanente desde os primeiros dias de atividades do Grupo Moxuara é a tentativa de prover elos entre a tradição e a modernidade para valorizar, divulgar e popularizar uma música que retrate a alma do povo brasileiro e reproduza todo o encantamento das cidades do interior.

Continuar lendo


2 Comentários

729 – América 4 (ES) volta ao berço natal para apresentação única em Belo Horizonte (MG)

america 4

O Grupo América 4 surgiu na década dos anos 1980 em Minas Gerais com a união de músicos de destacada trajetória artística tanto no Brasil, quanto na Bolívia, na Argentina, no Peru, no Uruguai, em Honduras e na Venezuela. Hoje radicado em Vila Velha (ES), depois de 15 anos o América 4 regressará ao berço para brindar o público de Belo Horizonte, onde tocará como atração do Cine Theatro Brasil, neste dia 25 de novembro, a partir das 19h30. nstrumentos como zamponhas, toyos, quenachos, charangos, casacas, bombos legueros e tambores do Congo comporão o ambiente de encantamento do público durante a apresentação que visa a fomentar a integração dos povos latino-americanos. A  base da música do América 4 é o rico universo da América Latina, mas os músicos também carregam influências dos ritmos mineiros, principalmente do Vale do Jequitinhonha, e dos tambores de Congo que ecoam pelo Espírito Santo, amálgama que gera a energia que protagoniza nos palcos.

Continuar lendo


Deixe um comentário

637-Entidades capixabas e Grupo América 4 promovem em Vitória (ES) tributo a Victor Jara, cantor e herói da resistência chilena

O Clube Capixaba do Vinil, o Grupo Tarahumaras e a Casa da América Latina no Espírito Santo reuniram-se para promover uma homenagem ao cantor, compositor, homem de teatro e professor chileno, Victor Jara. Artista cuja obra transcende as fronteiras do Chile, Victor Jara,  além de toda essa atividade cultural e educacional, ficou conhecido pela corajosa militância de primeira ordem contra  o momento de “tenebroso esplendor” que viveu o país natal – e boa parte da América do Sul sob as pesadas, cruéis e sangrentas mãos do regime de terror comandado pelo execrável general Augusto Pinochet. Jara caiu preso em dia 11 de setembro de 1973, dia do golpe e do pacote de agressões militares que derrubaram e assassinaram Salvador Allende, presidente eleito pelo povo.

Continuar lendo


Deixe um comentário

Araraquara (SP) recebe no Sesc Paulo Freire, Xangai e Rodrigo Zanc, três exímios violeiros do país

artepfxangairz

O público que frequenta o Sesc de Araraquara (SP  terá o privilégio de assistir durante o mês de junho apresentações de três dos mais brilhantes violeiros do país, convidados para o projeto Cantadores de História, todos a partir das 20 horas, e com entrada franca. As atrações serão, pela ordem de datas, Paulo Freire, Xangai e o filho nato da cidade, Rodrigo Zanc. O objetivo do Sesc é resgatar um pouco de nossas histórias e nossas raízes. A brasilidade entrará em cena misturando música caipira, contação de causos, tradições e costumes de cada canto do Brasil.

Continuar lendo